Home > Tendências

Corporações ainda dizem ‘não’ ao Vista

Problemas como incompatibilidade no software e necessidade de atualização do hardware entravam adoção, segundo Forrester

16/08/2007 às 12h23

Foto:

Incompatibilidade no software, necessidade para atualização do hardware e confrontos com as versões existentes do Windows são as maiores causas para as corporações não adotarem o Windows Vista na mesma velocidade com a qual os consumidores o estão fazendo, defende a Forrester.
Em pesquisa, a Forrester disse que a maioria dos 45 gestores de TI estão esperando pelo lançamento do Vista Service Pack 1 no início do próximo ano para “considerar seriamente” a atualização para o Vista. Outros citaram o lançamento do System Center Configuration Manager 2007, a evolução do antigo Systems Management Server (SMS), como outra razão para não mudar para do Windows 2000 ou XP to Vista.
A pesquisa informal, conduzida pelo analista da Forrester Ben Gray, é seguida por um levantamento quantitativo com 1,605 mil gerentes de TI na América do Norte e Europa, em maio de 2006. Naquele estudo, 31% dos entrevistados disseram que planejam adotar o Vista no primeiro ano do lançamento, com 53% deles dizendo que planejam atualizar nos primeiros dois anos.
Os planos ‘agressivos’ de atualização, contudo, falharam por fatores como “os problemas em se rodar ambientes de TI grandes, complexos e distribuídos” e “desconfiança”, escreveu Gray. “Diversos profissionais que eu conversei sentem que acabaram de realizar a migração dos SOs e estão reticentes a fazer esse movimento novamente”, completa.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail