Home > Tendências

6 tendências disruptivas que são oportunidades para CFOs

Mudanças disruptivas estão acontecendo a uma taxa sem precendentes, criando oportunidades para os melhores CFOs do mercado

Da Redação

27/11/2019 às 9h56

Foto: Shutterstock

Apesar das incertezas sobre a situação econômica das empresas, uma pesquisa realizada pelo Gartner afirma que o cenário é de grande oportunidade para os CFOs, que podem demonstrar destaque em relação aos seus pares.

De acordo com Jason Boldt, diretor de pesquisa na área financeira do Gartner, as mudanças disruptivas estão acontecendo a uma taxa sem precendentes, criando oportunidades para os melhores CFOs do mercado.

“O CFO precisa entender quais características seus pares de alto desempenho apresentam. A pesquisa do Gartner sugere que o foco no investimento em escala e na centralização no cliente são qualidades significativas de CFOs relacionados às organizações com melhor desempenho", explica.

Durante o estudo, os especialistas identificaram seis tendências disruptivas que os CFOs podem tratar como oportunidades para expandir os negócios:

Transformação de negócios

Nos últimos três anos, as empresas começaram a acelerar os esforços para alterar a forma como competem e criam valor. Nesse cenário, o número global de fusões e aquisições (M&A) atingiu o topo em 10 anos. Além disso, o número de vezes que as empresas da Fortune 500 mencionam termos relacionados à "transformação de negócios" em suas chamadas de ganhos vem aumentando significativamente.

“Os principais CFOs buscam deliberadamente transações com aditivos de escala. No entanto, os CFOs precisam ter cuidado ao seguir o rebanho e pagar a mais por aquisições que involuntariamente invadem posições competitivas”, afirma Boldt.

Concorrência de mercado

Hoje, as empresas enfrentam a concorrência tradicional, mas também startups bem financiadas.

"É fundamental que os CFOs tenham uma visão completa e objetiva da vantagem competitiva e uma avaliação honesta sobre os aspectos em que as suas empresas estão atrás", acrescenta o especialista.

Incerteza econômica

"Nunca nos últimos tempos os executivos enfrentaram esses níveis de política e incerteza econômica simultaneamente", observa Boldt.

A chave para lucrar com essa incerteza está em garantir que os custos sejam adequadamente otimizados para o ambiente operacional aumentar a liquidez para permitir um investimento rápido em oportunidades repentinamente atraentes." Poder dos funcionários no mercado de trabalho Com o desemprego em taxas mínimas e o desligamento de funcionários em níveis recordes, as organizações enfrentam tempos turbulentos sem ter a certeza de que as suas equipes permanecerão.

"No entanto, olhando para essa tendência com uma lente positiva, pode ser mais fácil do que nunca atrair os principais funcionários dos concorrentes", sugere o especialista. "É provável que os funcionários se beneficiem com salários mais altos, o que pressionará os CFOs a supervisionar investimentos que aumentam a produtividade pelo menos à taxa de crescimento dos custos de mão-de-obra". Ineficiência de capital "Estamos vendo que, no atual ambiente de baixa taxa de juros, as empresas têm muito dinheiro e poucas oportunidades para gastá-lo", declara Boldt.

Embora seja difícil identificar oportunidades de investimentos rentáveis, os CFOs que atuam em empresas de melhor desempenho tendem a concentrar os investimentos em um número limitado de grandes apostas de crescimento, bases de clientes e linhas de produtos e serviços coordenadas. Confiança executiva Os especialistas do Gartner afirmam que a confiança executiva merece atenção.

O índice de confiança dos CEOs atingiu o seu pico em 2018, apesar de ter diminuído em 2019. "Os principais CFOs verão isso como um aviso de que, dado o volume e o significado das mudanças atuais do mercado, os executivos podem estar subestimando enormemente os ventos contrários às empresas", diz Boldt. "Descobrimos que os principais CFOs estão construindo os seus próprios pontos de vista sobre o cliente, passando mais tempo junto aos principais clientes, com o objetivo de vincular essa teoria às considerações financeiras."

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail