Home > Gestão

78% das empresas brasileiras realizam análise de risco

Segundo pesquisa, setores financeiro e de telecom são os mais estruturados

28/08/2007 às 11h45

cadeado02_int.jpg
Foto:

A 10ª Pesquisa Nacional de Segurança da Informação, realizada pela Módulo, empresa especializada em gestão de risco, constatou que os setores financeiro e de telecomunicações são os que mais investem em medidas de segurança contra vírus, spams, roubo de informações, invasão de sistemas e outras ameaças.
Realizado com 600 profissionais de TI que atuam em empresas privadas, públicas e de economia mista, o estudo constatou que a análise de risco já é realizada por 78% das empresas brasileiras e, destas, 70% consideram os resultados da medição úteis para detectar vulnerabilidades.
As instituições financeiras saem à frente no quesito estruturação de um departamento específico para questões de segurança. Das entrevistadas, 56% afirmam já ter algo neste sentido. Telecom fica logo atrás, com 50%. Depois, vêm comércio (39%), serviços (35%), indústria (31%) e governo (23%).
O setor financeiro foi o que se mostrou mais consciente quanto aos riscos. Das instituições, 54% já usam ferramentas e metodologias formalizadas para acompanhamento de riscos. Na seqüência, ficam indústria (39%), serviços (38%), telecom (37%), governo (30%) e comércio (26%).
Quanto à qualificação dos profissionais, 53% das companhias brasileiras já investem em certificados de segurança e outras 26% pretendem fazê-lo a médio e curto prazo. Mais de um quarto dessas companhias (28%) gastam acima de R$ 5 mil ao ano por profissional, enquanto 19% despendem até R$ 2 mil/ano. Do orçamento total de TI, a segurança não representa nem 10% para a maioria absoluta dos entrevistados.
O contraponto é que 22% das empresas nunca fizeram qualquer tipo de controle. A falta de conscientização de executivos e usuários é apontada como o principal obstáculo à implementação de medidas de segurança (55%), seguida pela falta de verba (28%) e pela falta de profissionais capacitados (8%). Falta de soluções e ferramentas específicas disponíveis no mercado ficam no fim da lista.

Leia mais notícias de hoje sobre segurança:

Segurança como SaaS ganha maturidade rapidamente

Morra, spyware, morra!

10 razões para você ser paranóico enquanto navega na internet

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail