Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
CIO em alta: empresas elevam a percepção da TI para as operações do negócio
Home > Gestão

CIO em alta: empresas elevam a percepção da TI para as operações do negócio

Função/departamento de TI está mais valorizada desde o início da pandemia, destacou pesquisa encomendada pela Citrix

Da Redação

01/10/2020 às 11h00

Foto: Adobe Stock

Pesquisa encomendada pela Citrix apontou que CIOs e gerentes de TI no Brasil ganharam espaço e evidência desde o início da pandemia da covid-19. A razão é intrínseca. Líderes de tecnologia e seus times foram altamente demandados para a garantia da continuidade dos negócios em meio as medidas de isolamento social e incertezas. O estudo “Digital Shake” ouviu 250 tomadores de decisão de TI no Brasil. Destes, 91% concordam sobre a função/departamento estar mais valorizado do que nunca.

“As empresas estão percebendo a importância do fornecimento de ferramentas adequadas, flexíveis e do formato de trabalho que os funcionários desejam”, lembra Luciana Pinheiro, diretora da Citrix Brasil. "Mas não é tão simples e não se restringe apenas a garantir a entrega da tecnologia. Trata-se, sobretudo, de proporcionar uma boa experiência ao colaborador - o que manterá esses profissionais comprometidos com o sucesso do trabalho", complementa.

Na visão de Luciana, a área de TI assumiu uma posição protagonista dentro das empresas e tem hoje um papel muito mais estratégico e ligada aos negócios do que no passado. “Mais do que nunca, a tecnologia de ponta é necessária para ajudar companhias a fornecerem flexibilidade e serem bem-sucedidas em suas atividades-fim”.

Trabalho remoto x segurança da informação

Em um cenário onde o home office foi escalado para grande parte das organizações em caráter emergencial, preocupações com a segurança da informação surgiram. E com seus bons motivos. Como mostra a pesquisa, desde o impacto da COVID-19, gerentes de TI relatam que uma média de 60% da força de trabalho em sua organização agora atua em casa usando dispositivos pessoais em vez de corporativos.

CIO2503

E-book por:

Além disso, contas e câmeras de videoconferência foram as aplicações mais introduzidas (46%). Como consequência, mais de 77% dos tomadores de decisão na área de TI ouvidos pela pesquisa afirmam ter visto um aumento nas consultas relacionadas à segurança como resultado do trabalho doméstico e remoto.

Muitos CIOs e responsáveis por áreas de TI tiveram que se adaptar às exigências de uma situação emergencial em que a tecnologia se tornou a principal aliada da continuidade dos negócios.

Experiência do funcionário em alta

Segundo Luciana, os principais resultados esperados com a boa experiência tecnológica do colaborador são a produtividade e o engajamento, principalmente entre profissionais em cargos de liderança, normalmente mais exigentes com iniciativas de transformação digital. A facilidade de acesso, interfaces amigáveis e a possibilidade de trabalhar de qualquer lugar e com qualquer dispositivo, compõem este cenário.

Mesmo com o aumento da preocupação com segurança de dados sensíveis das empresas, canais informais para comunicação utilizados por funcionários no trabalho remoto estão ajudando as equipes a serem mais eficazes, com 80% dos entrevistados relatando sobre o uso dessas ferramentas por colaboradores da empresa.

Como papel fundamental no suporte aos demais departamentos das empresas trabalhando de forma remota, 85% dos entrevistados disseram ter interagido mais por meio de videoconferência com colegas de outros setores do que normalmente fazem pessoalmente, sendo que para 81% o contato entre TI e a equipe de liderança aumentou significativamente.

Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades

Cerca de 58% dos gerentes de TI ouvidos na pesquisa caracterizaram como sendo um desafio a experiência de mover rapidamente a maioria da força de trabalho para o home office. A situação mais significativa foi em relação à disponibilidade do hardware e software de TI.

Em relação à forma como são vistos dentro da empresa, 84% dos profissionais de TI entrevistados relatam que sua visibilidade e status na organização aumentaram após a crise. Ainda sobre os benefícios para o setor, dos trabalhadores ouvidos, 80% concordam que estão pessoalmente em melhor posição para buscar uma promoção e que estão em uma posição muito melhor para negociar o aumento de seu orçamento de TI no futuro (77%).

A pesquisa, encomendada pela Citrix, foi feita com 250 líderes de TI em empresas de médio porte no Brasil durante os dias 8 e 18 de junho deste ano.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15