Home > Tendências

Empresas ainda investem em data centers. Mas por quê?

O tremendo crescimento dos recursos gastos em cloud computing deveria reduzir os custos em data centers, mas uma nova pesquisa mostra que não

David S. Linthicum*

14/01/2020 às 10h04

Foto: Shutterstock

Uma análise realizada pelo Synergy Research Group sobre os custos corporativos em TI nos últimos 10 anos mostra que "os gastos anuais em serviços de infraestrutura em cloud passaram de praticamente zero a quase US$ 100 bilhões". Até aqui, nenhuma surpresa. No entanto, "os gastos corporativos em hardware e software de data center ficaram estagnados durante grande parte da década".

O mais interessante nessa análise é que os principais gastos com TI dobraram durante o mesmo período, com a nuvem sendo responsável pela maior parte desse crescimento.

Durante a década passada, o crescimento médio anual dos gastos com data centers foi de 4%; o crescimento foi de 56% nos serviços em nuvem. O ano de 2019 foi o primeiro em que as empresas investiram mais em serviços em nuvem como IaaS, PaaS e SaaS do que em hardware e software relacionados a data centers.

O que é surpreendente é que, apesar do crescimento da nuvem, os seus custos estão alcançando ou excedendo ligeiramente os gastos de data centers. Ao mesmo tempo em que a nuvem cresceu, os custos com os data centers não diminuíram. Isso, apesar das previsões de que a nuvem substituiria rapidamente os datacenters. A maioria acreditava que um dólar gasto na nuvem seria um dólar não gasto em data centers tradicionais. Não parece ser o caso.

CIO2503

E-book por:

Algumas das razões mais prováveis ​​para esse resultado ímpar

  • Ainda estamos em um período de transição em que precisamos manter os data centers funcionando enquanto passamos para os sistemas baseados em nuvem. As empresas relutam em desligar completamente os data centers. Se algo der errado com a migração, eles mantêm a capacidade de voltar ao legado.
  • Os gastos com data center não são algo que você pode simplesmente desligar. As concessões ainda podem ter anos restantes; existem custos irrecuperáveis ​​em equipamentos; você precisa treinar novamente a equipe do data center, etc.
  • Alguns ainda acreditam que a hospedagem local tradicional é muito menos assustadora do que a nuvem pública e, por qualquer motivo, acabou atrasando a migração. Assim, os data centers permanecem ativos.

Os gastos com data centers na próxima década serão interessantes. Em algum momento, os investimentos devem diminuir drasticamente. Apesar disso, neste ponto da revolução da cloud computing, não parece que os custos de nuvem afetem diretamente os gastos de data center - o que é estranho.

*David S. Linthicum é diretor de estratégia de cloud da Deloitte Consulting e especialista em indústria e líder de pensamento reconhecido internacionalmente

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail