Home > Tendências

5G desbloqueará oportunidades no mercado de serviços de telecom

Segundo IDC, segmento de serviços de telecomunicações e serviços de TV paga deve movimentar globalmente US$ 1,7 bilhão em 2023

Redação

17/05/2019 às 19h52

Foto: Shutterstock

Os gastos globais com serviços de telecomunicações e serviços de TV paga atingiram US$ 1,6 bilhão em 2018,  aumento de 0,8% no comparativo anual, segundo o estudo Serviços Mundiais de Telecomunicações da IDC. A empresa de pesquisa projeta que os investimentos mundiais no setor devem movimentar US$ 1,7 bilhão em 2023.

No entanto, a IDC antecipa que essa estabilidade do mercado de serviços de telecomunicações será chacoalhada com o advento do 5G, que deve atrair o foco das grandes empresas de mídia, uma vez que propicia novas arquiteturas, velocidades e serviços que revolucionarão o serviço mobile.

"O 5G desbloqueará oportunidades novas e existentes para a maioria das operadoras, pois casos de uso antecipado, como banda larga móvel aprimorada e acesso sem fio fixo, ganharão força rapidamente na maioria das regiões, enquanto comunicações massivas do tipo machine-to-machine e comunicações ultraconfiáveis de baixa latência serão lançadas nos países mais desenvolvidos", analisa Kresimir Alic, diretor responsável pelo estudo.

A transição mundial para banda larga all-IP e o acesso a redes da nova geração (NGA) ajudarão a compensar o declínio dos serviços de voz fixa e móvel. “Estamos testemunhando uma revolução global de transformação digital e os provedores de serviços desempenharão um papel crucial inovando, educando e apoiando a implantação massiva de software e serviços”.

Recorte por serviço

De acordo com a pesquisa, os serviços móveis continuam liderando os gastos no setor, com os dados móveis ainda em expansão, impulsionados pelos crescentes mercados de smartphones. Já o crescimento da voz móvel está declinando lentamente devido à maturidade do mercado.

O segmento móvel totalizou 53,1% do mercado total em 2018 e deve apresentar uma taxa de crescimento anual de 1,4% sobre o período de 2019 a 2023, impulsionada pelo crescimento do uso de dados móveis e da Internet das Coisas (IoT), que estão compensando as quedas nos gastos com serviços de voz e mensagens no mobile.

Já os dados fixos, especialmente o acesso à internet de banda larga, ainda estão se expandindo na maioria das regiões, apoiados pela crescente importância dos serviços de conteúdo para consumidores e serviços baseados em IP para empresas. Os investimentos em serviços de dados fixos responderam por 20,5% do mercado total em 2018. Até 2023, é esperado um aumento de 2,6%, impulsionado pela necessidade de serviços com maior largura de banda.

Por outro lado, os gastos com serviços de voz fixa devem sofrer uma queda 5,3% na taxa de crescimento até 2023, quando representarão apenas 8,5% do mercado. Em declínio, as receitas de voz TDM não estão sendo compensadas pelo aumento da voz IP, observa a IDC.

No recorte por região, as Américas lideraram o mercado de serviços, com receitas de US$ 616 bilhões em 2018, impulsionadas pelo mercado norte-americano. Ásia-Pacífico foi a segunda maior região, seguida pela Europa, Oriente Médio e África (EMEA). O mercado com maior crescimento anual em 2018 foi EMEA (principalmente nos mercados emergentes), seguida pela Ásia-Pacífico.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail