Home > Tendências

Com a transformação digital, será o fim do gerenciamento de projetos?

Em uma sociedade mais orientada para produtos do que projetos, essa profissão terá que se transformar para se manter competitiva

Por Myles F. Suer, Colaborador, CIO

29/08/2019 às 8h00

Foto: Shutterstock

Em empresas de todos os setores, o gerenciamento de produtos (PM) desempenhou papel fundamental para garantir o desempenho e a qualidade da fabricação. A gestão de produtos teve início em 1931 com um memorando escrito por Neil H. McElroy, na Procter & Gamble. McElroy definiu o gerenciamento de produtos como todo o processo, desde o acompanhamento das vendas até o monitoramento da produção, publicidade e promoções.

A questão para os CIOs - ao passo em que transformação digital  impulsiona a demanda por produtos igualmente digitais - é se o gerenciamento de projetos ainda é relevante ou se os produtos digitais precisam, em vez disso, do gerenciamento de produtos. Eu sei que os CIOs estão pensando em gerenciamento de produtos há algum tempo. Quando eu era líder de gerenciamento de produtos na HP Software, lembro-me de Allan Hackney, então CIO da John Hancock, dizendo à sua equipe que precisava de mais pessoas conectadas. No entanto, a transformação digital e o surgimento do que a Forrester está chamando de micro apps / produtos digitais mudaram o cenário.

Os produtos digitais exigem uma mudança do gerenciamento de projetos para o gerenciamento de produtos?

Os CIOs têm perspectivas diferentes para essa questão. Alguns sugerem que, talvez, não seja tecnicamente necessário, mas o gerenciamento de produtos é a maneira mais estratégica de abordar possíveis projetos e prioridades de uma maneira centrada no usuário e no negócio. Esses CIOs também apontam que, uma vez que o digital se torna o foco da organização, você não está mais falando sobre projetos. Agora você está no domínio do negócio. Eles dizem que é importante que a cultura mude para se adaptar a essa nova realidade.

Para o ex-CIO Tim McBreen, “outros CIOs sugerem que nem tudo é um produto, e nem todo trabalho pode ser feito com o gerenciamento de produtos. A resposta simples é 'não', haverá necessidade de gerenciamento de projetos e gerenciamento de produtos". Tim sugere que o digital é o domínio dos negócios, mas a TI tradicional é o domínio do suporte aos negócios com produtos ou serviços para cada família de negócios. Do ponto de vista da ITIL (Information Technology Infrastructure Library), ele disse que as organizações devem migrar para o gerenciamento de produtos / serviços para toda a atuação da TI. Como parte dessa mudança, a TI deve tratar as famílias de soluções digitais como categorias de produtos e, em seguida, o gerenciamento de projetos deve abranger o desenvolvimento e o gerenciamento de cada produto.

Outros CIOs afirmam que a mudança para produtos digitais requer integrações que tendem a ser projetos, então o gerenciamento de projetos também deve ser considerado. Por esse motivo, alguns CIOs entendem o gerenciamento de projetos como um subconjunto do gerenciamento de produtos.

Mas afinal, o gerenciamento de projetos é um subconjunto ou uma disciplina diferente? Cada um dos CIOS com quem falei disse que a aplicação desses métodos tem momentos e propósitos apropriados.

O que você entende como as maiores diferenças de habilidades entre os gerentes de projeto e de produto?

Os CIOs dizem que os gerentes de projetos tendem a se concentrar em manter as coisas organizadas e os gerentes de produtos tendem a se concentrar na satisfação do cliente. Mas ambos, segundo eles, precisam convergir no quesito
termos de adequação e benefício aos negócios. Os CIOs também acreditam que o gerenciamento de projetos está mais inclinado a lidar com os interesses de equipes internas, enquanto o gerenciamento de produtos tende a lidar com os clientes. Essa é uma distinção precisa para o modo como operei como líder de gerenciamento de produtos e como os gerentes de projeto com quem trabalhei se comportaram.

Então, aqui está um resumo das distinções vistas pelos CIOs.

Gerentes de produto

Foco no entendimento

  • O que você está construindo?
  • O que isso resolve?
  • Qual é o benefício?
  • Cliente, entrega, empoderamento da equipe
  • Métricas de negócios, resultados, experiência do usuário, impacto e valor.
  • Método Agile

Gerentes de projeto

Foco na execução:

  • Quais recursos eu preciso?
  • Quem faz o que?
  • Quando isso é feito?
  • Escopo, cronograma, orçamento, risco e entrega.
  • Quando isso será feito?
  • Método Waterfall

Os CIOs sentiram que a tabela acima conta com os diferenciais mais significativos. Mas, em geral, os CIOs acreditam que há distinções sucintas e claras entre gerenciamento de projetos e produtos. Ambos são importantes e necessários. No entanto, os CIOs dizem que alguns dos piores gerentes de projeto foram os que receberam a certificação do PMI. Essas pessoas podem viver e morrer administrando projetos sem gerenciar metas de negócios. Assim, ambos são importantes e, no entanto, ambos podem não ser necessários para todo esforço ou serviço.

Como os CIOs devem dar suporte aos gerentes de produto em TI?

Os CIOs dizem acreditar que é fundamental ter uma estratégia coesa de produto de TI e, como parte disso, ter gerentes de produto altamente alinhados. Isso é resolvido mais por uma comunicação clara do que por um organograma. Ao mesmo tempo, os chefões de tecnologia acreditam que os gerentes de produto de TI podem se beneficiar de bons gerentes de projeto.

Os CIOs afirmam, também, que alguém precisa executar um gerenciamento de priorização / portfólio, para que os produtos não compitam entre si. Eu pessoalmente acho que o pensamento de portfólio funciona para projetos, mas é a abordagem errada para produtos geradores de receita.

Para os eles, bons gerentes de projeto valem muito mais do que qualquer um deles é pago! Mas os ruins, disse um profissional da área, são como alarmes analógicos de calendário. Essa pessoa em particular tinha pouca consideração por uma certificação PMP sem um PM inteligente associado a ela.

Os gerentes de produto precisam ter sua disciplina apoiada por treinamento, métricas e valor focado no cliente. Criar esse tipo de ambiente é importante, da mesma forma, que os PMOs foram formados no passado. A TI precisa apoiar seus gerentes de produto. E eles precisam ser líderes que saibam como criar ótimos produtos e entendam o que a TI pode fornecer. Isso requer um alto grau de alinhamento e comunicação.

À medida que a TI se torna uma organização de gerenciamento de produtos, quais são os impactos? Eles acreditam que o acréscimo de gerenciamento de produtos ao mix tem dois impactos - maior satisfação dos clientes e maior credibilidade para o CIO. Quando os produtos de TI são coordenados adequadamente por meio do gerenciamento de produtos, os impactos para os negócios devem ser produtos digitais úteis para melhorar a experiência do usuário.

A partir desse processo, a TI passa a ser mais do que apenas um centro de custo que o CFO não consegue entender. Do ponto de vista do design organizacional, as equipes devem ser cada vez mais baseadas em produtos, não em funções técnicas. À medida que as disciplinas são conectadas ao produto, os CIOs vêem o potencial de clareza e transparência proveniente do gerenciamento de produtos e um foco renovado em dados, análises e elevada maturidade para Customer Experience, tecnologia de negócios e soft skills.

Qual é a maior razão pela qual os CIOs deveriam estar introduzindo PMs na equipe de TI?

Depois da reunião do WEF do ano passado, o editor da Fortune disse que toda empresa é uma empresa de tecnologia. Os CIOs concordam. Diante disso, esses profissionais precisam buscar valor e oportunidades para se tornarem os principais executivos de produto. Isso certamente oferece oportunidades para expandir o papel do CIO, ao mesmo tempo em que beneficia muito a organização. Por essa razão, os CIOs acreditam que o acréscimo de uma função de gerenciamento de produto agilizará a mudança de paradigma para que os líderes de TI sejam vistos como fundamentais na entrega de produtos e serviços de valor. Essa prática, no final, aumentará a produtividade e a moral.

Ao mesmo tempo, essa abordagem ajudará as organizações a manter a vantagem competitiva e prosperar em um mundo cada vez mais digital. A transformação digital precisa transformar a cultura da TI, de capacitação de ferramentas tecnológicas básicas para inovação e capacitação de funcionários e clientes. Construir os produtos certos traz foco, clareza e alinhamento.

Parece claro que os CIOs não estão eliminando completamente a função de gerenciamento de projetos. No entanto, eles vêem o gerenciamento de produtos como parte de uma mudança transformadora em toda a empresa. Essa mudança levará a menos pedidos e mais transformação nos negócios. Essa é uma grande forma para as organizações que tentam resistir à mudança que está sendo organizada pelos editais de uma economia cada vez mais digital.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail