Home > Tendências

Como o RH pode criar uma estratégia para melhorar a mobilidade (e retenção) de talentos?

Organizações podem minimizar o turnover, alternando para uma cultura que promova mudanças internas na carreira

Da Redação

05/03/2020 às 12h00

Foto: Shutterstock

Reter funcionários e evitar a escassez de talentos e habilidades essenciais que possam resultar em rotatividade de funcionários continua sendo uma prioridade para os líderes de RH, de acordo com o Gartner. Existem vários fatores que impulsionam o turnover, mas a falta de oportunidades de carreira costuma estar no topo da lista.

"Criar oportunidades de carreira desejáveis ​​para os colaboradores da sua organização é essencial para evitar atritos. As organizações progressistas dão um passo adiante ao ajudarem os funcionários a mudar de emprego internamente e ao, intencionalmente, abrir funções com candidatos internos", diz a Vice-Presidente de RH do Gartner, Lauren Smith.

Segundo a consultoria, os líderes de RH podem envolver candidatos ativos e impulsionar a mobilidade de talentos, promovendo oportunidades internas por meio de feiras de emprego presenciais ou online. Podem ainda oferecer treinamento para escrita de currículos, oferecendo workshops ou seminários online, e assim proporcionar mais oportunidades de crescimento e desenvolvimento na carreira dos colaboradores.

Para fornecer uma compreensão das oportunidades disponíveis em toda a empresa, os líderes de RH devem mudar a cultura sobre a movimentação interna de colaboradores.

CIO2503

E-book por:

Uma abordagem de estímulo para quem procura emprego

As organizações podem reter colaboradores que estão buscando um novo cargo, facilitando a localização de cargos internos e estimulando para que apliquem às vagas com sucesso. Apenas 27% dos funcionários concordam que sua organização facilita encontrar oportunidades de emprego que atendam aos seus interesses, de acordo com pesquisa do Gartner.

Os líderes de RH devem aplicar internamente as melhores práticas de recrutamento externo para garantir que os funcionários entendam quais oportunidades estão disponíveis. Mostrar que o desenvolvimento de carreira é viável e desejável para os negócios permite que as organizações envolvam efetivamente colaboradores que buscam por outro emprego ou função.

Envolver os funcionários que não procuram ativamente empregos

Embora a construção de habilidades e competências críticas continue sendo uma prioridade para os líderes de RH, as organizações devem procurar os colaboradores atuais que não estão buscando ativamente outra posição e adotar estratégias para incentivá-los a considerar oportunidades internas. A pesquisa do Gartner mostra que 36% dos funcionários podem mudar de emprego nas circunstâncias certas, mesmo que não tenham interesse prévio em novas oportunidades.

Com as taxas de emprego na área de tecnologia em um nível recorde, recrutadores externos estão incorporando novos métodos para atrair talentos por meio de indicações e mídias sociais. A pesquisa do Gartner descobriu que 52% dos funcionários relatam que responderiam a recrutadores de organizações externas se contatados.

A retenção de colaboradores exigirá que as organizações aproveitem seus conhecimentos internos para envolver os funcionários de maneira tão eficaz quanto seus concorrentes. A consultoria sugere que os líderes de RH considerem as seguintes táticas para envolver os funcionários atuais que não estão buscando ativamente empregos:

  • Utilize algoritmos de correspondência ou soluções de tecnologia baseadas em IA para fornecer sugestões de trabalho personalizadas para candidatos qualificados.
  • Incentive as transferências internas, permitindo que gerentes e funcionários indiquem uns aos outros para vagas internas abertas.
  • Envolva os recrutadores aplicando metas internas de preenchimento aos seus indicadores de desempenho e fornecendo acesso às informações dos funcionários.
  • Aumente a responsabilidade pelo crescimento a longo prazo e pelas interações de carreira dos funcionários, dos supervisores diretos, aos "gerentes que forem removidos", permitindo que eles desempenhem um papel ativo nas reuniões executivas.

"Cada empresa pode encontrar uma combinação diferente de alocação de recursos e ação tática, mas os líderes de RH precisarão desenvolver estratégias voltadas para candidatos a emprego ativos e funcionários que não estão procurando ativamente novas funções para maximizar a retenção", acrescentou Smith.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail