Home > Tendências

Crescimento sustentável é prioridade dos CEOs

De acordo com o Gartner, declínio de ciclos de negócio leva CEOs a enfrentarem desafios relacionados ao crescimento

Redação

14/05/2019 às 14h22

Foto: Shutterstock

O crescimento dos negócios voltou para o topo das prioridades dos CEOs em 2019. É o que aponta pesquisa realizada pelo Gartner com 473 CEOs e executivos de negócios sênior de grandes empresas no quarto trimestre do ano passado.

“Após uma queda significativa no ano anterior, as menções de crescimento aumentaram este ano para 53%, ante 40% em 2018", comentou Mark Raskino, vice-presidente e analista do Gartner. Isso sugere que os CEOs mudaram seu foco de volta para o desempenho tático.

Ao mesmo tempo, as preocupações com prioridades financeiras, gestão de custos e riscos também aumentaram. Mas isso não significa que os CEOs pretendem reduzir significativamente os custos em várias áreas de negócios. “Eles estão cientes dos crescentes desafios econômicos e avançando com mais cautela, mas não estão se preparando para a recessão”, analisa Raskino.

Quando o crescimento é desafiado, a maioria dos CEOs vê como saída buscar outras localizações geográficas para alavancar os negócios. É natural expandir para novos mercados quando mercados tradicionais estão saturados ou enfraquecidos. Essa expansão internacional, contudo, torna-se complexa diante do atual cenário geopolítico.

Segundo o levantamento, 23% dos CEOs veem impactos significativos em seus negócios decorrentes dos recentes aumentos de tarifas, cotas e outras formas de controle comercial. Outros 58% têm preocupações gerais sobre esse assunto, sugerindo que deve aumentar o número de CEOs que consideram que isso poderá impactar seus negócios no futuro.

Papel da tecnologia no crescimento

Outra maneira de confrontar perspectivas de crescimento reduzidas e o enfraquecimento das margens é buscar a diversificação, o que significa maior influência de negócios digitais para oferecer novos produtos e canais produtores de receita. Desse modo, 82% dos entrevistados afirmam que possuem uma iniciativa de gerenciamento ou programa de transformação em andamento para tornar suas empresas mais digitais, bem acima dos 62% em 2018.

A gestão de custos também ganhou mais importância entre as prioridades do CEO. Quando questionados sobre seus métodos de controle de custos, 27% citaram a habilitação de tecnologias, garantindo o terceiro lugar depois de medidas em torno de pessoas e organizações.

No entanto, quando solicitados a elencar ações de produtividade e eficiência, os CEOs estavam muito mais inclinados a pensar na tecnologia como uma ferramenta. Cerca de 47% dos entrevistados mencionaram a tecnologia como uma das duas principais formas de melhorar a produtividade.

Habilidades tecnológicas para todos os níveis hierárquicos

Enquanto todo o comitê executivo deveria estar engajado com o negócio digital, a pesquisa do Gartner revela que os CEOs acreditam que alguns cargos executivos não possuem habilidades digitais fortes ou mesmo suficientes para enfrentar o futuro. No geral, eles consideram que executivos de vendas, gestão de risco, cadeia de suprimentos e RH são os que mais precisam desenvolver seus conhecimentos digitais.

Quando perguntados sobre quais competências organizacionais sua empresa precisa desenvolver, 18% dos CEOs enumeraram gestão de talentos, seguida por capacitação tecnológica e de digitalização (17%) e centralização de dados ou gerenciamento de dados (15%).

“A tomada de decisões baseada em dados (data centric) é uma cultura-chave e uma mudança de habilidades em um sistema de gestão que busca prosperar na era digital. Os líderes executivos devem ser um modelo para incentivar e promover a centralização e o conhecimento sobre dados em suas unidades de negócios e na organização como um todo”, propõe Raskino.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail