Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
7 habilidades de negócios que todo líder de TI precisa para ter sucesso
Home > Carreira

7 habilidades de negócios que todo líder de TI precisa para ter sucesso

O CIO de hoje precisa de mais do que domínio de tecnologia. Sucesso a longo prazo exige compromisso com habilidades empresariais essenciais

John Edwards, CIO (EUA)

14/04/2021 às 9h56

Foto: Adobe Stock

Os dias em que os CIOs podiam deslizar para uma carreira de longo prazo com base apenas em suas habilidades técnicas estão desaparecendo rapidamente.

“Não é mais suficiente para os líderes de TI serem especialistas em tecnologia”, avisa Bob Hersch, Diretor da Deloitte Consulting. Os melhores CIOs de hoje também são experientes em negócios, usando seu conhecimento para incorporar a TI como uma capacidade de serviço.

“Essa abordagem centrada nos negócios integra a TI a uma estratégia geral de negócios”, acrescenta.

A melhor maneira que qualquer líder de TI pode aumentar seu conhecimento técnico atual - e fortalecer suas perspectivas de carreira de longo prazo - é se comprometendo a adquirir as sete habilidades de negócios essenciais a seguir.

Uma mentalidade empreendedora

Os CIOs, independentemente do tamanho da organização, devem agir como empreendedores, operando com velocidade, agilidade e níveis cada vez mais altos de paixão, empatia e criatividade, aconselha Ram Nagappan, CIO da empresa de investimento global BNY Mellon Pershing.

CIO2503

E-book por:

A interrupção é a nova constante. “A concorrência vem de todos os cantos do mercado, com fintechs e startups movendo-se na velocidade da luz”, diz Nagappan. Para enfrentar a concorrência de frente, os CIOs devem pensar como empreendedores e agir como agentes de mudança. “Eles precisam pensar constantemente sobre como seus negócios podem ser interrompidos a qualquer momento e como podem implantar a tecnologia de forma criativa para se antecipar a potenciais interruptores e tornar os negócios preparados para o futuro”, ele sugere.

Fortes habilidades de liderança

Liderança é uma competência essencial que abre caminho para uma transformação tecnológica bem-sucedida. “Para liderar verdadeiramente, você deve ter visão de negócios, além de conhecimento técnico”, explica Richard Cox, CIO do conglomerado de mídia Cox Enterprises. “Nosso trabalho é realmente alavancar a tecnologia para liberar o potencial do negócio, e você simplesmente precisa ter uma compreensão do cenário de negócios para explorar essas oportunidades”.

A liderança é uma combinação de engajamento interno e externo. Os problemas que os CIOs enfrentam hoje estão se tornando cada vez mais complexos. O futuro é ambíguo e as respostas muitas vezes não são claras ou simples. “A única maneira de navegar nessas águas desconhecidas é construir um ambiente que permita às pessoas trazer ideias, perspectivas e contribuições para resolver problemas”, diz Cox. “Construir equipes que criam capacitação alinhada é mais importante hoje do que nunca”.

Os líderes de TI fracos muitas vezes cometem o erro de definir planos de projeto, revisões de portão e datas de entrega sem educar a equipe de TI sobre quem, o quê, quando e por que o esforço ajudará a empresa, diz Harley Bledsoe, CIO da BBB National Programs, organização sem fins lucrativos que supervisiona mais de uma dúzia de programas de autorregulação do setor que define padrões para publicidade comercial e práticas de privacidade.

“Trazer a equipe ao longo da jornada à medida que executam seus produtos é fundamental para o desenvolvimento de uma solução eficaz”, explica ele.

Um foco voltado para o consumidor

A tecnologia nunca foi tão poderosa e acessível. A maioria dos funcionários - técnicos e não técnicos - agora tem acesso fácil a uma variedade de dispositivos sofisticados, software e ferramentas de rede. Os CIOs precisam garantir que as tecnologias do local de trabalho e do trabalho em casa acompanhem, pelo menos, o ritmo dos produtos e serviços de consumo. Os funcionários ficarão frustrados rapidamente se a tecnologia e os serviços corporativos forem mais difíceis de usar do que seus equivalentes domésticos, alerta Hersch. “Quando a TI é percebida como um obstáculo, todo o departamento está em risco”, diz ele.

A Shadow IT normalmente surge quando os funcionários da empresa ficam insatisfeitos com as ferramentas fornecidas pela TI. “Esses recursos alternativos de TI diminuem o papel do CIO e da TI”, explica Hersch. “Com o tempo, isso pode criar a percepção de que o departamento de TI central é uma infraestrutura cara e dispensável que não permite o crescimento da organização”.

Acuidade financeira

Uma vez que um CIO reconhece e entende os vários fatores que influenciam as finanças de sua empresa, ele pode identificar com mais precisão os investimentos em tecnologia que prometem causar o maior impacto.

“É extremamente provável que a tecnologia possa ajudar a resolver quaisquer problemas importantes ou expandir para novas oportunidades”, disse Martin Christopher, CIO do provedor de seguros CUNA Mutual Group. “Pode ser acessando dados para analytics, acelerando produtos para o mercado, aumentando ou otimizando canais, ou [fornecendo] automação e IA para melhores experiências do cliente, mas inevitavelmente existem maneiras tangíveis de que a tecnologia pode ajudar”.

Christopher recomenda passar um tempo trabalhando com a equipe de planejamento e análise de finanças corporativas (FP&A). “Muitas vezes, os CIOs limitam seu foco a seus próprios orçamentos e podem ter apenas uma noção geral do que está causando mudanças no desempenho trimestral da empresa”, diz ele. “Suas equipes de FP&A muitas vezes terão a melhor noção do que está acontecendo ‘abaixo da linha de corte’, o que pode levar a um impacto maior no desempenho da empresa, positivo ou negativo”.

Christopher acrescenta que os líderes das unidades de negócios geralmente ficarão gratos ao ver o interesse do CIO no que faz seus negócios funcionarem e como a tecnologia pode ajudar a acelerar a entrega de seus objetivos.

Para CIOs que trabalham para uma empresa do setor regulamentada, como seguros ou serviços financeiros, Christopher sugere passar algum tempo com a equipe de governança, risco e garantia (GRA) da organização.

“Os CIOs que entendem mal a estrutura dos requisitos externos dentro dos quais sua empresa opera, terão dificuldade em honrar os compromissos com seus parceiros de negócios”, diz ele. Os CIOs que não estão totalmente informados sobre as questões regulatórias também podem inadvertidamente desencorajar o pensamento criativo, temendo inconscientemente que a inovação possa, de alguma forma, violar um mandato regulatório.

Bill VanCuren, Vice-Presidente Sênior e CIO da NCR, acredita que os líderes de TI devem possuir pelo menos alguma educação formal em contabilidade e finanças. Ainda mais importante, ele acrescenta, é manter uma estreita colaboração de trabalho com a equipe do CFO para revisar custos e outras questões financeiras importantes.

“Você também deve facilitar o benchmarking formal de seus custos de TI e rastreamento de benefícios para comparação com as melhores práticas dentro do seu setor e de forma mais ampla”, recomenda ele. “Eu participo pessoalmente de análises de casos de negócios para me manter atualizado sobre onde os investimentos em TI estão sendo posicionados em toda a empresa”.

Pensamento estratégico

Os líderes de TI nunca devem parar de refinar suas habilidades de raciocínio estratégico. “Os CIOs precisam prever o estado futuro de seus negócios, estratégias de ponta que criam novos produtos e modelos de negócios e influenciam a mudança”, diz Thomas Phelps, CIO da Laserfiche, provedora de tecnologia de gerenciamento de conteúdo empresarial, e Professor Adjunto da Universidade de Escola de Negócios Marshall, do Sul da Califórnia. “Para fazer isso, você precisa de um conhecimento profundo do seu negócio, do seu setor e estar disposto a experimentar novas ideias ousadas”.

Cada vez mais, espera-se que os CIOs fiquem à frente das tecnologias existentes e emergentes e as avaliem dentro do contexto das metas de negócios. “Eles precisam trabalhar mais próximos do que nunca com o CEO e com todas as linhas de negócios da empresa”, afirma Nagappan, da BNY Mellon Pershing. “Eles devem trazer para a mesa seu conhecimento de negócios, bem como a criatividade necessária para implantar a tecnologia para avançar as metas de negócios e fornecer uma experiência de cliente superior e contínua e maior eficiência”.

A mentalidade de um tecnólogo

Um técnico possui um conhecimento básico dos princípios e aplicações gerais da tecnologia. Um tecnólogo, por outro lado, é alguém que está totalmente ciente das tecnologias atuais e emergentes e de seu impacto nas operações e serviços de negócios.

“É mais do que entender a tecnologia - também é realmente entender os negócios”, diz Alicia Johnson, Diretora de Consultoria de Transformação de Tecnologia na empresa de serviços profissionais Ernst & Young.

Um CIO de sucesso deve ser capaz de definir a direção de TI de uma empresa enquanto planeja uma expansão futura. “Para fazer isso, eles precisam ser transparentes, exibir fortes habilidades de comunicação, fazer parceria com outras unidades de negócios, desenvolver uma equipe confiável e demonstrar uma visão para o negócio”, explica Johnson.

Um grande desafio para os CIOs é saber fazer mais com menos, principalmente ao planejar orçamentos. “Se um CIO puder pensar logicamente sobre a direção e os planos de crescimento de uma empresa, ele será capaz de entender os orçamentos disponíveis e quais investimentos são mais importantes para atingir as metas gerais de negócios”, diz Johnson. “Essa habilidade é essencial, porque ajudará os CIOs a ter sucesso quando se trata de investimentos de negócios, parceria com a empresa, comunicação, definição de expectativas para as partes interessadas e desenvolvimento da equipe”.

Ser capaz de articular uma visão de futuro claramente definida também ajudará a construir confiança dentro da equipe de TI, bem como com os colegas da empresa.

Um forte comunicador de negócios

Um líder de TI deve expressar ideias e conceitos de uma maneira que os colegas de negócios possam entender facilmente. “Perca o discurso técnico”, aconselha Seth Harris, Sócio da empresa de busca de executivos ON Partners.

Os CIOs devem falar em termos que um especialista não tecnológico possa entender e, sempre que possível, usar métricas que signifiquem algo para o negócio. “Por exemplo, não fale sobre o upgrade de uma plataforma da web, fale sobre como gerar receita por meio do comércio eletrônico e os componentes essenciais necessários para que isso aconteça”, sugere Harris.

Ser um ouvinte ativo anda de mãos dadas com fortes habilidades de comunicação. “Para atender e superar as expectativas do cliente, o entendimento mútuo é fundamental, o que só pode ser alcançado por meio de um forte relacionamento construído por meio de uma comunicação aberta e ativa”, diz Bledsoe, dos Programas Nacionais da BBB.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15