Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Fracasso nos projetos de modernização de sistemas legados tem, pelo menos, um culpado
Home > Tendências

Fracasso nos projetos de modernização de sistemas legados tem, pelo menos, um culpado

Pesquisa sugere que desconexão entre o C-Suite e as equipes técnicas é a principal barreira aos esforços de modernização

Da Redação

05/06/2020 às 16h07

Foto: Shutterstock

Quase três quartos das organizações (74%) iniciaram um projeto de modernização de sistemas legados, mas falharam em concluí-lo. Com a falta de sucesso ou progresso em um grande número de projetos de modernização de sistemas legados, uma pesquisa sugere que uma desconexão entre as equipes técnica e de negócios pode ser a culpada.

De fato, as principais motivações por trás das iniciativas de modernização variam entre aqueles com mais cargos focados nos negócios e técnicos - assim como suas chances de sucesso ao obter financiamento para esses projetos, de acordo com pesquisa global do provedor de serviços de TI, Advanced.

O relatório “2020 Mainframe Modernization Business Barometer Report” pesquisou funcionários de negócios e tecnologia que trabalham para grandes empresas com um faturamento anual mínimo de US $ 1 bilhão na Europa e nos Estados Unidos.

A pesquisa constata que os CIOs e chefes de TI estão mais interessados no cenário tecnológico de sua organização como um todo, enquanto os arquitetos corporativos são mais focados internamente. Mais de dois terços (69%) dos arquitetos corporativos citam a dependência de hardware e outras influências técnicas como o principal motivo para a modernização, enquanto os CIOs e chefes de TI citam competitividade nos negócios (65%), segurança (58%) e integração (54%).

CIO2503

E-book por:

Apesar dos aparentes benefícios comerciais da modernização, há uma desconexão significativa entre o desejo das equipes técnicas de prosseguir esses projetos e o nível de comprometimento que recebem das equipes de liderança. Apenas 12% dos gerentes de aplicativos e infraestrutura relatam ter recebido o comprometimento total de financiamento das equipes de liderança para projetos de modernização - e 56% dizem que essa falha em obter financiamento é motivada pelo medo de mudanças.

Mais da metade (53%) dos CIOs e 42% dos CFOs obtêm compromissos completos de financiamento da liderança sênior. Ele sugere que, para avançar com essas iniciativas, os membros da equipe técnica precisam fundamentar melhor o caso de negócios para esses esforços usando termos que a equipe de negócios possa entender.

"A colaboração é absolutamente essencial para a modernização bem-sucedida", disse Brandon Edenfield, Diretor Administrativo de Modernização de Aplicativos da Advanced. “Para conseguir isso, as equipes técnicas devem garantir que a liderança sênior veja o valor e o impacto comercial mais amplo desses esforços em termos que possam entender. Sem total comprometimento e adesão do C-Suite, esses projetos correm o risco de falha completa”.

Olhando para a nuvem

Apesar das diferenças de suas motivações para a modernização, a maioria dos entrevistados concordou com o valor da nuvem na modernização. De fato, 98% dos pesquisados relataram planos ativos para mover aplicativos herdados para a nuvem em 2020. Esse impulso é provavelmente impulsionado por benefícios-chave, como maior agilidade e flexibilidade dos negócios, além da oportunidade de atrair novas gerações para a força de trabalho que esperam tecnologias avançadas. Acima de tudo, oferece significativa economia de custos para infraestruturas de TI. As organizações poderiam economizar cerca de US$ 31 milhões se modernizassem os aspectos mais urgentes de seus sistemas legados.

“À medida que nosso mundo se torna cada vez mais conectado, as organizações precisam levar mais a sério a modernização. Para que as organizações se adaptem às mudanças do mercado e continuem competitivas, as organizações precisam considerar a modernização herdada como base e ponto de partida de seus esforços gerais de transformação digital. Quem não priorizar essa mudança corre o risco de ficar atrás da concorrência e de uma perda significativa de receita no futuro”, disse Brandon.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15