Home > Carreira

Seja um grande líder

Uma análise 360 graus pode ajudar os CIOs a identificar seus pontos fortes e suas fraquezas. E ser o primeiro passo para o um plano de desenvolvimento de carreira

Susan Cramm

16/11/2006 às 19h19

Foto:

Conheça o Sr. CIO Padrão. Ele tem peso, altura e idade medianos. E, de acordo com uma avaliação 360 graus realizada recentemente, ele é, também, um líder mediano. Inicialmente, o Sr. CIO Padrão ficou desapontado ao ouvir os resultados. Mas, com o tempo, ele ficou otimista; afinal, por que se importar com um estudo cujos resultados são confusos e não condizem com suas ótimas análises de desempenho?
A situação do Sr. CIO Padrão é um resultado comum dos processos de avaliação 360 graus, em que os profissionais são avaliados por seus clientes, pares, superiores e por si próprios. Não deveria ser surpresa que a média de cerca de 15 respostas para cada uma das aproximadamente 60 perguntas, o resultado matemático acabe sendo mediano.
Para ter informações significativas sobre suas vantagens e suas fraquezaz como líder, o CIO que passa por uma avaliação 360 graus deve analisar objetivamente centenas de pontos. Então, é fácil se perder.
O Sr. CIO Padrão não sabe, mas existem boas razões para ele se preocupar com os resultados. De acordo com a avaliação, ele não tem nenhuma habilidade classificada com notas entre 4,5 e 5 (sendo que 5 é o máximo). E, segundo o livro de John Zenger e Joseph Folkman, The Extraordinary Leader, não é a média que conta em uma avaliação 360 graus, mas exatamente o número de competências que são classificadas entre 4,5 e 5.
A boa notícia para o Sr. CIO Padrão (e todos os outros CIOs) é que apenas cinco habilidades bem-classificadas - com as notas entre 4,5 e 5 -podem faze-lo um grande líder, desde que outras duas condições sejam atendidas. Primeiro, as competências têm de ser distribuídas entre cinco setores da liderança (definidos por Zenger e Folkman): capacidade pessoal, caráter, habilidades interpessoais, foco em resultados e vontade de liderar mudanças. Além disso, o Sr. CIO Padrão não pode ter falhas 'fatais', como incapacidade de aprender com erros, falta de habilidades interpessoais, não estar aberto a idéias novas e diferentes, não ser transparente e não ter iniciativa.
Um punhado de habilidades separa um líder mediano de um ótimo líder. E ótimos líderes superam os medianos em produtividade, qualidade dos serviços prestados ao cliente e comprometimento de seus funcionários. Fortalecendo suas habilidades e eliminando as falhas mais sérias, o líder mediano pode torna-se um líder extraordinário. Armado com esse conhecimento, o Sr. CIO Padrão pode tirar informações relevantes da montanha de dados de uma avaliação 360 graus. E, com uma análise relativamente simples, o feedback pode ser compreendido – e pode resultar em planos de desenvolvimento práticos e focados.
O Sr. CIO Padrão deve começar a identificar suas “boas” habilidades que podem ser melhoradas, até tornarem-se “ótimas”. Por sorte, ele tem cinco competências com classificações sólidas (entre 4 e 5) e elas estão bem distribuídas entre os setores da liderança. São elas:

- Caráter – cumpre o que promete
- Capacidade pessoal – entende de assuntos técnicos
- Foco no resultado – dedica tempo a questões importantes para a organização
- Habilidades interpessoais –  construiu uma equipe forte
- Vontade de liderar mudanças – as áreas de negócios o vêem como um parceiro-chave

O Sr. CIO Padrão deve desenvolver essas habilidades para ser um líder melhor. Ele deve fazer isto pensando no que Zenger e Folkman chamam de “habilidades companheiras”, ou seja, comportamentos existentes que, se melhorados, causam efeito positivo. Por exemplo, ao melhorar suas habilidades interpessoais – ou seja, sua capacidade de explicar o que sabe de forma que os outros compreendam –, ele pode melhorar a maneira como suas capacidades técnicas são percebidas. Esta abordagem é a melhor para fazer com que os outros deixem de enxergar suas habilidades como “boas” e passem a vê-las como “ótimas”.
A seguir, o Sr. CIO Padrão deve analisar os dados de sua avaliação 360 graus para identificar falhas fatais em qualquer um dos setores da liderança. Por exemplo, os dados mostram que ele foca seu tempo e atenção em seus chefes diretos e clientes, o que faz seus pares sentirem-se ignorados. Como conseqüência, a nota recebida dos pares é muito baixa. Melhorar sua capacidade de trabalho em equipe e colaboração com os pares é crucial para que o Sr. CIO Padrão continue evoluindo em sua carreira.
A melhor maneira de melhorar o desempenho organizacional é transformar maus líderes em bons; e transformar os bons em ótimos líderes. Já que a maioria de nós é bom e pretende ser ótimo, as implicações são óbvias. Primeiro, tire a poeira de sua avaliação 360 graus. Faça a análise descrita acima e descubra como melhorar suas qualidades e eliminar as falhas. E, assim que você tiver seu próprio plano de desenvolvimento em curso, comece a ajudar os outros a entender suas avaliações 360 graus. É o que qualquer grande líder faria.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail