Home > Gestão

Como a Holding Clube está se adequando à LGPD?

Grupo de marketing de experiência iniciou sua avaliação de processos e designará uma área responsável para garantir o armazenamento de dados

Da Redação

03/09/2019 às 11h31

Foto: Shutterstock

Com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), as grandes empresas já estão buscando formas de adequação às novas regras, que entrarão em vigor em agosto de 2020. A Holding Clube, grupo de marketing de experiência brasileiro, iniciou sua avaliação de processos e designará uma área responsável para garantir o armazenamento de dados de forma segura.

A lei, sancionada em 2018, tem como objetivo assegurar a transparência no uso de dados de clientes e público final. Para isso, haverá a regulamentação para a coleta e armazenamento de informações pessoais, que só poderão ser utilizados a partir de autorização do proprietário.

Pensando em se adequar a tempo, a Holding Clube iniciou o processo com o Banco de Eventos, primeira agência do grupo. Posteriormente, todas as outras empresas integrantes seguirão os mesmos passos. Segundo a companhia, a adequação se dará em três etapas:

  • Avaliação dos processos internos, com análise das operações e atividades que envolvem dados de terceiros.
  • Adoção de medidas corretivas, incluindo ajustes de contratos, termos de responsabilidade e revisão de processos.
  • Treinamento de funcionários sobre medidas preventivas, técnicas internas e jurídicas para o cumprimento das regras.

“Seremos fortemente fiscalizados, tanto pelos clientes, como pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados. Por isso, é essencial esta fase de adaptação, garantindo eficiência para a realização dos trabalhos e assegurando que estaremos com todas as normas rodando até mesmo antes do prazo estipulado”, explica Fabio Brandão, vice-presidente da Holding Clube.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail