Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Estes são os comportamentos que empresas com alto QI digital tiveram para alcançar o sucesso
Home > Tendências

Estes são os comportamentos que empresas com alto QI digital tiveram para alcançar o sucesso

Pesquisa da PwC identificou grupo de empresas que apresenta um retorno consistente dos investimentos em transformação digital

Da Redação

19/05/2020 às 8h54

Foto: Shutterstock

Sony, Porsche, Netflix e John Deere são algumas das empresas que representam 5% daquelas estão fazendo todo o necessário para obter retorno do digital, e já o obtém, segundo pesquisa da PwC. Algumas características, valores e ações praticadas por elas as colocaram no patamar de exemplo sobre transformação digital, seja pela capacitação da força de trabalho, ousadia e resiliência nos negócios e/ou investimentos um passo à frente do presente e das concorrentes. Todas elas encaram a transformação digital como um processo que transpassa todas as fases dos negócios da empresa. Mais de 90% delas têm toda força de trabalho ciente da sua transformação digital e sua importância.

A PwC realizou uma pesquisa com milhares de empresas por décadas, sobre sua transformação digital por meio da pesquisa de QI digital. O relatório Global Digital IQ 2020, que nesta edição conversou com 2.380 executivos em todo o mundo, observou um grupo seleto de empresas, identificados como Transcenders (transcendentes, em tradução livre). Eles conseguiram gerar retorno consistente e obter valor significativo em seus investimentos digitais em todas as áreas avaliadas, como crescimento e lucros a inovação, experiência do cliente, pessoas e muito mais.

A PwC identificou quatro comportamentos em comum que levam os Transcenders a obter retorno do seus investimentos digitais. Para cada comportamento, o estudo traz dois cases de sucesso para exemplificar o comportamento exemplar.

Como fazer a mudança acontecer

Este é o primeiro, e talvez o mais importante, passo para se tornar um Transcender. De cima para baixo, mudar a maneira como você trabalha é uma obrigação para vencer no mundo digital.

CIO2503

E-book por:

Alteração de mandato. Não basta falar sobre isso

Você provavelmente já ouviu o ditado "se não quebrou, não conserte". Esse é um mau conselho. A maioria dos executivos sabe que se eles se recusarem a se adaptar, acabarão entre os provedores de telefones públicos, fabricantes de videocassetes e aficionados em 8 faixas. No entanto, muitos líderes acabam apostando em segurança quando se trata de como suas organizações e pessoas trabalham.

É mais do que quebrar barreiras e silos. Vá além de incentivar a colaboração e a geração de ideias e lidere a tarefa. Envolva todos, em todas as áreas da empresa, com estratégias e direção. Essa é uma grande razão pela qual os Transcenders podem - e fazem - agir de acordo com as ideias de todos para impulsionar os negócios. Essa ideia, leva 84% dos Transcenders a exigir colaboração e trabalho multifuncional.

“Nossos líderes devem ter uma clara estratégia e visão de longo prazo para a transformação digital”, diz um CFO em Tecnologia, Mídia e Telecomunicações, da Bélgica.

Não basta avaliar sua cultura de trabalho, a melhore. (Provavelmente não é tão dinâmico quanto você pensa). A Pesquisa Global de Cultura mais recente do Katzenbach Center revelou que 80% dos profissionais acreditam que a cultura de sua organização deve evoluir nos próximos cinco anos para que sua empresa tenha sucesso, cresça e retenha os melhores talentos.

Você precisa saber: o que está funcionando? Quais processos, produtos e tecnologias precisam mudar? Isso deixará algumas pessoas desconfortáveis, então envolva-as desde o início e permita espaço (e tempo) para experimentação e ajustes.

Case Microsoft: Fechando a porta na cultura do sabe-tudo

Na década de 1990, a Microsoft começou a diversificar além do sistema operacional Windows para permanecer relevante e competitiva. A Microsoft fez aquisições ousadas: em 2011, a empresa adquiriu o Skype por US$ 8,5 bilhões, seguido pelo LinkedIn por mais de US$ 26 bilhões.

Lançou em um novo produto, a linha de tablets Surface. Quando o CEO Satya Nadella assumiu o cargo em 2014, ele liderou - e ordenou - uma transformação da cultura da empresa, reduzindo o hardware e dobrando a computação em nuvem. Como tudo isso ajudou? "Passamos de uma cultura de sabe-tudo para uma cultura de aprende-tudo", disse um Diretor de marketing da Microsoft.

Case Porsche: Transformando a experiência de dirigir

Para as montadoras, transformação digital significa antecipar mudanças na experiência de dirigir e o significado de possuir um carro. Em 2018, a marca Porsche anunciou que metade do seu orçamento de TI seria destinado à digitalização. A empresa tomou uma decisão notavelmente contra um único departamento dedicado à transformação digital - os líderes esperam que todos os funcionários, em todas as áreas de especialização, estejam envolvidos.

A Porsche SE, com participações substanciais na Porsche e Volkswagen, está se preparando para o dia em que os carros não ficam ociosos 95% do tempo, mas estão na estrada quase constantemente, à medida que os motoristas os usam para obter renda com serviços sob demanda. A empresa adquiriu o PTV Group, que usa modelos para simular tráfego, e fez investimentos em empresas de realidade aumentada que poderiam fornecer informações aprimoradas aos motoristas.

Invista como você quer

A maioria das empresas investe em tecnologia, treinamento e novas maneiras de trabalhar aqui e ali, ou em uma ou duas áreas principais. Mas obter retorno do investimento requer uma abordagem holística e proposital para primeiro construir a infraestrutura que apoiará suas aspirações. Sinta-se à vontade com o risco de saltar à frente de onde você está hoje para investir no que precisa para ter sucesso no futuro.

Examine amplamente os processos, a tecnologia e as maneiras de trabalhar e crie um roteiro para a tecnologia, a infraestrutura e as pessoas que sejam fluidas e flexíveis nos próximos anos. As empresas Transcenders são mais propensas a ter uma visão de transformação longa - 96% (versus 74% de outros) têm uma direção clara para o digital. Elas investem em conformidade e investem 33% a mais do que outros em iniciativas digitais.

"A transformação digital não envolve apenas a adoção de uma nova tecnologia e, em seguida, chamar isso de dia. É uma tarefa holística que requer uma visão clara … e um plano de implementação abrangente", disse um Executivo de TI, Mercados de Consumo, do Canadá.

Faça corresponder o seu investimento a longo prazo ao seu plano. Os Transcenders investem intencionalmente, concentrando-se a longo prazo na tecnologia e nos processos que ajudam seu pessoal a inovar. Nem toda empresa pode aumentar instantaneamente seu investimento. Mas uma combinação de investimento consistente e expectativas de longo prazo compensa.

Para inovar mais em produtos e serviços, faça como os Transcenders e faça riscos de investimento inteligentes. Não priorize programas que economizem tempo ou simplifiquem alguns processos. Concentre-se nas mudanças que melhor se adequam ao seu pessoal e geram negócios. A recompensa para Transcenders em nossa pesquisa: crescimento da margem de lucro 17% maior.

Case John Deere: Investir para o amanhã

A John Deere, fabricante de máquinas de agricultura e equipamentos pesados, pode não ser a primeira empresa que vem à mente quando você pensa em fazer investimentos em digital, mas eles fizeram progressos significativos.

A Deere passou os últimos anos investindo em programas de desenvolvimento da força de trabalho para atrair e reter funcionários qualificados. A empresa foi além do equipamento manual padrão, integrando IA e deep data em suas máquinas.

Um conceito de fazenda autônoma visa dar aos agricultores controle remoto sobre máquinas. A nova tecnologia ajuda a identificar culturas não saudáveis e a tratá-las com precisão, resultando em uma redução no uso de pesticidas. Aos 182 anos, a Deere investe no próximo e desenvolve sua força de trabalho para corresponder.

Amazon: Encontrar recompensa - mesmo quando leva tempo

Hoje, a Amazon é uma das principais empresas de tecnologia do mundo e interrompeu inúmeras indústrias. Mas foi preciso paciência e investimento para chegar lá: a Amazon perdeu dinheiro de forma consistente por 10 anos, depois por mais 12, com lucro pela primeira vez em 2001. No último trimestre de 2017, a gigante da tecnologia registrou US$ 1,86 bilhão em lucro - mais do que os primeiros 58 trimestres juntos.

Em meio a tudo isso, a Amazon planejou com um roteiro de visão de futuro. Por exemplo, em 2003, a empresa anunciou sua incursão em serviços de hospedagem na web, então uma indústria nascente. Agora, o Amazon Web Services fornece cerca de 40% do mercado global de nuvem.

Faça da sua equipe sua superpotência

Concentre-se na preparação através das pessoas. Isso requer uma mentalidade que gira em torno da experiência do funcionário. Comece com a qualificação. A maioria dos treinamentos tradicionais concentra-se em acumular conhecimento, em vez de desenvolver habilidades ou entendimento. E não faz sentido se não pegar, impulsionar negócios e motivar pessoas. Dê aos funcionários maneiras de aplicar novas habilidades imediatamente e aprender um com o outro. É essencial quando 79% dos CEOs dizem que a falta de habilidades essenciais está ameaçando o crescimento de suas organizações; 63% dos Transcenders sofreram alterações no processo de treinamento e obtiveram resultados.

“A mudança começa com os funcionários: como eles colaboram, como adotam e se adaptam a diferentes processos e como assumem novos desafios”, disse um Executivo Financeiro, Private Equity, da Turquia.

Os Transcenders dizem que suas mudanças de treinamento tornaram os funcionários mais inovadores. Um bônus (significativo) adicional: agora eles dependem menos de contratos externos ou novas contratações para impulsionar a estratégia digital.

As tecnologias e funções atuais podem se tornar obsoletas, mas se você se concentrar em ajudar seus funcionários a pensar e trabalhar com mais agilidade, eles podem agregar valor à organização à medida que as coisas mudam. Além disso, eles poderão direcionar negócios e aplicar suas habilidades para trazer mais ideias e soluções inovadoras para a mesa. Nem toda ideia será um grande sucesso, mas a chave é fornecer às pessoas as ferramentas de que elas precisam - e capacitá-las para usar esses recursos.

Como construir uma empresa resiliente

Finalmente, para se tornar um Transcender, você precisa ser bom em resiliência. O novo normal é a mudança constante. Mais de dois terços dos Transcenders sofreram interrupções nos últimos dois anos, mas a maioria saiu mais forte. Aprenda a reagrupar, reajustar e enfrentar as mudanças de frente.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15