Home > Gestão

Rede Gazeta aposta em terceirização

Depois de duas tentativas frustradas, conglomerado de mídia do Espírito Santo ganha agilidade ao fazer outsourcing do service desk

Cláudia Zucare Boscoli

16/04/2007 às 16h21

Foto:

Concentrar foco em seu negócio principal. Como todos que optam pelo outsourcing, essa era a intenção da Rede Gazeta, conglomerado de mídia do Espírito Santo com emissoras de tevê e rádio, jornais e sites, ao terceirizar todas as operações de service desk. No entanto, duas tentativas de outsourcing foram frustrantes. “As empresas não conseguiam aplicar adequadamente a metodologia que elas mesmas desenvolviam. No discurso, tudo funcionava, mas a execução deixava a desejar”, reclama Paulo Canno, diretor de TI do grupo.
Antes de retomar a idéia inicial de aumentar a equipe interna de suporte tecnológico, o executivo partiu para uma última tentativa, que, segundo ele, até agora tem se mostrado satisfatória. “Fechamos com a Lan Designers e eles têm sido coerentes”, diz, revelando que a empresa já tinha participado de uma das licitações anteriores, sem levar o contrato.
Para gerenciar o ambiente de redação – que inclui ferramentas de edição, diagramação, arquivos de texto e imagem, sistemas de comunicação com sucursais do interior do estado e com gráficas etc – adotou uma operação com atendimento 24/7, o que possibilitou mais agilidade e praticidade nas operações. Depois de quase dois meses de entrevistas com funcionários para levantar as necessidades do grupo, a solução implementada pela Lan seguiu o modelo de gestão baseado no guia de melhores práticas do Cobit e do ITIL, inclusive no que diz respeito à segurança, como manutenção de firewall e antivírus. “Temos analistas, gerentes e técnicos internos, mas para atender em pequena escala. Algumas tarefas não tinham ‘dono’ certo, não eram bem definidas. Também tínhamos de garimpar informações sobre os serviços disponíveis, o que abria brechas para distorções”, explica. E conclui: “Precisávamos de know-how. Geralmente, as empresas de mídia contratam terceiros para o backoffice e não para a produção. No nosso caso, eles estão presentes no processo todo”. Outra vantagem apontada pela Gazeta com a parceria é o registro documental de todas as demandas em TI, o que permite uma visão mais clara das medidas a serem tomadas.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail