Home > Carreira

Há um complô contra você – o que fazer sobre isto?

As pessoas com quem você deveria trabalhar estão contra você. Conheça três táticas para driblar esta situação

C.G. Lynch

30/08/2007 às 12h28

complo_int.jpg
Foto:

Se alguns sinais citados na primeira parte da matéria parecem descrever exatamente o que está acontecendo com você, é melhor continuar a caminhada. Quanto mais sinais você percebe, mais perigosa se torna a situação. Aqui estão três possíveis saídas.

1 – Procure outro emprego
Sinto por não tirá-lo do fogo, mas, se você descobriu mais do que cinco sintomas de risco na sua companhia, pode ser muito tarde para salvar seu emprego. Neste caso, talvez seja hora de procurar emprego em outro lugar. E tudo bem se você não for tão orgulhoso a ponto de reconhecer que o seu número dois é melhor do que você e aceitar um outro cargo dentro da mesma empresa. 

2 – Reaproxime-se dos pares
Mais freqüente do que parece, um complô de TI não acontece apenas porque você tem um cargo de liderança. Pode ser que você não esteja em sintonia com os negócios. Ironicamente, você pode perder o contato com as pessoas de negócio por trabalhar demais ou viajar muito. "Você pode estar fora a trabalho, mas se você tirar os olhos da bola, seu desempenho pode ficar aquém das expectativas", diz Rubenstrunk, da Korn/Ferry International. Para solucionar a questão, comece convidando com mais freqüência seus pares para almoçar e para discutir estratégias, mostrando que está centrado nos negócios antes de tudo. A tecnologia vem em segundo lugar. No departamento de TI, comece a observar mais as pessoas. Mesmo se as coisas estiverem caminhando do mau para o pior, você sempre terá subordinados fiéis para contar o que está indo mal.

3 – Promova-se
Se foi você quem trouxe e que eleva todas as estrelas do seu time, por que considerar que eles não são fiéis? De acordo com Susan Cramm, executive coach e colunista da CIO, você deve estar atento a isto e trazer também para você mesmo os méritos desse funcionário. "Se o segundo tem feito coisas boas, faça-as também", ela recomenda. "Ao promover o feito, diga 'nós fizemos' e não 'ele fez'".

Não sabe se existe um complô? Leia também "Como detectar um complô contra você"

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail