Home > Tendências

Autenticação biométrica móvel será destaque nos próximos anos, diz Gartner

Segundo consultoria, 70% das empresas que usam biometria deverão implementar recursos de controle em smartphones em 2022

Da Redação

11/07/2019 às 17h26

Foto: Shutterstock

Cerca de 70% das empresas que utilizam autenticação biométrica em suas operações deverão implementar recursos de controle por meio de aplicativos para smartphones em 2022, de acordo com informações do Gartner - em 2018, a previsão era de menos de 5%.

Segundo aponta a consultoria, os principais motivos da crescente intenção de aplicação da tecnologia são a redução de custos e a melhor experiência de clientes (CX) e de usuários (UX).

“Os líderes de gerenciamento de segurança e risco responsáveis pelo controle de identidades e acessos (IAM - de Identity Access Management, em inglês) e pela prevenção de fraudes continuam buscando abordagens que equilibrem confiabilidade, conformidade, custo total de propriedade e as questões de experiência aos usuários”, explica Ant Allan, Vice-Presidente de Pesquisa do Gartner.

Allan diz ainda que a autenticação biométrica oferece mais segurança do outros métodos, já que utiliza características biológicas ou comportamentais exclusivas de cada pessoa. "Implementar isso por meio de aplicativos para smartphone fornece mais consistência para as demandas de UX e CX, e é tecnicamente mais simples usar esses aparelhos móveis do que suportá-los diretamente em diferentes dispositivos específicos para esse tipo de serviço.”

Apesar das vantagens da tecnologia, empresas de médio e grande porte que pretendem utilizar a autenticação biométrica por aplicativos de smartphones devem se manter atentas de que as abordagens disponíveis apresentam vulnerabilidades para ataques e fraudes. Dessa forma, o investimento na detecção de falhas de segurança não deve ser ignorado.

Em geral, as soluções de controle de identidade e acesso com SaaS, software como serviço, são incorporadas para aperfeiçoar a base de programas de gerenciamento de acesso. Para as organizações que não consideram o gerenciamento operacional essencial, as ofertas em formato de SaaS se mostram como alternativa para as companhias, principalmente por conta da facilidade de implementação.

“Com base nas interações com nossos clientes, a maioria das compras de sistemas de controle de identidade e acesso no modelo de software como serviço é para gerenciamento de acesso e funcionalidade de administração de identidade simples, como o de registro único. Essas ofertas oferecem excelente conectividade e incluem recursos sólidos de gerenciamento de acesso e de senhas. Os segmentos de B2B e B2C são os casos de uso mais estabelecidos com capacidades de gerenciamento de acesso amadurecido”, defende Abhyuday Data, Analista Principal de Pesquisa do Gartner.

Nesse sentido, o analista afirma que as empresas que desejam utilizar as soluções devem antes estabelecer estruturas de software de controle e identificação de acesso tradicionais. Essas companhias precisam considerar as ferramentas de controle de acesso e identidade entregues como SaaS quando as necessidades funcionais foram atendidas e os benefícios organizacionais foram alcançados”, completa.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail