Home > Gestão

6 etapas indispensáveis na criação de um aplicativo de sucesso

Por trás de todo app bem-sucedido, há - além de uma boa ideia - muito esforço, planejamento e ajustes ao longo do processo

Rodrigo Bizarro *

20/02/2019 às 17h18

Foto: Shutterstock

Muitas pessoas têm a impressão de que desenvolver um aplicativo é uma ideia fácil de implementar e que pode ser a chave para um futuro de grande sucesso. Mas por trás de todo app bem-sucedido, há - além de uma boa ideia - muito esforço, planejamento e ajustes ao longo do processo. A seguir, conheça alguns passos que devem ser seguidos para que o tão suado dinheiro não seja gasto em vão.

1 - Estude
O ponto zero é o momento ideal para estudar sobre Design Thinking e Business Model Generation (BMG), que serão essenciais para a criação do aplicativo. Trate seu app como se fosse uma empresa, uma vez que você terá fornecedores, parceiros estratégicos, custos, investimentos, mercado, público-alvo, atendimento, entre outros fatores.

2 - Debata e ideia
Coloque em um papel qual é a sua ideia, faça uma reflexão, não deixe somente na sua cabeça. Utilize softwares de mapas mentais. Existem muitos softwares gratuitos, uma pesquisa simples na internet sobre “software mapa mental” já resultará em muito material bom.

3 - Tenha clareza sobre o problema que o aplicativo deve resolver
Um aplicativo bem sucedido gera valor para seus usuários e, neste caso, não importa se apps similares já existam. O importante é saber qual é o real problema a ser tratado: facilidade de comunicação, diminuição de gastos, controle de agendamento, etc. Você deve saber exatamente o que quer, como quer e para quem quer.

4 - Teste o modelo
Depois de saber qual é o problema que o aplicativo está resolvendo e para quem está resolvendo, é necessário conversar com as pessoas que serão o seu público-alvo. O objetivo é ver a aderência do aplicativo e anotar as sugestões que eles darão. Nessa etapa, é interessante criar um modelo ou protótipo, que não necessariamente precisa ser digital - pode até ser em papel. A ideia é extrair do público-alvo se sua criação é realmente útil.

5 - Desenhe um MVP (Menor Produto Viável)
Agora, com um batalhão de informações em mãos, é preciso identificar quais são as funcionalidades que realmente impactam a vida dos usuários/clientes. Nessa hora, é fundamental ser bastante crítico, porque quanto mais funcionalidades, mais caro é para desenvolver um aplicativo. Uma estratégia muito comum é ter um aplicativo simples, barato, que possa ser lançado rápido e ter sua aderência testada em larga escala.

Talvez esse momento seja o mais delicado, pois até aqui praticamente gastou-se tempo e fosfato, mas agora será o momento de investir dinheiro no projeto.

Se você não tem o capital para isso, não desista. Existem várias formas de seguir em frente:

- Uma opção é desenhar um plano de negócios baseado nos dados e submeter para algum modelo de financiamento do governo como o FINEP, Fapesp;

- Também é possível fazer uma apresentação a investidores. Existem vários eventos de inovação e empreendedorismo, onde se pode apresentar projetos. Se investidores entenderem a mensagem passada por você e gostarem da ideia, podem investir nela. Uma dica: cuidado para não supervalorizar a ideia, o que pode afugentar algumas oportunidades.

Mas se o seu caso não é esse e você tem dinheiro para um MVP inicial, procure empresas especializadas em desenvolvimento de sistemas e que tenham processos bem estruturados e casos de sucessos de implementação de aplicativos. Peça conselhos as eles, faça todas as perguntas necessárias para ficar confortável com a estratégia adotada. Tenha em mente que os custos de desenvolvimento podem aumentar conforme a especificação que escolher. Se for fazer em tecnologia híbrida (iOS e Android) é um custo, para IOS nativo é outro custo, se for para Android nativo é um custo ainda diferente e se for para os dois nativos é mais alto ainda. Por isso, é muito importante conhecer seus usuários, pois pode ser que 90% do seu público-alvo utilize Android, enquanto você está investindo no desenvolvimento em iOS. Ninguém quer que o dinheiro acabe no meio do desenvolvimento do aplicativo!

6 - Divulgação, divulgação, divulgação
Todo o esforço feito até agora não vale nada se as pessoas não conhecerem o aplicativo, portanto uma boa estratégia de divulgação é fundamental para o sucesso dele. Existem vários cursos na internet que ensinam como realizar essa divulgação e também empresas especializadas nisso. Ao divulgar o trabalho, muitas pessoas podem amar e outras, nem tanto. O importante é ouvir e ficar antenado nas notas que o aplicativo recebe para entender com cada um onde é preciso melhorar. Veja o app como um ser vivo: ele nunca para de evoluir. Se você para de inovar, ele será abandonado vertiginosamente.

 

(*) Rodrigo Bizarro é diretor de tecnologia da Art IT

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail