Home > Tendências

Como as empresas estão investindo em ciência e análise de dados?

Organizações adotam novas tecnologias para ajudar a gerenciar a integração e obter insights. Demanda por profissionais na área aumenta

Ben Bloch, CIO (EUA)

06/08/2019 às 18h07

Foto: Shutterstock

A liderança organizacional de todos os setores está aprendendo como os dados podem ser vitais para o crescimento e a lucratividade dos negócios. Os CIOs são, frequentemente, encarregados de coletar, organizar e entender os dados para ajudar o C-Suite como um todo a tomar decisões mais inteligentes. Para transformar dados em insights, todas as informações devem ser analisadas.

Os CEOs que pensam no futuro entendem que o trabalho com dados permite que as empresas obtenham melhores retornos em seus investimentos, bem como aumento de suas receitas. Essa compreensão é fundamental, pois ajuda os CIOs a justificarem orçamentos adicionais para adquirir talentos com as qualificações necessárias e implementar ferramentas modernas.

Como as empresas estão investindo em análise de dados

Com o surgimento da nuvem e da IoT (Internet das Coisas), uma ampla gama de aplicativos e dispositivos agora gera dados em volumes e complexidades cada vez maiores. Isso exige soluções eficientes e escalonáveis ​​para integração, armazenamento e análise de dados. A abordagem mais eficiente para esse desafio é hospedar operações de dados na nuvem, substituindo as hospedagens locais.

Apesar dos benefícios, segundo a IBM, apenas 20% da carga de dados de empresas médias migraram para a nuvem. Isso significa que há um grande potencial inexplorado para soluções de integração de dados.

Diversas aquisições recentes demonstram o crescente valor da ciência e análise de dados, com gigantes como a Salesforce e a Google comprando empresas especializadas. A Google adquiriu a Looker, uma startup de business intelligence, por US$ 2,6 bilhões. Com essa aquisição, a companhia espera unir seus recursos baseados em nuvem com a Looker para criar uma solução de análise de dados de ponta a ponta.

A Tableau, outra empresa de análise de dados, foi comprada pela Salesforce por US$ 1,57 bilhão. A meta por trás da operação é aumentar a capacidade de visualização e análise de dados, mesclando as ofertas da Tableau com o entendimento da Salesforce sobre o comportamento do cliente.

Também existem ferramentas para facilitar a migração de dados para a nuvem. De acordo com Charles Wang, da Fivetran, hoje há mais fontes de dados do que nunca, e é fundamental facilitar a migração para a nuvem para que as empresas permitam o acesso imediato das organizações a um pipeline de dados. Por causa de seus esquemas pré-construídos, os analistas de dados têm mais tempo para extrair as informações necessárias para alavancar os negócios: Economizam tempo, dinheiro e dão às empresas os meios para atuarem de forma mais direcionada. Com o Fivetran, os analistas de dados podem acessar as informações imediatamente, ficando mais livres para trabalhar em insights.

A Lyftron é outra empresa que reconhece a necessidade de as organizações controlarem seus dados sem perder tempo. A companhia converte automaticamente as informações em um formato pronto para consulta, possibilitando que os analistas atuem de forma mais flexível.

A necessidade crescente de carreiras em ciência de dados

O mercado de big data está crescendo rapidamente, com receita de US$ 42 bilhões em 2018 e expectativa de crescimento para 2019. As corporações estão adotando novas tecnologias para ajudar a gerenciar a integração e obter insights. Para se ter dimensão, somente no setor de telecomunicações, cerca de 94,5% das empresas afirmam já utilizar a tecnologia de big data desde 2018.

As aquisições acima mencionadas e o aumento da conscientização sobre a necessidade de especialistas em análise de dados significam que mais empresas terão como alvo profissionais que possam efetivamente preencher essas funções.

Os especialistas em dados estão expandindo seus conhecimentos, permitindo uma maior diversidade técnica. À medida que o número de funções no setor cresce, aumenta também a necessidade de especialização. As carreiras estão se tornando mais específicas, com organizações que buscam habilidades em determinadas áreas.

Com a demanda, mais profissionais estão procurando certificações no campo da ciência e da análise de dados. Há agora mais opções para os interessados ​​em carreiras baseadas em dados, incluindo cursos online, bem como programas tradicionais de bacharelado e mestrado. De acordo com o LinkedIn, houve um aumento de 56% nas vagas de empregos para cientistas de dados nos EUA desde 2018, e um relatório recente da Indeed revelou um aumento de 29% ao ano desde 2013.

A análise de dados é crucial para tomar decisões empresariais direcionadas. Segundo a SAS, 72% das empresas afirmam que a análise de dados fornece insights valiosos e 60% dizem que as análises permitem melhores inovações. Como pode ser observado, as companhias estão investindo nas ferramentas e nas equipes necessárias para entender e organizar os seus dados para o sucesso.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail