Home > Tendências

Companhia química aposta em telefonia IP

Com a tecnologia, Solutia diz que conseguiu mais flexibilidade e redução de custos

10/07/2007 às 13h52

Foto:

A Solutia, empresa química líder mundial em produção de películas para vidros usados na área automobilística e na construção civil, encontrou na tecnologia IP uma solução para baratear o custo das ligações telefônicas e facilitar o contato entre seus funcionários espalhados pelo globo. A substituição do PABX começou em São Paulo, com solução da PL Tecnologia.
De acordo com Marcelo Rebouças, diretor de TI para América Latina e Ásia, o sistema de PABX já não atendia aos padrões propostos mundialmente. “Foi um desafio global identificar novas tecnologias que atendessem à qualidade que queríamos e substituíssem o sistema TDM, não apenas para nós como também para os escritórios de outros países”, explica. Porém, os possíveis prejuízos por apostar em uma novidade também foram contabilizados na decisão: “Sabíamos que havia a possibilidade de perder um pouco em qualidade de ligação, mas o custo-benefício no final seria maior”, afirma.
O antigo PABX foi desativado e, em troca, o software Brekeke, instalado em servidor Dell, ficou a cargo de criar os ramais e realizar as transferências de chamada. O orçamento do projeto totalizou US$ 15 mil.
Rebouças explica que a principal vantagem é a independência do hardware: “Posso carregar meu ramal nas viagens à Ásia, contatar de onde estiver funcionários em home-office ou a nossa fábrica em São José dos Campos. Criamos um sistema de ramais mundial”, conta. Antes, havia a dependência em um único aparelho PABX que era compatível apenas com outros aparelhos da mesma marca. O próximo passo será a adoção do VoIP Wireless em todas as unidades.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail