Home > Carreira

Falta de competências digitais desafia evolução dos negócios

Pesquisa da Riverbed revela ainda que setor público é um dos mais afetados pela falta de avanços na transformação digital

Redação

29/04/2019 às 20h02

Foto: Shutterstock

As competências digitais se tornaram essenciais para atingir as metas de negócios, de acordo com pesquisa da Economist Intelligence Unit (EIU). O levantamento revela que oito entre dez entrevistados consideram esse fator muito ou extremamente importantes para alcançar, entre outras coisas, crescimento de receita, qualidade de serviço, entrega, aumento de lucro/redução de custo, experiência do usuário e satisfação do cliente.

O estudo é baseado em uma pesquisa realizada com mais de 500 líderes empresariais e governamentais de todo o mundo, focada na avaliação de nove comportamentos e habilidades que ajudam as empresas a melhorar o desempenho digital e atingir objetivos.

Experiência digital

A pesquisa revela uma consciência compartilhada entre as empresas de que a transformação digital é necessária para atingir objetivos e manter a competitividade. No entanto, mais da metade das empresas afirma ter dificuldades para atingir essas metas importantes justamente pela falta de competências digitais.

Entre os pontos que chamaram mais atenção, vale destacar que 65% dos entrevistados revelaram que essas lacunas afetaram negativamente a experiência do usuário, o que explica por que quase metade dos entrevistados admite que precisa melhorar significativamente a gestão da experiência digital.

Em busca de resultados

O fator mais importante que motiva a busca por essas melhorias é a necessidade de resultados significativos. Cerca de um terço das organizações pesquisadas relata apenas benefícios neutros ou não mensuráveis das suas estratégias digitais. As questões parecem mais problemáticas no setor público, com 45% dos entrevistados descrevendo sua modernização / transformação de TI como avançada, em comparação com 60% no setor privado.

Os profissionais de alta performance têm consciência de que a TI deve ser ágil, já que é uma área que tem um papel fundamental. Sendo assim, 78% citam a modernização e a transformação da infraestrutura de TI como a principal competência digital para atingir as metas. Além disso, viabilizar comunicação e colaboração mais eficazes entre a TI e o resto da empresa – onde as competências digitais podem ser escassas – pode melhorar significativamente o desempenho digital e a experiência do usuário.

Esses mesmos executivos acreditam que um foco contínuo também é vital, e 57% afirmam estar comprometidos com a melhoria dessas competências, em comparação com 46% dos demais. Ao contrário de outros entrevistados, os de alto nível também usam uma abordagem mais ampla para o desenvolvimento, incluindo a criação de um centro de excelência de competências digitais multifuncional e / ou a nomeação de um Diretor Executivo Digital (CDO).

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail