Home > Tendências

3 principais tendências de TI no Brasil em 2019

Investimentos em tecnologias e a necessidade de ganhar eficiência, velocidade e obter menos custos continuarão a orientar as empresas no próximo ano

Jorge Ribkin *

18/12/2018 às 7h36

Foto: Shutterstock

O ano de 2018 tem sido marcado por mais evoluções acontecendo nos departamentos de TI e impactando negócios de todos os setores. Investimentos em tecnologias e a necessidade de ganhar eficiência, velocidade e obter menos custos continuarão a orientar as empresas no próximo ano. Nesse contexto, algumas tecnologias terão mais destaque em 2019.

Listo aqui as três principais.

1. Hiperconvergência alcança maturidade
Os principais fornecedores de soluções de hiperconvergência tiveram a oportunidade de desenvolver e adaptar suas ofertas ao longo dos últimos anos e, em 2016 e 2017, passaram a construir sólidos casos de sucesso em diversas indústrias. Do lado dos clientes, diversas organizações implementaram essa tecnologia em ambientes restritos e, passadas suas experiências, estão mais informadas e confiantes para aproveitar as vantagens que a hiperconvergência tem a oferece.

Portanto, essa tendência ganhará um novo momento no mercado brasileiro. Cada vez mais, as empresas irão perceber que uma infraestrutura hiperconvergente possibilita que elas acompanhem os passos rápidos da transformação digital. Entre as vantagens da hiperconvergência, destacam-se a simplicidade, ganho em performance e capacidade, e diminuição dos custos. Esse novo momento de maturidade deve intensificar esses benefícios e acelerar a implementação de outras inovações para os negócios.

2. Proteção e gestão de dados evoluem e ganham mais importância
O mundo de hoje tem mudado drasticamente por causa de dados. Cada processo, seja uma interação com um cliente externo ou uma atividade interna de um funcionário, deixa um rastro de informação. Dados gerados por humanos e máquinas estão crescendo dez vezes mais rapidamente do que dados tradicionais de negócios e a expectativa é que esse aumento continue sendo exponencial.

Além disso, novas leis sobre o uso e proteção da informação – desde a LGPD até regulamentos para setores específicos, como o financeiro – deixam claro que as abordagens tradicionais de proteção e gestão de dados não estão aptas a responder às necessidades do negócio e compliance no tempo requerido.

Assim, a demanda por soluções que entreguem mais valor ao negócio irá aumentar. A proteção por si só não será suficiente, será preciso garantir a confiabilidade e a disponibilidade dos dados, assegurar que eles sejam facilmente recuperados em caso de qualquer imprevisto, ter flexibilidade de migrá-los para qualquer ambiente, e gerenciá-los de forma inteligente, o que inclui o uso de inteligência artificial (AI) e machine learning para prever ações, comportamentos e possíveis problemas.

3. Investimentos em análises preditivas continuam
Ainda sobre o tema antecipar e prever situações, ferramentas que possibilitam análises preditivas continuarão a ganhar espaço, principalmente entre as grandes empresas. Segundo a IDC, soluções de Big Data e Business Analytics somarão, no mundo, investimentos de US$ 260 bilhões em 2022. Algumas das áreas que mais investirão nisso são bancos, indústrias e governo.

Análises preditivas contribuem para operações contínuas e reduzem a carga administrativa de manter os sistemas otimizados. Essa capacidade se torna cada vez mais importante conforme a TI precisa gerenciar ambientes diversos, com mais dados e níveis de serviços mais exigentes. Essa tendência está diretamente ligada ao uso de IA e Machine Learning para gerar mais inteligência da infraestrutura e mais valor aos negócios.

 

(*) Jorge Ribkin é country manager da Veeam Software no Brasil

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail