Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
5 princípios para o desenvolvimento ágil não atropelar você e o seu time
Home > Gestão

5 princípios para o desenvolvimento ágil não atropelar você e o seu time

E, claro, o produto. Liderar equipes ágeis não é tarefa fácil. Aqui abordamos como resolver o paradoxo do planejamento ágil

Isaac Sacolick, Infoworld (EUA)

23/09/2019 às 7h38

Foto: Shutterstock

Um dos princípios fundamentais do desenvolvimento ágil é fornecer software funcional no final de cada sprint. As equipes conseguem isso definindo critérios robustos de aceitação da história do usuário, comprometendo-se com o sprint como uma equipe, automatizando testes, demonstrando resultados e amadurecendo outras práticas para garantir que o código do software esteja completo e pronto para produção.

As organizações que adotam práticas de DevOps, incluindo os pipelines de CI/CD (sigla em inglês para integração contínua/entrega contínua), desenvolvem a automação para enviar códigos aos ambientes de teste. Depois, as equipes mais avançadas dão sequência às implementações contínuas, onde enviam o código para produção no final de cada sprint ou com mais frequência.

Pergunte a algumas dessas equipes o que eles entregarão no próximo mês ou nos próximos lançamentos e muitos terão dificuldade em responder à pergunta. Pergunte como eles garantem que suas prioridades afetam positivamente os clientes e usuários finais e admitem um entendimento, alcance e visibilidade limitados para responder adequadamente a essa pergunta.

Em seguida, considere questões mais profundas:

  • Com que frequência a história do usuário que parecia fácil de implementar levou a várias histórias executadas em vários sprints?
  • Qual é o tempo de ciclo para novos recursos, medido desde o momento em que os proprietários do produto os listam no backlog até quando são totalmente entregues aos clientes?
  • As equipes estão reinventando a roda ou os padrões estão evoluindo à medida que as equipes oferecem novos recursos?
  • As equipes são bloqueadas por atividades como contratação, atualização da infraestrutura, treinamento e outras atividades que exigem tempos de entrega maiores que um ou dois sprints para planejar e executar?
  • Com que freqüência as equipes de operações são pegas de surpresa pelo tempo, escopo, atividades ou riscos de uma liberação importante do aplicativo?
  • Se você não souber as respostas para essas perguntas ou se forem problemas conhecidos, é provável que sua organização precise fazer mais planejamento.
  • As equipes de desenvolvimento ágil investiram significativamente nos processos técnicos e na automação para permitir lançamentos de aplicativos mais frequentes e confiáveis. E as etapas para garantir que o que é enviado agregue valor comercial?

Por que é difícil planejar equipes ágeis

Conversei com muitos líderes ágeis sobre suas práticas de planejamento e se investem tempo no desenvolvimento de pendências futuras para além do próximo sprint. Alguns dirão que planejar vários sprints não é ágil. A perspectiva deles é que o ágil permite que os proprietários e equipes do produto escutem o feedback do cliente, analisem os dados de comportamento do usuário gerados pelo aplicativo e considerem outros sinais para ajustar as prioridades no início de cada sprint. A perspectiva deles é "Por que se preocupar em planejar quando a equipe ajustará as prioridades?"

Outras equipes desejam planejar, mas não desenvolveram as práticas e a colaboração para planejar efetivamente. Alguns lutam para que o proprietário do produto forneça detalhes suficientes sobre prioridades futuras. Outros recebem muitas prioridades do proprietário do produto.
A maioria luta para obter requisitos suficientemente definidos, tornando difícil e potencialmente caro planejar.

A única coisa que sempre ouço dos grupos é que eles não têm tempo suficiente para planejar e que não têm um processo de planejamento. Eles estão sobrecarregados com muitos recursos, histórias de usuários, dívidas técnicas, melhorias operacionais e outras prioridades de desenvolvimento. O planejamento não é apenas uma prioridade.

Por que as empresas precisam de planos futuros

Empresas e empresas maduras precisam - e muitas exigem - de planos e roteiros prospectivos de suas equipes ágeis. A maioria das organizações precisa deles para planejar outras atividades comerciais vinculadas ao lançamento do aplicativo. Para empresas de software, isso pode incluir o desenvolvimento de materiais de marketing, o treinamento de equipes de vendas e a informação dos principais clientes sobre os novos recursos. Além disso, hoje mais empresas desenvolvem aplicativos para as necessidades internas e dos clientes; essas organizações também devem considerar o treinamento de funcionários e a atualização das funções de suporte ao cliente em novos recursos.

As equipes ágeis também devem considerar necessidades que exijam maior tempo de entrega. Por exemplo, ao introduzir novas tecnologias, as equipes de operações precisarão de tempo para instalá-las e configurá-las na nuvem ou no data center. Se a organização precisa contratar funcionários ou integrar novas pessoas de prestadores de serviços, isso geralmente exige planos que vão muito além do próximo sprint.

Resolvendo o paradoxo do planejamento ágil

O planejamento com equipes ágeis possui vários princípios que precisam ser considerados. Estes cinco são críticos:

1. As organizações precisam de uma perspectiva prospectiva - Pode ser uma declaração de visão, um plano estratégico ou outra comunicação que estabeleça uma estrela do norte sobre quais clientes ou usuários precisam e quais indicadores de desempenho de negócios são alvos. Ao contrário de uma verdadeira estrela do norte, essa comunicação também precisa ser ágil e atualizada de forma iterativa, à medida que as necessidades dos clientes e dos negócios evoluem.

CIO2503

E-book por:

2. As equipes precisam de tempo para planejar - O planejamento não é gratuito; portanto, se a empresa valoriza ou exige planos prospectivos, os gerentes devem alocar tempo para as equipes debaterem, analisarem dados, aprenderem diretamente com os clientes, investirem em provas de conceitos e documentarem histórias de usuários semanas antes quando as histórias reais são priorizadas.

3. As equipes precisam de um processo de planejamento definido. Ele deve ser alinhado com os princípios ágeis e com as ferramentas de backlog ágil em vigor. Esse processo de planejamento precisa usar o tempo das pessoas com eficiência, com resultados bem definidos e funções e responsabilidades estabelecidas. As organizações também devem considerar os padrões de planejamento e determinar onde as equipes podem se autoorganizar para abordar os detalhes de seus aplicativos e tecnologias.

4. O planejamento deve se alinhar aos artefatos principais usados pelas equipes de desenvolvimento ágeis. Especialmente a qualidade dos requisitos nas histórias do usuário, as etapas para estimar as histórias do usuário e se as histórias estão alinhadas à tecnologia, dados, segurança, experiência do usuário e outros padrões. O planejamento também deve se alinhar às necessidades operacionais para dar suporte ao aplicativo em ambientes de produção.

5. As práticas de planejamento precisam de mecanismos para medir a eficácia e o impacto. As equipes estão entregando de acordo com o plano? Eles estão causando impacto nos negócios com planos priorizados? Eles estão usando informações e dados capturados após o lançamento para reajustar práticas e prioridades? Esses princípios podem levar a uma ampla gama de práticas de planejamento.

Organizações maiores podem optar pelo processo de planejamento de PI da SAFe, onde as atividades de planejamento são agendadas durante uma inovação e uma iteração de planejamento. As organizações ágeis devem considerar o planejamento ágil contínuo, onde as equipes se comprometem a planejar as atividades a cada sprint, juntamente com o trabalho para fornecer histórias de usuários. Algumas organizações também podem tentar implementar o planejamento por meio de ferramentas ágeis de gerenciamento de produtos e portfólio.

 

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15