Home > Carreira

Habilidades para liderar

O perfil dos líderes mudou. Veja o que os profissionais do mundo contemporâneo precisam para liderar e como desenvolver as tais habilidades

CIO (EUA)

16/04/2008 às 17h56

Lideranca_int.jpg
Foto:

Compaixão. Sinceridade. Transparência. Foco na família. Vinte anos atrás todos esses atributos seriam obstáculos para uma carreira de chefe de corporação. Hoje, os lideres de negócio que possuem essas qualidade são celebrados e reconhecidos por mídias como Fast Company, Business Week e Fortune.

Então, o que está acontecendo? Os homens de negócio estão se tornando mais gentis? Os executivos das corporações estão se transformando de analistas frios e duros em pessoas expressivas e calorosas? Não é bem isso.

Os executivos top estão, ao invés, retornando para um modelo mais básico: a habilidade de se conectar com os outros para construir confiança e realmente liderar um time em tempos de grandes obstáculos e mudanças. Chame de a revolução das habilidades profissionais.

Atributos necessários a um líder

O anuário Harris Online/Wall Street Journal cita que os recrutadores de MBA estão valorizando candidatos muito comunicativos e com habilidades para relacionamentos. Apesar de com freqüência vermos pessoas promovidas a gerência que não são boas em trabalhar com os demais, o boom de executive coaching mostra a necessidade dos lideres cultivarem habilidades de relacionamento.

Então que tipo de habilidades os CIOs e outros executivos precisam ter? O psicólogo Daniel Goleman promulgou o conceito de inteligência emocional há mais de uma década. Goleman definiu o “quociente emocional”, ou QE, de um líder, como auto-controlados, auto-motivados, empáticos e com boas habilidades de relacionamento. Todas essas características combinadas asseguram um líder confiante e atraente para os subordinados. E o que você precisa para desenvolver esses atributos?

Auto-conhecimento:
Pouca atenção é dada aos gerentes que conhecem suas próprias habilidades e conhecimentos. Mas se você, alguma vez, já trabalhou com alguém inseguro, sabe a dor-de-cabeça que isso causa. As pessoas ficam frustradas e os prazos são furados.

Confiança.
Se você está seguro sobre si mesmo e suas habilidades, projeta uma senso de capacidade que deixa os outros confortáveis. Líderes devem mostrar confiança porque é o que os outros esperam. Quando somos guiados por outros, queremos ter fé que o indivíduo pode fazer o que ele diz que pode. Quando essa fé é reforçada por exemplos e, ainda melhor, por ações, então a confiança entre líderes e seguidores cresce.

A confiança emerge de um trabalho bem feito; também brota da correção de um erros e da transmissão de como fazer o mesmo. Obviamente, um excesso de confiança na habilidade de alguém leva a erros, se não for corrigida pelos demais.

Carisma
As pessoas querem gostar das outras para quem trabalham. É absolutamente necessário? É claro que não, mas em um ambiente de trabalho isso pode fazer toda a diferença. Um líder carismático pode criar vantagem competitiva para uma empresa.

O carisma é algo muito pessoal, mas os gerentes podem criar isso por meio de comunicação regular e demonstrando preocupação pelos outros e sendo cortez e profissional.

E mais
Todas essas qualidades são expressões de um líder. Entretanto, um líder deve entregar o que ele ou ela projeta. Por exemplo, a revista Fourtune de 2006 descreveu David Calhoun, então vice-presidente da General Electric, como um ótimo orador motivacional assim como alguém confortável na própria pele. Mas ele também havia obtido uma lista extensa de resultados, incluindo dirigir um grupo diverso de negócios com ciclos de negócio longos e curtos. Calhoun é hoje CIO da The Nielsen Co. O artigo também descreve Úrsula Burns, da Xerox. Ela provou sua capacidade ao renegociar contratos de trabalho com sindicatos trabalhistas durante os esforços de re-erguimento em 2001. Hoje, ela é a presidente da Xerox.

Ultimamente, o que define a atitude de um líder é confiança. Posso confiar nessa pessoa para fazer o correto para mim, minha equipe e minha companhia? E uma atitude chave para confiança é respeito, algo que surge com a observação ao longo do tempo. As pessoas vêem os lideres fazerem o que é certo, mesmo quando é difícil, assim como impopular, e desenvolvem um senso de respeito.

Para liderar, a habilidade de comunicar assim como entender, suportar e desenvolver pessoas é essencial. Os negócios são difíceis, sim, mas um pouco de cordialidade ajuda as pessoas nos dias.

John Baldoni é um consultor em liderança e comunicação e autor de seis livros, sendo o mais recente “Como os grandes líderes obtêm grandes resultados”. Visite seu website em www.johnbaldoni.com

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail