Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Com projeto de TI, Grupo CCR avança mudança cultural corporativa
Home > Carreira

Com projeto de TI, Grupo CCR avança mudança cultural corporativa

Para Jean Prisco, diretor de TI da EngelogTec, quebra de paradigmas exige capacitação de uma equipe multidisciplinar

Karina Pizzini, especial para IT Forum

16/07/2021 às 15h18

Foto: Divulgação

Filho de um professor com experiência em mercado da área de economia e finanças, e de uma psicóloga corporativa com experiência em gestão de pessoas, Jean Prisco teve uma educação muito voltada aos estudos. A soma de sua educação formal e informal, com a experiência adquirida em diferentes cadeiras do Grupo CCR, companhia de infraestrutura com foco em mobilidade, o levou a traçar uma carreira focada no conhecimento. Hoje, o analista de sistemas é Diretor de Tecnologia da EngelogTec, diretoria de Tecnologia da CCR, onde desenvolveu um centro de competência Lean Agile.

Prisco conta que sua trajetória foi de crescimento junto com a empresa, que entrou através do programa de trainee. De lá para cá, teve a oportunidade de expandir seu networking interno e sua atuação no Grupo, passando por diversas cadeiras de liderança dentro da CCR, até ser convidado para assumir um cargo de gestão na EngelogTec.

Então, em meados de 2020, a empresa passava por mudanças que o levam a assumir uma cadeira à frente da gestão dos sistemas e soluções de receitas, enquanto a empresa estava dando início a uma iniciativa de atuação de forma mais estruturada com times ágeis. Foi então que nasceu a ideia do Projeto Lean Agile School CCR – Disseminação de Conhecimento e Mindset Lean e Ágil, que deu a Prisco o prêmio Executivo de TI do Ano, na categoria Talentos. A premiação é promovida pela IT Mídia. Relembre todos os vencedores aqui.

“Na medida que começamos a trazer o conceito agile para dentro, as unidades de negócio começaram a gostar da ideia, porque uma vez que você propõe a implantação de um projeto que não acontece mais no modelo cascata, com uma grande equipe alocada, você consegue dar mais agilidade, trabalhar com entregas parciais e reduzir o time to market das entregas”, diz Prisco.

CIO2503

E-book por:

No entanto, essa quebra de paradigmas exige capacitação de uma equipe multidisciplinar, para disseminar a mentalidade e os conceitos para todo o Grupo, inclusive promovendo uma mudança cultural na corporação. Além disso, Prisco conta que a empresa enfrentava a pandemia e altas taxas de turnover, precisando, urgentemente, reter conhecimento e talentos, assim como atrair profissionais do mercado com o perfil das equipes ágeis.

Leia o perfil completo no IT Forum.

Tags
Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15