Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Por que você está fazendo CloudOps errado
Home > Gestão

Por que você está fazendo CloudOps errado

Agora que as melhores práticas operacionais para computação em nuvem são bem conhecidas, por que os erros continuam se acumulando?

David Linthicum

28/10/2020 às 15h01

Foto: Adobe Stock

As operações em nuvem, também conhecidas como CloudOps, são a cauda longa na história de migração e desenvolvimento da computação em nuvem. Elas ocorrem depois que você implanta soluções baseadas em nuvem e as opera por um longo período de tempo. CloudOps determina o sucesso de uma migração ou esforço de desenvolvimento e o sucesso das experiências do usuário e do cliente.

Algumas coisas que estão dando errado em CloudOps agora precisam de alguma atenção. Em primeiro lugar, há muitos tipos de ferramentas operacionais, como gerenciamento e monitoramento. Essas ferramentas geram mais complexidade operacional, o que pode resultar em erros humanos que, por sua vez, causam problemas operacionais. Outro problema são as empresas que subestimam os recursos necessários para conduzir CloudOps. Como estamos mudando para implantações amplamente heterogêneas e multicloud, triplicamos o número de recursos sob gerenciamento nos últimos quatro anos, mas o tamanho da maioria das equipes de operações permaneceu o mesmo. O terceiro é a falta de soluções de segurança entre nuvens. De modo geral, você não pode escalar serviços de segurança nativos em cada nuvem pública; riscos e vulnerabilidades começam a surgir. A segurança precisa ser mais do que uma reflexão tardia.

Entretanto, mais está dando errado do que apenas os problemas mencionados aqui, embora esses sejam os mais comuns. Reserve um tempo para entender cada um desses problemas, um de cada vez. Ao mesmo tempo, procure soluções comuns e holísticas. Algumas sugestões para fazer cloudops certo:

Procure semelhanças em tarefas e ferramentas operacionais. Esforce-se para remover grande parte da complexidade das operações, mas normalize o número de ferramentas empregadas. Isso inclui ferramentas de segurança comuns que abrangem nuvem e plataforma, e ferramentas comuns de gerenciamento e monitoramento, como ferramentas AIops.

CIO2503

E-book por:

Com um pouco de planejamento, você pode cortar o número de ferramentas CloudOps pela metade. Essa redução vem com menor risco e menos recursos (pessoas) necessários para conduzir as operações. Mas não se iluda. Essa abordagem mudará o processamento operacional e os manuais. O objetivo é encontrar a solução mais otimizada que requer o menor número de ferramentas e pessoas. Ao mesmo tempo, a solução deve aumentar a eficácia das operações e o tempo de atividade. Se você levar a sério essa abordagem de semelhança, a maioria dos problemas desaparecerá.

Foco na melhoria contínua. Costumo observar as equipes de operações fazendo algo repetidamente sem questionar, mesmo que suspeitem que existe uma maneira melhor. Isso inclui processamento e ferramentas. A melhoria contínua de cloudops incentiva as equipes a questionar todos os aspectos dos procedimentos e ferramentas. Aqueles que promovem essa abordagem muitas vezes descobrem que a mudança não é tão prontamente aceita como eles esperavam. A reticência normalmente pode ser superada se você capacitar aqueles que fazem os trabalhos diários de CloudOps a autoridade para lançar provas de conceito para ferramentas e procedimentos em busca de novas e melhores soluções. Isso deve ser pelo menos 10% do orçamento da nuvem.

Não estou dizendo que aqueles que fazem CloudOps errados não sejam bons nisso. Como qualquer outra disciplina técnica, evoluir e melhorar são apenas parte do jogo. Se sua equipe ou projeto tiver problemas, revise suas ferramentas operacionais, recursos e segurança com atenção às tarefas e ferramentas comuns. Em seguida, capacite sua equipe para fazer melhorias contínuas. Com a abordagem certa, as habilidades melhorarão e os problemas serão resolvidos - ou totalmente evitados.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15