Home > Notícias

Humano leva a melhor no primeiro grande debate contra um computador

Para IBM, no entanto, experiência foi um marco importante nos esforços para fazer com que computadores dominem a linguagem humana

Da Redação, com agências

12/02/2019 às 21h26

Foto: Divulgação IBM

Esta semana, na noite de segunda-feira, 12/2, Harish Natarajan, vencedor do Campeonato Europeu de Debates em 2012. e um dos grande finalistas no Campeonato Mundial de Debates de 2016, enfrentou o Project Debater, da IBM -  o primeiro sistema de Inteligência Artificial construído para debater com os seres humanos sobre temas complexos. Natarajan venceu, mas o computador demonstrou que a IA já é capaz de argumentar e levar os seres humanos a saberem e compreenderem mais sobre o assunto em debate.

Durante o debate, ocorrido no palco do Think 2019, evento anual da IBM, homem e máquina tiveram apenas 15 minutos para preparar argumentos a favor e contra o tema vantagens do subsídio às pré-escolas.  O tema do debate não era conhecido de antemão pelo Project Debater, que não  é pré-treinado em nenhum tópico específico, como o Watson no Jeopardy. Para gerar seus argumentos e refutações, o Project Debater usou artigos de jornais e revistas de seu próprio banco de dados e também as nuances dos argumentos do oponente humano.

O Project Debater defendeu o subsídio. Natarajan, falou contra. Antes do debate, 79% da audiência concordaram que a pré-escola deveria ser subsidiada e 13% discordavam. No final, 62% da turma concordou e 30% discordaram. Natarajan conseguiu convencer mais pessoas  com sua argumentação que o sistema de IA.  No entanto, a maioria das pessoas disse que a IA as ajudou a saber mais sobre a questão do subsídio da pré-escola, demonstrando que a IA pode realmente ajudar as pessoas a encontrar mais soluções para os problemas.

Na opinião do diretor da IBM Research, Dario Gil, o objetivo do debate "não sobre ganhar ou perder", mas sobre a criação de inteligência artificial "que pode dominar o mundo infinitamente complexo e rico da linguagem humana".

Algo diferente de todas as disputas anteriores entre computadores e humanos. Primeiro o Deep Blue venceu um campeão de xadrez em 1996. Depois o Watson venceu um campeão de game-show no Jeopardy em 2011. Não deveríamos esperar que a IA vencesse um campeão mundial de debates em 2019?

"Nossa intenção não é saber se a argumentação da IA será melhor que a dos seres humanos", disse Ranit Aharanov, gerente da equipe do Project Debater, "mas de saber se a IA poderá ajudar as pessoas a filtrarem e encontrarem informações importantes em grandes quantidades de texto", completou.“

Em última análise, o que vimos foi que a interação entre homem e máquina poderia ser enriquecedora para ambos. Não é uma questão de um ser melhor que o outro, mas sim de IA e humanos trabalhando juntos”, argumentou Noam Slonim, um dos líderes da equipe do Project Debater.

Trocando em miúdos, o Project Debater não foi construído para "vencer" ou substituir humanos. Foi construído para complementar a tomada de decisão humana. De acordo com a equipe de pesquisa que construiu a máquina, ela pretende melhorar a comunicação com evidências e motivos. Talvez a IA jamais vença um debate, porque ela não tem emoção. Não pode perceber o ânimo de uma audiência ou se conectar a pessoas em um nível emocional. Mas pode estruturar argumentos razoáveis ​​apoiados por milhões de estudos, documentos e evidências empíricas.

Os argumentos do Project Debater foram “bem formulados e contextualizados… melhor do que a maioria dos humanos”, Nataraji me disse após o debate. Segundo ele, é interessante que o sistema possa contextualizar informações e extrair detalhes da pesquisa. Combinadas com as habilidade de um humano, essas habilidades da IA "podem ​​ser incrivelmente poderosas".

Segundo a IBM, a IA que estamos acostumados a ver - como assistentes digitais integrados em caixas de som inteligentes - só pode ser usada de maneiras muito restritas, como responder a perguntas específicas. Mas o Project Debater mostra como a tecnologia também pode ser usada para explorar problemas que não necessariamente têm uma única resposta. "Isso pode ajudar as pessoas a encontrar novas maneiras de trabalhar com computadores e usar a inteligência artificial para nos ajudar a encontrar mais soluções para os problemas", diz a companhia.

Quer experimentar debater você mesmo com o sistema da IBM? Confira Project Debater - Speech by Crowd , uma plataforma de IA baseada em nuvem experimental para apoio à decisão. A tecnologia usa o núcleo de IA por trás do Project Debater para coletar argumentos e construir automaticamente pontos de vista persuasivos para apoiar ou contestar um tópico.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail