Home > Tendências

Como a IA está sendo usada para tornar apresentações menos entediantes?

Microsoft desenvolveu uma espécie de coach para apresentações que busca melhorar desempenho de oradores durante palestras e reuniões

Da Redação

01/10/2019 às 17h35

Foto: Shutterstock

Nos últimos anos, as empresas estão investindo constantemente em assistentes virtuais para facilitar as tarefas diárias dos seus processos corporativos, mas a Microsoft foi além. De acordo com informações do The Wall Street Jounal, a gigante da tecnologia lançou uma espécie de coach de apresentações equipado com inteligência artificial (IA). O objetivo é auxiliar no melhor desempenho de oradores durante palestras e reuniões.

Segundo os especialistas, as pessoas que estão despreparadas tendem a fazer apresentações pouco envolventes, e é exatamente esse problema que a solução da Microsoft visa combater. Conforme apontado por Kirk Koenigsbauer, vice-presidente corporativo da divisão Office da companhia, a nova ferramenta é capaz de fornecer feedback em tempo real sobre ritmo, escolha de palavras e até mesmo tiques. Após o ensaio, a assistente virtual gera um relatório sugerindo pontos de melhoria.

Vale destacar que outros recursos do conjunto de aplicativos de negócios da Microsoft, como apresentações de slides, planilhas e ferramentas de videoconferência, incluem componentes de IA para ajudar os apresentadores a transmitir dados corporativos complexos visualmente - e manter a atenção dos ouvintes.

Sobre o assunto, um dos maiores desafios durante as apresentações é a transmissão de informações de forma clara. Muitos executivos não sabem interpretar resultados numéricos, e grande parte dos profissionais de tecnologia tem dificuldade de explicar dados em termos não técnicos. Para auxiliar nesse aspecto, a Cisco também introduziu soluções inteligentes para tornar as reuniões mais atraentes e produtivas.

Uma das ferramentas da Cisco permite a identificação dos participantes da reuniões por meio de recursos de reconhecimento facial. Por conta do sistema de IA, a plataforma pode buscar automaticamente informações biográficas sobre as pessoas presentes e transmiti-las instantaneamente para o usuário por email ou mensagem de texto. O objetivo é oferecer ao apresentador uma melhor noção sobre o público.

A previsão é de que nos próximos cinco anos os assistentes virtuais passem a executar tarefas ainda mais complexas, permitindo que as empresas utilizem as automações para entender e otimizar os processos dos negócios. Conforme apontado pelo Gartner, os investimentos globais nessas iniciativas subiram para US$ 680 milhões no ano passado, um aumento de 57% em relação a 2017, e estão a caminho de atingir US$ 2,4 bilhões até 2022.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail