Home > Carreira

Executivos descobrem o poder dos blogs

Empresas e executivos de todo o mundo estão apostando em blogs corporativos para estreitar a comunicação com clientes e a interação entre departamentos

Marina Pita

09/04/2008 às 13h41

blogs_corporativos_int.jpg
Foto:

Ouvir – e entender – as necessidades dos usuários e envolvê-los na realização das iniciativas. Esses são alguns dos pontos mais importantes dos projetos de tecnologia. No entanto, sair do “quartinho escuro dos bits e bytes” e ser considerado como parte crítica do negócio ainda é um grande desafio para muitos CIOs.

Quanto uma comunicação melhor com a diretoria e demais departamentos da empresa facilitaria a vida dos gestores de TI? Muito. E empresas do mundo inteiro já estão vendo valor em utilizar ferramentas de comunicação e interação via internet, a chamada web 2.0, para aproximar funcionários e departamentos. De acordo com pesquisa da ChangeWave Research, 26% dos profissionais que pretendem usar a web 2.0 acreditam que os blogs serão muito benéficos ao negócio e 21% apostam primariamente nos benefícios das redes sociais.

Há certo tempo, alguns executivos em altos cargos passaram a utilizar blogs como ferramentas para fortalecer a comunicação com clientes e funcionários, entender as necessidades dos departamentos e receber colaboração de todos os níveis hierárquicos das empresas. Emilson Alonso, presidente e CEO do HSBC Brasil, é um dos líderes corporativos que estão usando a ferramenta como forma de desmistificar sua imagem, aproximar-se dos colaboradores, obter melhoria dos processos e disseminar conhecimento.

É indiscutível que os objetivos de Alonso ao iniciar seu blog têm extrema importância para a comunicação interna nas empresas. E a ferramenta não deve ficar restrita ao presidente. Na opinião de Ian Black - um dos primeiros blogueiros brasileiros e criador de um dos modelos comerciais pioneiros no País para portal de blogs, o Interney Blogs –, “as qualidades e benefícios dos blogs para o negócio podem ser transpostos para qualquer situação, porque ele é a base dos relacionamentos saudáveis”.

Fábio Cipriani, autor do livro Blogs Corporativos e de um blog de mesmo nome, vê muito benefícios nessa ferramenta e considera negativa a escassez de blogs de outros executivos do C-level além do presidente. “Acredito que a maior parte das grandes empresas possui um corpo de CXOs que desconhece blogs corporativos e seus benefícios, e que muitos dos presidentes criam seus blogs por “pressão” do mercado ou do departamento de marketing”, avalia Cipriani.

O HSBC está começando a caminhar nesse sentido. Após a maturação do “Blog do CEO”, muitos diretores e gerentes de outras áreas começaram a utilizá-lo. “Como é uma via de mão dupla, muitos gerentes de projetos estão usando o Blog do CEO”, afirma Inara Pilatti, responsável pelo endomarketing e relacionamento com as áreas internas do banco.

Como exemplo, ela cita o caso da área de operações que estava fazendo um trabalho de mapeamento de processos e recebeu colaborações por meio do blog. “O head da área de operações [homem abaixo do CIO] levantou a questão no blog e recebeu muitas reclamações a respeito da quantidade de papéis que precisavam ser assinados e que depois iam para o lixo, algo que poderia ser modificado”, conta Inara.

Para a responsável pela comunicação interna da instituição financeira, os resultados positivos para o crescimento da empresa foram muitos, entre os quais ela destaca a desmistificação da figura do CEO. “Como a empresa está espalhada por grande parte do território nacional, é importante que os funcionários tenham uma forma de comunicação com aquele que, de algum forma, personifica o HSBC no Brasil,” detalha ela.

Além disso, o blog aproximou as diferentes regiões, níveis hierárquicos e áreas, inclusive os profissionais dos departamentos de operações, sistemas e tecnologia. “Citaria também a colaboração de todos para a transformação da empresa, melhoria dos processos. Deixamos de perder as melhores práticas por falta de comunicação. Por último, reduzimos a rádio-corredor,” conclui ela.

Através do blog é possível expor opiniões pessoais, fugindo assim da impessoalidade comuns aos sites institucionais. “Ele possui uma comunicação dinâmica e aberta a respostas em formas de comentários ou trackback (uma forma de link, no qual o autor é avisado que seu artigo foi referenciado num outro blog). Dessa maneira, opiniões das mais diversas expõem as necessidades de todos, permitindo que elas sejam supridas com rapidez e eficiência”, opina Ian Black.

Cipriani incentiva, inclusive, a publicação de informações pessoais nesse tipo de blog executivo. “Se feito na medida certa e com bom senso, cria mais valor, transparência e principalmente credibilidade ao blog”, avalia. Black resume: “Com o blog, o consumidor ou funcionário sabe que ele está falando com uma outra pessoa, um ser humano que pensa e sente, e representa uma empresa.” E você, já pensou em experimentar?

Alguns blogs que valem a visita:

1.Jonathan Schwartz (President & CEO, Sun Microsystems)
2. Craig Newmark (CEO, Craig’s List)
3. Mark Cuban (proprietário, Dallas Mavericks)
4. Ross Mayfield (CEO, Socialtext)
5. Matt Blumberg (CEO, Return Path)
6. Alan Meckler (CEO, Jupiter Media)
7. Kevin Lynch (Chief Software Architect, Adobe)
8. Robin Hopper (CEO, Founder - iUpload)
9. Jason Calacanis (CEO, Weblogs) -
10. John Dragoon (CMO, Novell) -

Fonte: Marketing Nirvana

A

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail