Home > Carreira

CIO por um dia: sair da zona de conforto para crescer na carreira

CIO Brasil levou aluno do Instituto IT Mídia para vivenciar a rotina de Felipe Testolini, CIO da Sonda

Carla Matsu

23/09/2019 às 17h04

Foto: Marco Silva

Wesley Camilo da Silva Nascimento, 23 anos, deixou o interior do Rio de Janeiro, mais precisamente a cidade natal de Campos dos Goytacazes, com seus 500 mil habitantes, para se mudar para São Paulo, há cerca de três anos. "21 de maio de 2016", lembra o jovem da data exata que chegou na capital paulista. Em São Paulo, veio em busca de oportunidades, já que, segundo ele, a cidade em que nasceu não atendia as expectativas que sonhava para si. "Onde eu morava, era mais uma área rural. Ou você ia trabalhar em usina ou ia estudar para ser petroleiro. Ou você casava cedo. E eu não queria isso para mim", conta em entrevista à CIO Brasil. Hoje, cursando o segundo semestre do curso de Sistemas da Informação, na Faculdade Impacta, o aluno bolsista do Instituto IT Mídia encontrou na formação em tecnologia uma porta para o que ele define como "expandir a mente".

Ao mesmo tempo, Wesley reconhece que é, ao especializar em tecnologia da informação, que ele terá cada vez mais oportunidades. "Estamos praticamente na quarta revolução industrial. E eu pensei, como eu vou me encaixar no mercado de trabalho quando acontecer isso? Não terá muito trabalho, por conta da automação e tudo o que o mundo está vivendo, tudo está conectado. Então, vi na tecnologia uma maior probabilidade de ter um mercado de trabalho para mim", compartilha um jovem e pragmático Wesley. Recentemente, o estudante se reuniu com Felipe Testolini, CIO da Sonda, para observar de perto a rotina do executivo durante a iniciativa "CIO por um dia", promovida pela CIO Brasil.

Durante uma manhã, Wesley pode participar de reuniões com a equipe de Testolini, fornecedores, assim como outros diretores da Sonda. Como saldo principal, o estudante leva algo que pôde observar no executivo. "A palavra total é dedicação. Ele é dedicado, é fazer com excelência", resume Wesley.

Felipe Testolini pavimentou uma carreira ascendente na Sonda. Com uma história de 20 anos na companhia, Testolini entrou como office boy na fornecedora de soluções e serviços de TI e diz que aprendeu a gostar de tecnologia justamente trabalhando na empresa. “Tinha um contato muito superficial com TI e foi na Sonda que me desenvolvi e me apaixonei por tecnologia e inovação”, afirma o executivo, que diz que hoje não se vê trabalhando com outra coisa.

Nascido em Campinas, Testolini compartilha com o estudante Wesley a sensação de ter de "deixar a cidade natal" para correr atrás de oportunidades. "Vir para São Paulo foi um marco, para quem mora no interior, é algo muito marcante e eu pude perceber nele isso também, esse marco como um divisor de águas", pontua Testolini.

Para o executivo, a experiência do "CIO por um dia" foi uma oportunidade de também revisar a própria carreira. "Sempre quando a gente tem contato com jovens estudantes, acaba sendo uma injeção de energia a mais. A tecnologia exige um universo muito amplo de conhecimento, essa energia, essa vontade de aprender, sempre estar atento às coisas, questionar as coisas que ocorrem, é sempre uma injeção de ânimo para a gente que está já há um tempo na estrada e ajuda a ampliar a visão. Esse tipo de interação é muito valiosa", conclui

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail