Home > Gestão

Inovar é preciso

Ao mesmo tempo em que os negócios estão em transformação, o papel da área de TI é acompanhar esse processo e adaptar-se. A chave é inovar. Executivos e especialistas convidados por CIO contam o que deve ser feito.

19/09/2006 às 19h07

Foto:

Na mesma velocidade em que as necessidades de negócio e as tendências do mercado mudam, fica mais clara a idéia de que TI é fator estratégico para provocar e dirigir a inovação necessária à adaptação a essas mudanças. Para crescer, as empresas sabem que precisam estar dispostas a correr riscos e os CIOs têm a consciência de que não podem apenas pensar como a tecnologia pode ajudar suas companhias a sobreviver (sem aumentar custos),  mas como devem trabalhar para que ela seja mais competitiva de forma inovadora.
Mas como agir para responder às necessidades da corporação e transformar a área de TI no agente de inovação? CIO dirigiu estes questionamentos a oito personalidades ligadas ao cenário brasileiro de TI, entre executivos e ex-executivos de TI, além de especialistas na área, para que apresentassem suas visões sobre o assunto. A seguir, você encontra a opinião dos cinco executivos de TI que formaram a matéria de capa da edição atual da revista: Ítalo Flammia, diretor de Tecnologia da Informação da Natura – e vencedor do prêmio IT Learders 2006 na categoria Bens de Consumo; Laércio Cezar, vice-presidente executivo do Bradesco; Mauro Negrete, diretor de TI da Cotia Trading; Roberto Agune, Superintendente da Fundação do Desenvolvimeto Administrativo e ex-coordenador do sistema estratégico de informações da Casa Civil do governo do Estado de São Paulo, e Edson Fregni, diretor da eFregni Consultoria e ex-CIO do ABN Amro Bank. Além disso, terá acesso aos artigos dos nossos outros três convidados: Letícia Costa, presidente da Booz Allen Hamilton; Silvio Meira, cientista-chefe do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (C.E.S.A.R); e Silvio Genesini, presidente da Oracle Brasil.
A partir de conhecimentos e experiências distintas, eles traçam as diretrizes que os CIOs devem ter para que a área de TI assuma o papel estratégico que todos esperam dela. “Creio que mudar a mentalidade da área de tecnologia seja o primeiro passo para quem deseja entrar nesta jornada de inovação”, alerta Flammia, da Natura. “Para que TI contribua efetivamente na criação de diferencial competitivo é fundamental que seu planejamento seja feito de forma mais integrada e simultânea ao do negócio”, acrescenta Letícia, da Booz Allen.

Além da tecnologia, por Ítalo Flammia
Inovar: a força de uma organização, por Laércio Cezar
No papel de educadores, por Mauro Negrete
Valorize a tecnologia. Pense menos nela, por Roberto Agune
CIO, o agente da inovação, por Edson Fregni
A palavra de ordem é integração, por Letícia Costa
Informaticidade se escreve com "i", de inovação, por Sílvio Meira
O lego da infra-estrutura de TI, por Sílvio Genesini

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail