Home > Tendências

CEOs e CIOs subestimam o potencial disruptivo do 5G, alerta a Accenture

A realidade é que a 5G trará uma grande onda de conectividade que abre novas dimensões para inovação e desenvolvimento comercial e econômico

Da Redação

26/02/2019 às 12h34

Foto: Shutterstock

Pesquisa recente da Accenture com mais de 1,8 mil executivos de médias e grandes empresas de todos os setores em 10 países descobriu que a maioria deles (53%) acredita que há "muito poucos" itens que o 5G lhes permitirá fazer que já não podem fazer com redes 4G. Menos de dois em cinco executivos (37%) esperam que o 5G traga uma mudança “revolucionária” na velocidade e capacidade.

Ao mesmo tempo, os executivos reconhecem que a tecnologia tem importantes implicações competitivas. Sessenta por cento dos executivos acreditam que o 5G cobrirá quase toda a população até o ano 2022, e 70% acreditam que os aplicativos 5G lhes darão uma vantagem competitiva com os clientes. Mais de dois em cada cinco executivos também esperam que o 5G tenha um impacto “significativo” na velocidade (46%) e capacidade (42%) das conexões.

"A realidade é que a 5G trará uma grande onda de conectividade que abre novas dimensões para inovação e desenvolvimento comercial e econômico", disse George Nazi, líder global da prática de rede da Accenture. “Avanços em vídeo tridimensional, televisão imersiva, carros autônomos e infraestrutura de cidade inteligente vão desencadear oportunidades que são difíceis de imaginar hoje, mas em breve serão transformadoras. As empresas de telecomunicações desempenharão um papel fundamental ao trazer essas perspectivas à luz. ”

Quase três quartos (72%) dos executivos ouvidos pela Accenture disseram que precisam de ajuda para imaginar as possibilidades futuras e casos de uso de 5G, e as empresas de telecomunicações são um dos principais provedores de serviços com os quais planejam parcerias em suas viagens de 5G, citados por 40% dos respondentes. No entanto, 60% dos executivos disseram que há falta de conhecimento entre os provedores de serviços de comunicações sobre os desafios em seus setores, como a diversidade de indústrias que podem aplicar a tecnologia 5G para inovar.

Os executivos também citaram uma série de barreiras percebidas para a adoção do 5G, incluindo o investimento inicial (citado por 36% dos entrevistados), a segurança (32%) e a adesão dos funcionários (29%). Enquanto 78% dos executivos acreditam que usar o 5G no local de trabalho tornará seu negócio mais seguro, um terço (32%) tem preocupações com a segurança do 5G.

"Apesar da lacuna de conhecimento, há um entusiasmo entre os líderes empresariais sobre o valor que o 5G pode trazer para as empresas. Este valor está atualmente preso dentro dos riscos percebidos e incerteza em torno de 5G, que podem ser desbloqueados por organizações que entendem as necessidades do cliente, e são capazes de impulsionar a colaboração entre os provedores de serviços", comenta Anders Lindblad, líder da indústria de Comunicações e Mídia da Accenture na Europa.

Entre as outras descobertas do estudo estão que:

- As percepções do 5G variam entre os setores, com mais da metade (53%) dos executivos do setor de energia acreditando que o 5G terá um impacto revolucionário com sua capacidade de alcançar novos lugares - como áreas remotas e inóspitas - em comparação com apenas 41% todos os executivos pesquisados.

- O setor público tem o menor nível de conhecimento sobre 5G, com 59% acreditando que será 10 vezes mais rápido que o 4G, em comparação com 67% de todos os entrevistados.

Metodologia 
A pesquisa foi realizada pela Loudhouse Research em nome da Accenture e ouviu 915 tomadores de decisão de TI e 913 tomadores de decisões das áreas de negócio em 12 setores econômicos nos Estados Unidos, Reino Unido, Espanha, Alemanha, França, Itália, Japão, Cingapura, Emirados Árabes Unidos e Austrália, entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail