Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Ciência de dados e inteligência artificial renovam Tigre
Home > Carreira

Ciência de dados e inteligência artificial renovam Tigre

'Prototipar o futuro': Eli Miranda, CTO da Tigre, recorre a tecnologias emergentes para impulsionar negócios em setor tradicional

Karina Pizzini, especial para IT Forum 365

18/05/2020 às 18h00

Foto: Divulgação

Com quase 80 anos de existência, a Tigre precisava se converter ao mundo digital. E esse foi um dos principais desafios do ganhador do prêmio Executivo de TI do Ano 2020, da IT Mídia em parceria com a Korn Ferry, na categoria Indústria de Engenharia e Construção, Eli Miranda, CTO Global da empresa.

Ele investiu na carreira de empreendedor e passou por diferentes setores até incorporar uma grande empresa do setor de tabagismo, onde iniciou sua trilha na TI corporativa. Anos depois, abriu mão de uma função de escopo global pela autonomia de trabalho que lhe foi oferecido pela Tigre.

“Era uma empresa que não tinha uma cultura de tecnologia como estratégia de negócios e nós conseguimos criar modelos para isso. Pude associar valor econômico à experiência digital”, conta. Segundo o executivo, as iniciativas na área estão transformando os negócios da empresa.

O programa desenvolvido por ele partiu da introdução da inteligência artificial nos processos de planejamento e inteligência de vendas até a centralização de funções de backoffice com robotização/automatização de processos.

CIO2503

E-book por:

“O programa teve como pilares os objetivos de longo prazo da organização, no qual criar uma empresa inteligente passa, necessariamente, por trazer ciência de dados e alcance digital para a força de vendas, um planejamento de vendas mais assertivo – com modelos preditivos -, e uma central de serviços que pudesse operar de forma mais eficiente os processos de backoffice. Tudo isso suportado por uma infraestrutura que permitisse colaboração móvel, ‘anytime, anywhere’”, explica.

Miranda conta que entre os desafios que encontrou estava o de apresentar aos outros executivos que não são da área o que acontece no mercado de TI. “A maioria das pessoas ainda não entende o que está acontecendo. Elas só descobrem que queriam aquilo quando quebram. Então nosso propósito é prototipar o futuro e mostrar o que poderia ser. Quando você consegue compor um case inteligente mostrando que aquilo traz crescimento econômico para a corporação fica mais fácil. O segredo é saber como a tecnologia consegue gerar crescimento econômico”, diz.

Para ler o perfil completo e o case vencedor, acesse o site do IT Forum 365.

Tags
Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15