Home > Notícias

Blockchain agora identifica produtos com glúten para ajudar pessoas celíacas

BlockBear começou a utilizar tecnologia para identificar produtos com glúten, rastreando toda a cadeia de suprimentos

carla

29/11/2019 às 14h40

Foto:

Em colaboração com a Associação Celíaca do Uruguai, a BlockBear, empresa especializada em blockchain e IoT na nuvem, utilizou a IBM Food Trust para rastrear produtos sem glúten. Segundo a IBM, o objetivo da iniciativa é auxiliar pessoas com doença celíaca, condição do sistema imunológico que faz com que o consumo de glúten danifique o intestino delgado.

Com a IBM Food Trust, a BlockBear poderá compartilhar informações sobre os componentes e a origem dos alimentos, permitindo que as pessoas com doença celíaca saibam quais produtos podem ser consumidos.

“A solução baseada na IBM Food Trust não apenas agrega valor aos próprios consumidores, mas também é um diferencial para as empresas produtoras e exportadoras, pois certifica o processo de ponta a ponta, desde matéria-prima, produção, distribuição até o ponto de venda, no Uruguai ou no exterior”, explica Luis Eirea, gerente de desenvolvimento de negócios da BlockBear.

Segundo a companhia, a solução conecta os dados de toda a cadeia de suprimentos de forma segura e transparente. Dessa forma, o consumidor tem acesso às informações e os produtores reduzem desperdícios e minimizam fraudes.

"Além disso, gera valor aos pontos de venda que têm especial foco no comércio de produtos de qualidade, autênticos, em boas condições e que desejam gerar uma experiência superior para o consumidor final", acrescenta Eirea.

Martin Hagelstrom, Líder da Blockchain para a IBM América Latina, afirma que o projeto fornecerá mais segurança em todas as transações, garantindo a rastreabilidade dos produtos ao longo de toda a cadeia.

“Isso é essencial para produtos que podem ser consumidos por pessoas com doença celíaca, porque rastreia a origem e as etapas que o produto percorreu ao longo da cadeia alimentar, assegurando que sejam alimentos realmente sem glúten sem afetar a saúde das pessoas."

A operação terá início no Uruguai, mas a BlockBear pretende expandir o sistema para outros países da América Latina. A solução também deve abranger outros públicos, incluindo diabéticos e veganos.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail