Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
JavaScript é a linguagem mais popular da atualidade e domina aplicativos web e na nuvem
Home > Carreira

JavaScript é a linguagem mais popular da atualidade e domina aplicativos web e na nuvem

Linguagem Python, segunda colocada em popularidade, rege a ciência de dados, segundo estudo do SlashData

Da Redação

26/10/2020 às 15h02

Foto: Adobe Stock

O JavaScript continua sendo a linguagem de programação mais popular do mundo, com 12,4 milhões de usuários ativos em todo o mundo, de acordo com pesquisa do SlashData. Segundo o relatório, quase cinco milhões de desenvolvedores se juntaram à comunidade JavaScript desde 2017, com a linguagem de programação dominando em aplicativos da web e em nuvem.

Segundo o relatório, mesmo em aplicativos onde o JavaScript era menos popular, ele ainda era usado por mais de um quinto dos desenvolvedores nessas áreas. A linguagem, no entanto, tem menor popularidade para uso de aplicativos de Realidade Virtual e Aumentada e na ciência de dados.

O relatório State of the Developer Nation Q3 2020 do SlashData aponta a Python como a segunda linguagem mais popular em termos de número de desenvolvedores de software ativos, com 9 milhões de usuários. De acordo com SlashData, Python adicionou 2,2 milhões de desenvolvedores somente em 2019, impulsionado pelo surgimento da ciência de dados e da tecnologia de machine learning.

O estudo, feito com base na estimativa do SlashData e dos 21,3 milhões de desenvolvedores de software ativos em todo o mundo, mostra ainda que 77% dos desenvolvedores de machine learning e cientistas de dados usam Python, em comparação com 22% que usam R, outra linguagem frequentemente associada à ciência de dados.

CIO2503

E-book por:

A popularidade do Python cresceu muito rápido e, segundo o relatório, chegou a ultrapassar o Java no início deste ano. Apesar disso, a popularidade contínua do Java para o desenvolvimento de aplicativos móveis e em nuvem significou que ele adicionou 1,7 milhão de usuários nos últimos três anos, com a linguagem de programação agora ostentando 8 milhões de usuários ativos em todo o mundo.

C/C++, PHP e C# seguiram em sucessão próxima, com C/C++ em 6,3 milhões, PHP em 6,1 milhões e C# em 6,0 milhões. A linguagem C# foi a que mais perdeu terreno desde 2017, depois de cair para o quarto lugar. Segundo o relatório, essa queda pode ser explicada, principalmente, por seu crescimento mais lento em comparação com C/C++ e PHP.

"C# pode estar sustentando seu domínio nos ecossistemas de desenvolvedores de jogos e AR/VR, mas parece estar perdendo sua vantagem no desenvolvimento de desktop - possivelmente devido ao surgimento de ferramentas de plataforma cruzada baseadas em tecnologias da web", diz o estudo.

Na sequência, aparece a Swift, linguagem de programação da Apple, com 2,4 milhões de usuários, e o Kotlin do Android, com 2,3 milhões. O Swift ultrapassou Kotlin no primeiro semestre de 2020, de acordo com o SlashData.

As linguagens de maior nicho - Go, Ruby, Rust e Lua - são ainda muito menores, com até 1,5 milhão de desenvolvedores de software ativos cada.

Os bastidores da popularidade

O relatório também avaliou as razões dos desenvolvedores para adotar ou rejeitar tecnologias de nuvem. Os pesquisadores descobriram que 60% dos desenvolvedores de back-end usavam contêineres, tornando-a a tecnologia de nuvem mais popular, em comparação com 45% usando banco de dados como serviço (DBaaS) e 32% usando plataforma como serviço em nuvem (PaaS).

Preço e suporte são os fatores que mais influenciam a escolha dos desenvolvedores. Cerca de três em cada dez desses desenvolvedores selecionaram facilidade e velocidade de desenvolvimento (32%), integração com outros sistemas (31%), comunidade (30%) e preço (29%) como motivos para adoção.

Ao observar o envolvimento dos desenvolvedores com DevOps, apenas 65% relataram estar envolvidos no campo. “Isso sinaliza que há uma grande parte da população de desenvolvedores que já adotou as práticas de DevOps, mas não necessariamente se autoidentifica com o termo”, concluiu SlashData.

Quanto ao uso de código aberto, quase metade (48%) dos desenvolvedores disseram gostar de colaborar e interagir com a comunidade de código aberto, enquanto 44% citaram o suporte contínuo que o software de código aberto recebeu, mesmo quando uma tecnologia foi abandonada pelo originador.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15