Home > Carreira

Estas são as ‘piores’ linguagens de programação para aprender atualmente

Lista da Codementor destaca as linguagens que podem ser perda de tempo para os desenvolvedores

Da Redação

07/01/2020 às 14h00

Foto: Shutterstock

É fato que não existe melhor ou pior linguagem de programação. No entanto, os especialistas costumam levar em consideração a popularidade e a comunidade por trás da linguagem para a sua avaliação.

Anualmente, a Codementor publica a lista das "Piores linguagens de programação para aprender", baseando-se no envolvimento da comunidade, crescimento e mercado de trabalho. Na última edição, a companhia enfatizou que o ranking reflete as linguagens que são uma má escolha para se aprender como primeira opção. Confira abaixo.

Leia mais na IT Trends:

1. Elm

Destinado principalmente a desenvolvedores web, o Elm é uma linguagem funcional que se compila ao JavaScript e foi projetada para facilitar a criação de aplicativos web. Segundo a avaliação da Codementor, a linguagem tem o quarto pior engajamento da comunidade, queda no crescimento e, embora as perspectivas de emprego para o Elm tenham melhorado um pouco, ele ainda permanece classificado como a quinta pior linguagem do mercado.

CIO2503

E-book por:

2. CoffeeScript

Também caracterizado como uma linguagem de desenvolvimento web, o CoffeeScript é compilado em JavaScript e foi projetado para melhorar a legibilidade do JavaScript. Para a Codementor, o envolvimento da comunidade do CoffeeScript é baixo. Além disso, o crescimento já fraco da linguagem vem sofrendo queda. Embora as perspectivas de emprego também tenham piorado, a Codementor ressalta que ainda há empresas buscando desenvolvedores com conhecimentos em CoffeeScript.

3. Erlang

O Erlang foi criado pela empresa sueca de telecomunicações Ericsson quase três décadas atrás para ajudar a criar aplicativos de telefonia. Projetado para oferecer suporte ao roteamento em grande escala de chamadas telefônicas e lidar com falhas, a linguagem é adequada para a criação de aplicativos confiáveis ​​e escaláveis. Segundo a Codementor, no entanto, o Erlang teve o maior declínio no envolvimento de comunidades, com o interesse pela linguagem também diminuindo, mesmo no seu nicho de mercado. Classificada como a quarta pior linguagem para aprender em termos de demanda de emprego, a Codementor destaca que, há mais desenvolvedores de Erlang do que vagas disponíveis.

4. Lua

A Lua é uma linguagem de script leve comumente usada em jogos, oferecendo um desempenho decente em relação a outras linguagens do tipo. Embora o envolvimento da comunidade com a Lua tenha aumentado, ela teve um crescimento estável e ficou em segundo lugar em pior demanda de emprego, com o Codementor dizendo que "ainda há mais desenvolvedores de Lua do que demanda por eles".

5. Perl

Popular por scripts de servidor Web, trabalhos sysadmin, programação de rede e automação de várias tarefas, o Perl é usado desde o final dos anos 80. O agravamento do envolvimento da comunidade, o declínio do crescimento e a oferta superior à demanda no mercado de trabalho são as principais razões apontadas pela Codementor para classificar a linguagem como líder da lista.

Grandes nomes em queda

Kotlin

Apesar de o Kotlin ser celebrado por oferecer aos desenvolvedores Java uma linguagem mais moderna e agradável para codificar, a Codementor a colocou na 11ª posição entre as piores linguagens para se aprender. Mesmo sendo uma linguagem totalmente suportada para o desenvolvimento Android, a Codementor diz que houve envolvimento médio por parte da comunidade, baixa perspectiva para emprego e falha no crescimento do Kotlin.

R

A linguagem de análise estatística R também teve um péssimo ano, segundo a Codementor. Na 12ª posição da lista, a companhia afirma que houve queda no envolvimento da comunidade e baixo crescimento. Apesar de também estar em queda no ranking da RedMonk, os analistas afirmam que a R continua a servir uma "base vibrante de aplicações de ciência analítica e de dados".

Ruby

Apesar do sucesso do Ruby, que já foi bastante popular entre os desenvolvedores web, a linguagem sofreu uma pequena reviravolta, de acordo com a Codementor. Por conta da sua baixa perspectiva de crescimento, o Ruby teve a sua pior colocação no ranking (17ª posição). Apesar disso, o forte envolvimento da comunidade e a demanda por talentos compensam a questão. Primeiras posições entre as piores linguagens de programação para aprender

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail