Home > Carreira

A automação é a maior ameaça ao seu trabalho em 2019?

A automação está substituindo os empregos em um ritmo crescente. O que você deve saber a respeito e como se preparar

Larry Alton, CIO/EUA

17/01/2019 às 9h02

Foto: Shutterstock

Se você tem ouvido sobre os mais recentes desenvolvimentos em tecnologia, ou lido artigos com previsões alarmantes sobre o futuro próximo, você pode estar preocupado em perder o seu emprego em função da chegada da automação. Se for esse o caso, você não está sozinho: 65% das pessoas nos Estados Unidos acreditam que a automação irá provocar perdas significativas de empregos, talvez de forma definitiva. E outros países essa porcentagem é ainda maior.

É natural se preocupar em preservar seu sustento, mas a automação é realmente a maior ameaça ao seu trabalho de 2019 em diante?

Há pouca dúvida de que a automação poderia representar uma ameaça a quase qualquer trabalhador. Entre 2000 e 2010, estima-se que os Estados Unidos perdeu mais de 5,6 milhões de empregos industriais, e 85% dessas perdas foram provocadas por mudanças tecnológicas, incluindo o desenvolvimento da  automação, apenas na indústria. À medida que a tecnologia de automação avança, outras indústrias podem, hipoteticamente, experimentar perdas semelhantes.

Estudo recente estima que os Estados Unidos podem perder até 73 milhões de empregos devido à automação até 2030, com perdas ainda maiores e expressivas em todo o mundo. O estudo é baseado em uma análise de que cerca de metade dos empregos atuais têm pelo menos algum potencial para serem automatizados. Mas isso também proporciona uma saída: entre 16 milhões e 54 milhões de desempregados poderiam ser treinados para um trabalho diferente, até mesmo em um campo de atividade diferente do atual.

Para milhões de pessoas, a “perda de emprego devido à automação” não significa necessariamente que o demitido seguirá  incapaz de encontrar trabalho. Em vez disso, pode significar trabalhar em conjunto com uma máquina que automatiza algumas de suas responsabilidades, ou aprender algumas habilidades para desenvolver e refinar processos automatizados, ou obter uma promoção ou trabalhar em uma nova posição dentro da empresa. Existem dúzias, senão centenas de opções para os trabalhadores dispostos a aceitá-las, e como a transição para mais automação acontecerá gradualmente, você ainda tem tempo suficiente para trabalhar nelas.

Também precisamos considerar que essa é uma escala de tempo de mais de uma década, e essas perdas não ocorrerão de uma só vez. Mesmo se assumirmos o pior cenário - de 73 milhões de empregos perdidos e um padrão linear de crescimento - isso equivaleria a menos de 7 milhões de empregos perdidos em 2019. Com mais de 150 milhões de empregos atuais, estaríamos falhando a uma chance de 4,6% dos empregos atuais perdidos para a automação. Há outros fatores impulsionadores do desemprego com os quais se preocupar mais, no momento.

Outras ameaças econômicas
Em 2019, a automação pode representar uma ameaça ao seu trabalho, mas há outras ameaças econômicas a considerar. Em 2018, o mercado de ações dos Estados Unidos registrou oficialmente seu pior desempenho desde 2008 , e os especialistas estão divididos sobre se 2019 será um ano de crescimento lento, um ano de progresso ou um ano de recessão total. Além disso, uma iminente guerra comercial, o aumento das taxas de juros e outras condições adversas de negócios podem facilmente comprometer até mesmo as melhores empresas - especialmente em setores vulneráveis ​​como bancos e multinacionais muito dependentes das relações internacionais..

Em outros países, como o Brasil, o cenário macroeconômico não é muito diferente.

Provavelmente, ameaças político-econômico terão uma influência maior sobre o futuro próximo do seu trabalho do que os novos tipos de automação.

Considerações específicas do trabalho
Nem todos os trabalhos estão igualmente sob ameaça de automação. Múltiplas análises tentaram prever quais trabalhos seriam mais ou menos propensos a serem automatizados, com tarefas como entrada de dados e preparação de impostos com maior probabilidade e trabalhos como terapia recreativa e coreografia com menor probabilidade de automação.

Vários fatores podem diminuir a vulnerabilidade do seu trabalho à automação, incluindo:

1 - Pensamento crítico -Máquinas e algoritmos podem executar facilmente tarefas repetitivas, mas não são tão boas em estratégias ou pensamento crítico.

2 - Desenvolvimento tecnológico - Por enquanto, os algoritmos não podem criar ou gerenciar eles mesmos.

3 - Habilidades interpessoais - Trabalhos que exigem interação humana também não poderão ser substituídos por máquinas ou algoritmos - pelo menos não ainda.

Quão grande é a ameaça de automação em 2019?
Então, a automação é uma grande ameaça ao seu trabalho este ano? A resposta curta é "provavelmente não". Mesmo no pior dos casos, a automação só vai ameaçar uma fração de empregos a cada ano, e nem todas as ameaças resultarão na perda total do seu trabalho. Além disso, há ameaças econômicas maiores e mais prementes a serem consideradas, especialmente se seu trabalho tiver recursos que dificilmente serão automatizados. Isso não significa que você deva ignorar os avanços da automação em seu setor. Mas ajuda a ter um contexto melhor para visualizá-los.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail