Home > Gestão

Como vender a idéia do dashboard

Lições para que você não pareça um carrasco perante sua equipe ao medir a produtividade de cada um

C.G. Lynch

03/08/2007 às 13h25

Foto:

Os painéis de controle, ou dashboards, ferramentas que revelam o desempenho de TI e outras métricas do negócio em forma gráfico, estão se tornando obrigatórios em todas as corporações. E você precisa aprender a tirar o melhor proveito deles, recomenda Gloria Campbell, professora de administração da Faculdade Wartburg, de Iowa. Para ela, vender corretamente o dashboard à equipe, especialmente para os funcionários de nível médio e baixo, permite seu uso efetivo, sem que você passe a impressão de ser um carrasco ou um Big Brother. Ela recomenda:

Deixe os funcionários interferirem no que você irá medir
Quando os empregados ajudam a determinar o que estará no painel, eles passam a acreditar que a ferramenta é algo positivo, que medir produtividade e performance é bom. "Se as pessoas acreditam que a mensuração está sendo feita de forma correta, confiável, elas não se sentem ameaçadas", diz Campbell.

Explique os benefícios da transparência
Diga aos empregados que dados antigos, de anos atrás, estarão disponíveis com o CFO. E que eles mesmos podem tomar conhecimento do desempenho da empresa a partir destas informações.

Explique como a performance é medida
Ao compreender o sistema, eles não acharão que você é um espião, que faz uma lista secreta para apontar vencedores e perdedores. "E que você, como eles, precisa demonstrar produtividade, porque têm 'concorrentes' nos outros departamentos".

Mostre como os dashboards podem prevenir problemas
Os funcionários podem ser menos reativos e mais pró-ativos quando a empresa faz uso destes painéis, que antecipam possíveis problemas e mostram de maneira mais clara as soluções disponíveis, antes mesmo que o CEO cogite fazer alguma reclamação.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail