Home > Tendências

Sua empresa é móvel?

Em busca de maior eficiência e competitividade, cada vez mais companhias apostam na mobilidade. Ao CIO cabe a tarefa de aproveitá-la, minimizando os possíveis riscos

Thais Aline Cerioni

16/02/2006 às 16h41

Foto:

Notebooks vêm de fábrica com conectividade wi-fi, PDAs podem navegar na internet via rede celular, pelo menos um de seus colegas tem um Blackberry, telefones móveis têm cada vez mais recursos de dados. O mundo é móvel e, como ele, sua empresa também deve ser - se ainda não é. "Pode-se dizer que sim, a empresa móvel já é uma realidade", afirma Michel King, analista especializado em mobilidade do Gartner. Segundo ele, hoje entre 45% e 50% das corporações de todo o mundo já usam aplicativos móveis em alguma instância.
A globalização da competição e dos ativos das companhias e a crescente necessidade de aumentar a competitividade são os principais impulsionadores dos aplicativos móveis. King destaca ainda que chamada empresa em tempo real precisa de agilidade e flexibilidade, características fortalecida pela mobilidade.
O acesso móvel ao e-mail é, hoje, a aplicação mais popular. Ferramentas para automação da força de vendas ou para gerenciamento de ativos também já estão bastante disseminadas. "A situação deve permanecer desta forma pelos próximos dois anos, aproximadamente", prevê King. Depois disso, a expectativa é que essas sejam apenas algumas aplicações dentre diversas que devem ter ganho o ambiente móvel. "Mas não tenho como prever quando e nem quais serão essas aplicações", diz o analista.
Apesar dos claros benefícios, as iniciativas para mobilidade ainda são projetos a serem batalhados para acontecer. No topo dos senões está o custo, principal preocupação entre os CIOs brasileiros. Isto porque, além dos investimentos diretos que têm de ser realizados, há gastos escondidos que vêm com os projetos. Segurança e gerenciamento são outras questões que pesam na hora de decidir pela mobilidade. "Não acredito que isto possa barrar as iniciativas. Mas certamente podem retardá-las", avalia King.
O analista acredita que um dos principais entraves para o sucesso da gestão das aplicações móveis é a forma que as mesmas são desenvolvidas hoje. "É difícil, pois os projetos são desenvolvidos em silos", aponta. E, como a segurança desses ambientes está intimamente ligada à capacidade da área de TI de gerenciá-los corretamente, o importante antes de apostar na mobilidade parece ser aprender a geri-la.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail