Home > Gestão

Converta descrentes de TI em entusiastas – Parte 2

Parte 2

STEPHANIE OVERBY e RACHEL RUBIN*

24/08/2005 às 18h33

Foto:

Letícia Costa, presidente da Booz, Allen no Brasil, concorda. Mas ressalva que a situação pode ser mais crítica ou amena dependendo do segmento de mercado ou mesmo de empresa para empresa. “A pressão é grande. Existe a visão de que a TI está sempre devendo tudo para todo mundo, e esse déficit nunca diminui”, diz. “A verdade é que tanto as equipes de negócios quanto as de tecnologia se esforçam para chegar a um entendimento mas, no fundo, a situação não mudou”.
Considerando-se que as pessoas agem sob influência de suas percepções, sejam elas válidas ou não, uma visão negativa de TI pode ter conseqüências reais para uma organização. Segundo os entrevistados da pesquisa, as empresas que menos valorizam TI perdem oportunidades de inovação e crescimento e, ironicamente, gastam dinheiro em tecnologia de maneira ineficiente. “Se uma empresa não acredita em TI e que investir nessa área vai gerar resultados, pode colocar-se em desvantagem competitiva, comparada a empresas que acreditam e investem”, diz Michael Gerrard, vice-presidente da Gartner.
A boa notícia é que o CIO pode mudar o modo como a empresa percebe TI e seu valor. Empregando uma combinação de práticas de mensuração e comunicação, acompanhada de iniciativas de melhoria do alinhamento, há como transformar adversários em aliados e converter descrentes em fiéis — executivos que vêem TI como parceira estratégica capaz de fornecer alto valor para a corporação. O sucesso do CIO depende disso. “Indiscutivelmente, você precisa ter pessoas que acreditam em você”, afirma Dave Holland, CIO da Genesys Health System.
Não será fácil. Líderes de negócio talvez relutem em comprometer tempo ou recursos envolvendo-se com TI e a falta de uma estrutura clara para avaliar TI pode atrapalhar o CIO que busca melhorar a reputação da área. Além disso, as percepções, principalmente as mais arraigadas, não desaparecem da noite para o dia, nem após um ou dois casos de sucesso. Mudar mentes requer um esforço consistente não apenas em termos de fornecer o valor de TI, mas também de medir, fornecer e comunicar este valor.

Continuação: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail