Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
IBM lança soluções de AI para automatizar operações e ‘aliviar’ a vida do CIO
Home > Notícias

IBM lança soluções de AI para automatizar operações e ‘aliviar’ a vida do CIO

Durante IBM Think Digital, companhia anunciou IBM Watson AIOps e recursos para modernizar aplicativos utilizando inteligência artificial

Carla Matsu

06/05/2020 às 8h54

Foto: Shutterstock

A IBM anunciou nessa terça-feira (5/5) durante a conferência Think Digital novos recursos e serviços baseados em inteligência artificial que prometem ajudar CIOs a automatizarem suas infraestruturas de TI. A promessa é que com as novas soluções, as organizações conseguirão reduzir custos e ganhar resiliência a futuras interrupções - uma combinação que, inevitavelmente, se alinha ao que a atual pandemia causada pela covid-19 tem cobrado das organizações.

Durante a abertura do IBM Think Digital, com transmissão online, o CEO da IBM, Arvind Krishna, lembrou do papel crítico que a inteligência artificial atua durante tempos de incertezas. “Prevejo que toda companhia se tornará uma companhia de inteligência artificial”, destacou parafraseando a antiga previsão do mercado de tecnologia que toda empresa será uma empresa de software. "É necessária. Inteligência artificial é a única forma de escalar inovação e expertise”, complementou.

Uma das novidades lançadas pela IBM atende pelo nome de IBM Watson AIOps. Segundo a companhia, a solução usa IA para automatizar como as empresas auto detectam, diagnosticam e respondem a anomalias de TI em tempo real. A companhia, inclusive, joga luz sobre a gravidade que incidentes e interrupções de TI não previstos podem gerar às empresas. Para além de levantar questionamentos à reputação das mesmas, interrupções podem custar cerca de US$ 260 mil por hora, segundo estimativa da empresa de pesquisa de mercado Aberdeen.

“O Watson AIOps permite às organizações implementar automação no nível da infraestrutura e foi criado para ajudar os CIOs a prever e moldar melhor os resultados futuros, concentrar os recursos em trabalhos de maior valor e criar redes mais responsivas e inteligentes que possam continuar funcionando por mais tempo”, explicou a companhia.

CIO2503

E-book por:

Como explica a IBM, o Watson AIOps foi construído na versão mais recente do Red Hat OpenShift para correr em ambientes de nuvem híbrida e funciona junto com plataformas como Slack e Box que ganharam maior popularidade nos últimos meses dado o ambiente de trabalho distribuído atual. A solução também é compatível com fornecedores de soluções tradicionais de monitoramento de TI, como Mattermost e ServiceNow.

Atualização com AI

A IBM também anunciou o Accelerator for Application Modernization with AI, dentro do serviço Cloud Modernization da IBM. Trata-se de um novo recurso que busca reduzir de maneira geral o esforço e os custos associados à modernização de aplicativos. “Ele oferece uma série de ferramentas para otimizar a jornada de modernização de ponta a ponta, acelerando a análise e as recomendações de várias opções de arquitetura e microsserviços”, explicou a IBM.

A grande sacada, segundo a IBM, do acelerador enquanto serviço é que o recurso se vale do aprendizado contínuo e modelos de IA interpretáveis para se adaptar às práticas de engenharia de software preferidas do cliente e permanece atualizado à medida que a tecnologia e as plataformas evoluem.

“O maior desafio para as organizações diz respeito a alinhamento. O Slack é mais valioso quando se integra totalmente às outras ferramentas que os clientes usam todos os dias, trazendo informações críticas de negócios para os canais onde podem ser colaboradas pelas equipes”, diz o CEO e co-fundador do Slack, Stewart Butterfield. “Ao usar o Slack com Watson AIOps, os operadores de TI podem colaborar de forma efetiva em soluções de incidentes, podendo usar seu tempo para solucionar problemas, e não para identificá-los”.

Para Marcela Vairo, Diretora de Data and AI, IBM América Latina, A crise da COVID-19 e o aumento da demanda por recursos de trabalho remoto estão impulsionando a necessidade de automação da IA a uma taxa e ritmo sem precedentes.

“O que nós aprendemos com empresas de todo o mundo é que existem três fatores principais que determinarão o sucesso da IA nos negócios: linguagem, automação e confiança”, comenta. "Com a automação, estamos capacitando os CIOs da próxima geração e suas equipes a priorizar o trabalho crucial das empresas digitais de hoje – gerenciar e curar os dados para aplicar insights preditivos que ajudem a gerar resultados de negócios mais impactantes e diminuir custos”, complementa Marcela.

Automatização em série

Além da automatização das operações de TI, a IBM anunciou outros novos recursos e atualizações feitas para ajudar os CIOs a operar neste novo ambiente:

Automatização do Planejamento de Negócios

A plataforma de dados e IA integrada da IBM, a IBM Cloud Pak for Data foi atualizada com uma série de novos recursos para automatizar o acesso a dados críticos e prontos para negócios. Foram adicionados à plataforma extensões como IBM Planning Analytics, criado para os usuários poderem automatizar o planejamento, orçamento e projeções de negócios; e recursos de DataOps, como o IBM InfoSphere Master Data Connect, que permite aos usuários acessar implantações de MDM em ambientes locais

Automatização de Operações de Negócios

O IBM Cloud Pak for Automation, software para desenhar, construir e rodar apps de automação, ganhou atualização que permite aos clientes criar facilmente soluções de automação de “trabalhadores digitais” de IA. Os novos recursos podem ajudar a simplificar como as organizações digitalizam as habilidades de automação, como captura de dados, automação de tarefas e roteamento de negócios

Automatização de Call Centers

IBM Watson Assistant, a plataforma de conversação baseada em IA da IBM, foi atualizada para ajudar a automatizar as interações mais complexas e que exigem mais conhecimento. O Assistant agora possui uma interface pré-criada para o usuário que não requer esforço de desenvolvimento para implementar e foi projetada com as melhores práticas baseadas na experiência do usuário, diz a IBM.

A IBM ainda revelou que um novo recurso chamado “autoaprendizagem”, atualmente em desenvolvimento, está com lançamento previsto para os próximos meses. Ele aprenderá com o comportamento passado do cliente para fornecer as melhores e mais relevantes respostas às novas perguntas sobre o mesmo tópico. "Assim como os agentes humanos melhoram com o tempo, aprendendo com as interações com os clientes, o aprendizado automático agora oferece recursos semelhantes para o assistente virtual", explicou a companhia.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15