Home > Tendências

Negócios por toda parte

Pesquisa realizada pela Associação Brasileira de e-business afirma que, em dois anos, 52% dos usuários corporativos serão dependentes das aplicações móveis

25/04/2006 às 15h26

Foto:

Sua empresa já é dependente da mobilidade? Se ainda não, parece ser apenas uma questão de tempo. De acordo com um estudo realizado pela Associação Brasileira de e-business, a previsão é que, em dois anos, 52% dos usuários corporativos sejam dependentes de aplicações móveis.
Com 122 empresas entrevistadas, a pesquisa deixa claro o amadurecimento dos serviços móveis com foco no mercado corporativo. Prova disso é que 90% dos respondentes afirmam que o uso de dispositivos móveis pode impactar positivamente os negócios, conferindo mais agilidade aos processos.
Os smartphones – telefones com recursos avançados de dados – aparecem como a principal tendência do mercado, com o segundo lugar na preferência dos executivos. Perde apenas para o já consagrado celular, que é apontado como o melhor dispositivo para os homens de negócios por 59% dos entrevistados.
Devido, principalmente, à falta de cultura dos usuários, as tecnologias que permitem o acesso a e-mails por meio de dispositivos móveis ainda têm baixa taxa de penetração no Brasil. O estudo apontou que apenas 20% das empresas utilizam esse tipo de solução. Atualmente, a mobilidade é usada em maior escala em aplicações de automação da força de vendas, área na qual 46% das empresas entrevistadas são adeptas.
Entre as barreiras para o uso de aplicativos móveis, os respondentes citaram a segurança e a falta de cobertura como os principais fatores. A questão da cobertura interfere também na escolha da provedora de serviços. Tanto que, segundo a pesquisa, a maior parte das empresas é cliente de mais de uma operadora exatamente devido à complementaridade das áreas de atuação.
No que se refere à participação de mercado das telcos no segmento corporativo, a Associação Brasileira de e-business destaca a Claro como líder. A tecnologia GSM também aparece na frente, com 63% do mercado. As razões para a supremacia do padrão europeu, segundo a pesquisa, são a segurança e o custo mais acessível.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail