Home > Carreira

Seis razões para não fazer um MBA

Você não precisa de um MBA para ganhar conhecimento no que precisa. A experiência do dia-a-dia nos negócios, além de educar, é o melhor caminho para aprender a ser líder

James Clark

16/07/2007 às 14h16

Foto:

James Clark, CTO do EpicTide, um provedor de softwares de segurança do setor médico, tem focado mais no mundo real dos negócios do que em um currículo impecável. E considera ter tomado a decisão correta. Leia, abaixo, as seis razões apontadas por ele para justificar a idéia de que um executivo de TI não precisa de MBA:

1 - Falta de tempo
"Na minha posição, o tempo necessário de dedicação ao curso seria um obstáculo. A maioria dos MBAs dura dois anos. Se eu rearranjasse a agenda, tanto do curso quanto do trabalho, perderia ainda mais tempo."  

2 - Falta de dinheiro
"O custo estimado de um MBA é de 40 mil dólares por ano [nos EUA]. Cursos a distância de instituições prestigiadas não saem muito mais em conta. E investir em curso barato de qualidade duvidosa não é bom negócio." 

3 - Teoria dá mais sono que Valium
"Desde criança, me interesso por tecnologia e o consumo de eletrônicos. Não subestimo a leitura de um livro como 'O Mundo é Plano', para entender, por exemplo, o conceito de terceirização e descobrir que é o nome correto para o que já faço na Ucrânia. Mas, no dia-a-dia, obtive experiência suficiente em outsourcing e globalização para saber que não há necessidade de sentar numa carteira de sala de aula."

4 - O mundo real é melhor que os estudos acadêmicos
"Eu prefiro aprender sobre negócios trabalhando. Nas aulas, você não vai além da teoria, o que não é o meu mundo. Preciso falar de coisas atuais, de demandas reais. Aprendo mais fazendo do que estudando. Vejo muitas pessoas que seguem as teorias aprendidas, sem conseguir transpô-las ao mundo real. Um bom currículo deve ter mais do que cursos, deve ter habilidades que não se aprende na escola. Pessoalmente, eu ganho muito mais lendo os artigos da CIO, que mostram negócios e projetos e como os executivos de TI estão atuando. Prefiro aprender sobre CRM ou BPM lendo as experiências dos outros. É mais fácil e rápido. Acredito que estou apto a ocupar o cargo em que estou, mesmo com 33 anos, porque domino alguns conceitos essenciais do negócio, gosto de vendas e marketing e consigo integrar tudo com meus conhecimentos técnicos."

5 - Um MBA não vai ensinar tudo que é preciso para ser um líder de TI
"Certamente, o curso vai ensinar sobre estratégia, operações, finanças, marketing e vendas. Mas não vai ensinar algumas habilidades sutis que são críticas no comando de uma equipe e influenciam os colegas. Nenhum MBA pode ensinar como conviver com políticas corporativas, característica fundamental, hoje, para ser líder."

6 - Para ser um executivo de TI, você realmente precisa conhecer tecnologia
"Toda a conversa sobre a importância do MBA para o executivo de TI crescer joga muita ênfase no conhecimento do negócio. A realidade que vejo todo dia, porém, é que eu tenho que fazer uma infinidade de sistemas diferentes trabalharem e se interligarem. Obviamente, eu preciso estar pronto para falar a língua dos negócios, mas se eu não entender como meu sistema funciona, verei os custos subirem e os projetos naufragarem. Dois terços de qualquer projeto fracassa porque são implantados por pessoas de negócio que não atinam para o que estão fazendo em termos tecnológicos. Acredito que o fato das habilidades técnicas estarem sendo menosprezadas em muitas empresas, principalmente as grandes, é a causa dos insucessos. O conhecimento do negócio não deve se sobrepor sobre a tecnologia. Você tem que entender muito bem de TI antes de querer ir além."

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail