Home > Notícias

Dia das Mães: expectativa de alta nas vendas on-line exige mais segurança

A cada minuto fora do ar, uma loja on-line perde mais de 5 mil acessos

Luciana Lello*

16/04/2019 às 16h01

Foto: Shutterstock

O e-commerce está em alta no mundo todo e seus indicadores mostram que as compras on-line no varejo tendem
a melhorar ainda mais este ano. De acordo com a Statista, a expectativa global é de que esse setor fature cerca de US$ 4,8 trilhões nos próximos dois anos e o Brasil é um dos países que mais deve movimentar o comércio on-line
em 2019.

Mesmo diante da crise, o varejo eletrônico é um dos mercados mais saudáveis da nossa economia, o que tem atraído a atenção tanto de empreendedores quanto dos consumidores. Isso vai exigir preparo por parte dos varejistas, que deverão estar atentos e prontos para aproveitar essa onda de crescimento, mirando na satisfação dos clientes.

No Brasil, o Dia das Mães foi oficializado em 1932 pelo presidente Getúlio Vargas. Aqui, assim como nos Estados Unidos, Itália e Japão, a data é celebrada no segundo domingo de maio. Para o varejo, o Dia das Mães é a segunda data comemorativa que mais rende lucros no País, atrás apenas do Natal. Datas comemorativas, como o Dia das Mães, são períodos de maior fluxo de vendas online, mas também podem ser o cenário perfeito para os cibercriminosos, que buscam diferentes maneiras de causar danos cada vez maiores nos estabelecimentos.

Uma pesquisa do Google revelou o dimensionamento do prejuízo potencial, ocorrido nessas datas. A companhia constatou que a cada minuto fora do ar, uma loja on-line perde mais de 5 mil acessos, totalizando mais de 300 mil visitantes impactados por hora devido à indisponibilidade. O estudo foi realizado em um período de Black Friday, mas o cenário pode ser facilmente aplicado às demais datas celebradas.

Vendas on-line no Dia das Mães

De acordo com o Ebit, empresa referência em informações sobre o comércio eletrônico brasileiro, no ano passado, o e-commerce faturou R$ 2,11 bilhões e registrou um aumento de 12% nas vendas totais com relação ao mesmo período do ano anterior - o levantamento compreendeu as compras realizadas entre 28 de abril e 12 de maio de 2018. Na lista dos produtos mais vendidos despontaram os Smarphones e as TVs, seguidos de perfumes, livros, fogão e máquinas de lavar roupas. Ainda segundo o Ebit, a melhora na economia fez com que as pessoas voltassem a comprar presentes de maior valor.

Prepara-se para o período de aumento nas vendas

Por ser uma data especial e por seu histórico de alta procura por presentes em cima da hora, no Dia das Mães as lojas online devem contar com alternativas para deixar seus sites ainda mais seguros, tornando a experiência de compra mais satisfatória para o consumidor. Já as grandes marcas devem ter melhores análises de risco de fraudes e os melhores dados, para que possam tomar decisões assertivas e obter vantagem competitiva.

Por fim, todos esses dados nos levam a crer que as vendas no Dia das Mães, em 2019, serão promissoras. As lojas online deverão garantir transações onlines mais seguras diante da expectativa da alta demanda, já que essa data tem grande potencial para gerar novos negócios. Acredita-se que 8 em cada 10 consumidores tiveram sua primeira experiência de compra online nesse período. Em geral, o consumidor começa a pesquisar informações e presentes um mês antes da data, mas o pico de buscas acontece mesmo uma semana antes. Fique atento!

*Luciana Lello é General Manager South America na Emailage

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail