Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Como impulsionar a equipe de TI para o sucesso em 2020
Home > Gestão

Como impulsionar a equipe de TI para o sucesso em 2020

Sua equipe de TI está preparada para enfrentar as oportunidades e os desafios do próximo ano?

John Edwards, CIO (EUA)

10/12/2019 às 8h41

Foto: Shutterstock

Para os líderes de TI, o ano novo é o horário nobre para planejar, organizar e lançar novas estratégias e iniciativas. A evolução das tendências de negócios, os problemas de segurança e a crescente supervisão do governo de muitas atividades de TI, combinadas com uma série aparentemente interminável de tecnologias disruptivas, tornam essencial começar a pensar em táticas e objetivos o mais rápido possível para ter um 2020 bem-sucedido.

Confira 7 dicas para ajudá-lo a começar o ano novo.

1. Colabore com líderes de negócios

Trabalhe para garantir que a TI seja um parceiro de negócios, diz Michael Cantor, CIO do Park Place Technologies. O executivo sugere agendar reuniões com os principais líderes empresariais para revisar o valor comercial da TI com base nos projetos concluídos em 2019 e como a TI pode apoiar as metas de negócios no próximo ano.

"Participe do ciclo orçamentário e ajude a garantir que os fundos estejam nos lugares certos para a estratégia - não deixe que os parceiros de negócios façam isso sozinhos", recomenda.

Cantor acredita que essa abordagem posicionará o CIO como líder de pensamento da empresa, fornecendo base para os objetivos da TI em 2020.

"[O plano] também permite transparência nos negócios de TI, fornecendo uma estrutura básica para medir resultados em 2020 e permitindo medições contínuas em relação a esses resultados", acrescenta.

CIO2503

E-book por:

Leia mais na IT Trends

2. Objetivo de controlar a interrupção

As tendências de interrupção dos negócios continuarão a evoluir no próximo ano. "A TI tem uma responsabilidade e uma oportunidade aumentadas para ajudar as organizações a ficarem 'prontas para o futuro'", diz Roy Nicholson, diretor de consultoria de negócios da Grant Thornton.

Nicholson aconselha a criação de um time de gerenciamento de transformação, visando identificar novas tecnologias e métodos promissores para administrar iniciativas de transformação em toda a empresa.

"No back office ou no front office", observa. Para Rahul Mahna, direto de soluções de processo, risco e tecnologia das 20 principais empresas de contabilidade EisnerAmper, os departamentos de TI devem ser proativos sobre os problemas antes que eles ocorram, criando um planejamento de seis a doze meses.

"Uma maneira simples de criar um plano é examinar as ideias futuras usando um sistema de ponderação para determinar quais iniciativas priorizar", explica.

"Se você está ocupado apagando incêndios no dia a dia e não está planejando com antecedência, a sua empresa sempre estará em maior risco."

3. Centralize a análise de dados

Os departamentos de TI são responsáveis ​​pela coleta, armazenamento e gerenciamento de dados. Enquanto isso, a análise de dados geralmente é realizada em unidades de negócios separadas. Apesar disso, à medida que mais empresas começam a entender a importância estratégica da análise de dados, há uma tendência emergente em direção a uma abordagem de mais centralizada.

"A análise bem-sucedida exige que engenheiros de TI e cientistas de dados trabalhem em estreita colaboração entre si e com as unidades de negócios para desenvolver soluções e gerar insights úteis", afirma Yan Huang, professor assistente de tecnologias de negócios na Tepper School of Business da Universidade Carnegie Mellon.

"O departamento de TI, ou às vezes o departamento de TI e um departamento de análise separado, estará impulsionando a capacidade de análise das organizações."

4. Fique por dentro das iniciativas de segurança

O início de um novo ano é um bom momento para avaliar a segurança da empresa e o papel da TI na proteção de sistemas e dados. "Reserve um tempo para sair do modo de combate a incêndios e trabalhe com a sua equipe para pensar no cenário geral - daqui a 18 meses - e desenvolver tarefas básicas de segurança", sugere Jessica Ireland, líder de práticas de segurança, risco e conformidade do Info-Tech Research Group.

"Nossa pesquisa mostra que os tópicos de segurança permanente ainda são relevantes hoje, porque as equipes de TI não conseguem reservar um tempo para implementar esses princípios."

As violações de segurança se tornaram comuns, e os clientes e parceiros de negócios querem saber se os seus dados estão totalmente protegidos. Ireland observa que, com o GDPR e outros padrões de privacidade, indivíduos e empresas estão reconhecendo que têm o direito de serem protegidos contra roubo de dados. "A segurança deve se tornar um problema para os seus negócios … ou você corre o risco de parecer desatualizado e perderá oportunidades", alerta a especialista.

Dada a seriedade das ameaças, o gerenciamento de riscos de segurança deve ser parte integrante de todas as decisões de negócios e de TI em 2020. "Compreender seus níveis de tolerância a riscos e como isso impacta a estratégia da sua equipe ajudará a sua organização a longo prazo em termos de: investimentos e garantia para os seus clientes", completa.

5. Alcance clientes

No início de 2020, os líderes de TI devem dedicar tempo para atender às necessidades dos clientes das suas empresas, desafiando as suas equipes a avaliar quão bem eles estão apoiando os líderes de negócios no cumprimento de prioridades de produtos e / ou serviços. "Pode haver uma desconexão aqui, e isso oferece uma incrível oportunidade de alinhar e integrar o departamento de TI como um parceiro importante na condução de iniciativas e na contribuição direta ao resultado final e ao sucesso da empresa", explica Richard Pierle, CEO da Pier Digital Advisory Services.

"A criação de equipes multifuncionais e competentes é a maneira mais eficaz de melhorar a capacidade da organização de agregar valor aos clientes", diz Kurt Bittner, vice-presidente de soluções corporativas do Scrum.org. "Para criar essas equipes, você deve eliminar a barreira entre negócios e TI. Procure maneiras de criar produtos ou serviços digitais que ajudem a melhorar as experiências dos clientes."

6. Dobre as métricas

Com as atividades de tecnologia e negócios cada vez mais próximas, os líderes de TI em 2020 sentirão uma pressão crescente para implementar, estudar e aprender com as principais métricas de desempenho. "[Como] a maioria dos líderes de TI está focada em métricas relacionadas especificamente à tecnologia, as estatísticas sobre o sucesso dos negócios geralmente são negligenciadas", declara Wendy Pfieffer, CIO da Nutanix. "Os CIOs podem otimizar a eficiência equilibrando esses dois KPIs."

7. Prepare a sua equipe para lidar com as mudanças

De acordo com Hriday Ravindranath, diretor de informações e tecnologia da BT Global, ao entrarem na nova década, os departamentos de TI precisam continuar a sua evolução tecnológica a todo vapor. "Para o sucesso futuro, as equipes precisam criar uma cultura de aprendizado que abrace e se adapte a uma abordagem digital-nativa", afirma. Acelerar as equipes no desenvolvimento de habilidades em novas tecnologias, como inteligência artificial, aprendizado de máquina, 5G e redes em nuvem, deve ser prioridade.

"Espera-se que os departamentos de TI sejam especialistas nessas novas tecnologias e forneçam um novo nível de serviço aos clientes", diz Ravindranath. "Ao criar uma cultura de aprendizado, as equipes de TI se acostumarão a falhar rapidamente e a ter agilidade e adaptabilidade às crescentes necessidades dos clientes."

Brad Clay, vice-presidente sênior e diretor de informações e conformidade da Lexmark, acredita que a TI precisa iniciar o planejamento de riscos, e ainda treinar a incerteza. À medida que a taxa de mudança aumenta, a capacidade de entender e planejar todos os riscos possíveis se torna cada vez mais difícil. "Ao treinar para a incerteza, ensinamos as nossas equipes a responder da melhor maneira possível aos desafios que não prevíamos", explica.

Deixe o passado para trás

As equipes de TI precisam se afastar das suas raízes para se tornar participante ativo na criação e aprimoramento do valor comercial. "Quando entrarmos em 2020, não será suficiente que os departamentos de TI mantenham as luzes acesas e a empresa segura", revela Jarod Greene, gerente geral do Technology Business Management Council, organização profissional sem fins lucrativos dedicada ao avanço das práticas de gerenciamento de negócios de tecnologia.

"O sucesso em 2020 começa com a compreensão de quais são os objetivos organizacionais, pessoais e funcionais e, em seguida, trabalhar para mostrar como os departamentos de TI podem ser agentes de mudanças."

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15