Home > Tendências

Graças à TI

As potencialidades de tecnologia da informação aplicadas em desenvolvimento e marketing de produtos são tema de reflexão e debate na indústria automotiva

Rachel Rubin

21/11/2005 às 15h40

Foto:

“Testemunhei de perto a grande revolução que foi a transição do desenvolvimento de produtos no papel e dos testes com protótipos de barro para o desenvolvimento virtual, em meio digital. Ganhamos tempo e reduzimos falhas recorrentes em até 80%, tudo graças à tecnologia da informação." Assim reconhece a importância das iniciativas de TI o usuário Antonio Eustáquio Sirolli, gerente de marketing de produto caminhão da DaimlerChrysler. 
A simpatia de Sirolli por tecnologia é relativamente recente. Em 1969, ele até chegou a fazer um curso de programação de computadores. Mas foi na época dos “cartões furados”, como define. “Achei que o negócio de computadores não teria futuro, era muito complexo e lento.”  
A tecnologia voltou ao dia-a-dia desse especialista em desenvolvimento principalmente a partir de 1996, quando trabalhava em outra montadora. Acostumado às workstations de desenvolvimento de produtos, Sirolli ganhou um laptop com internet para compartilhar informações durante as viagens, ano em que tanto esse equipamento quanto a rede mundial ainda eram raras no mundo corporativo. Em sua opinião a experiência foi boa, pois o fez ganhar tempo e não perder detalhes. Mas, completa, ainda era necessária uma base muito maior de usuários para esse tipo de cooperação engrenar. 
Em 1998, já na DaimlerChrysler, pôde acompanhar a digitalização de parte dos procedimentos de engenharia de produtos, como daqueles destinados aos testes com os clientes para saber se características como dimensões da cabine do caminhão, o assento, a visibilidade e o posicionamento do volante agradavam os motoristas. Até então, as cabines eram feitas de barro.
“A construção virtual do produto, possibilitada por um software de virtualização, e a visão 360 graus da cabine marcaram a passagem da idade do barro para a digital. Era a TI sendo potencializada no desenvolvimento e no marketing do produto”, pontua.
A ferramenta aumentou também a colaboração na empresa, já que as informações sobre os produtos testados passaram a ser compartilhadas por todos os departamentos, facilitando vários processos de tomada de decisão. O projeto mundial de digitalização da DaimlerChrysler teve o pontapé inicial na filial brasileira e não demorou para ser adotada pela matriz e pelas filiais em outros países.
O depoimento de Sirolli ilustra como muitos profissionais das áreas de marketing e desenvolvimento têm avaliado a capacidade atual da infra-estrutura de tecnologia da informação de suportar projetos. O ideal, para eles, é uma situação em que os engenheiros consigam desenvolver produtos não apenas sem o uso de protótipos físicos mas também sem ter de realizar uma infinidade de simulações computacionais e sempre de maneira integrada, compartilhando informações com os demais departamentos da empresa. 
As tendências dos sistemas de desenvolvimento virtual de produtos, de que maneira se preparar para as novas tecnologias e quais os benefícios de marketing e vendas com a integração de tecnologias são os principais assuntos do XIV Congresso e Exposição Internacionais de Tecnologia da Mobilidade SAE BRASIL, que acontece de 22 a 24 de novembro, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. A SAE Brasil é uma associação de engenheiros de mobilidade, fundada por executivos dos segmentos automotivo e aeroespacial, sem fins lucrativos.
Especificamente em marketing, haverá um fórum para apresentar os benefícios alcançados e percebidos pelo consumidor via PLM (product lifecycle management) e quais as tecnologias usadas por marketing e vendas - como BI, previsão de demandas e CRM, entre outras.
Clique aqui para mais informações

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail