Home > Carreira

Escassez de profissionais sobrecarrega mercado de cibersegurança

Segundo pesquisa da Trend Micro, 69% das empresas veem AI como aliada para reduzir impacto da falta de profissionais qualificados

Da Redação

09/04/2019 às 19h00

Foto: Shutterstock

Quase 50% das organizações não possuem a mão de obra necessária para manter as medidas de segurança, conforme aponta uma nova pesquisa da Trend Micro, que entrevistou 1.125 tomadores de decisão de TI em todo o mundo.

Conforme o levantamento, essa escassez de profissionais em cibersegurança faz com que a maioria das empresas busque ajuda de fora, incluindo aumentar programas de treinamento e terceirização para detecção e prevenção de ameaças, além do uso de tecnologias de automação.

E a automação é bem-vista entre as empresas entrevistadas no estudo. Isso porque 69% dessas companhias concordam que a automatização de tarefas de cibersegurança, utilizando Inteligência Artificial (AI), reduziria o impacto da falta de profissionais qualificados na área.

Além disso, 63% dos tomadores de decisão de TI entrevistados pela Trend Micro no levantamento afirmaram que planejam utilizar a tecnologia da AI para automatizar seus processos de segurança.

“Há uma escassez real e crítica do pessoal de segurança cibernética. A AI e o Machine Learning podem reduzir a carga de trabalho operacional, lidando com as tarefas de baixo valor para as quais usamos nossas pessoas de alto valor. Assim, conseguimos diminuir o tsunami de alertas de baixo valor que lançamos nas equipes”, ”, afirma o vice-presidente de segurança cibernética da Trend Micro, Greg Young.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail