Home > Tendências

3 boas práticas para o gerenciamento de rede

Na TI híbrida de hoje, simplificar o gerenciamento de redes de nuvem tornou-se um pré-requisito para a computação em nuvem

Destiny Bertucci, CIO/EUA

14/10/2018 às 8h38

gestaoderede_610992194.jpg
Foto:

Com cada vez maior frequência, as organizações estão migrando aplicativos para a nuvem, além de algumas infraestruturas mais básicas como plataformas de desenvolvimento de armazenamento e aplicativos.

Como resultado, os profissionais de TI de hoje são cada vez mais julgados por sua capacidade de gerenciar serviços de nuvem. E embora a nuvem alegue oferecer maior simplicidade operacional, os administradores de rede permanecem cautelosos. A obrigação dos profissionais de TI de gerenciar serviços de nuvem traz consigo o desafio inerente de ser responsabilizado pelo desempenho de redes que não são propriedade da empresa — as do provedor da nuvem — e que estão além do alcance das ferramentas de gerenciamento de rede tradicionais. E essa responsabilidade recairá ao final no gerente de rede.

A ampla adoção dos serviços de nuvem está transformando a natureza da rede corporativa, forçando-a além dos limites da organização e criando um cenário de gerenciamento muito mais complexo.

Para os profissionais de TI gerenciarem com eficácia redes modernas sem fronteiras, eles precisam mais do que apenas um painel. Eles precisam da visualização completa da rede, tanto no local quanto na nuvem. Afinal, ferramentas básicas como o rastreamento de rota (que rastreia a série de saltos feitos pelos pacotes de rede para alcançar um determinado endereço de rede) e consultas de DNS estão se tornando obsoletas diante da nuvem e da TI híbrida.
 

À medida que as empresas confiam cada vez mais em nuvem, SaaS e TI híbrida, a necessidade de maior visibilidade ao usar uma solução combinada de monitoramento e gerenciamento de rede é mais necessária do que nunca. Os gerentes de rede e as organizações de TI devem aproveitar as seguintes práticas recomendadas para visualizar e controlar melhor as redes que não são de sua propriedade:

1 · Monitore a rede inteira (no local e na nuvem) de uma única plataforma que possa visualizar o cenário de rede completo. Por meio de uma plataforma única, os profissionais de TI devem ser capazes de ver quando o desempenho do aplicativo está diminuindo ou sendo inferior, seja na nuvem ou no local, e comparar o desempenho relativo para tomar decisões informadas. Uma única plataforma fornece uma visão holística da atividade da organização, possibilitando que a TI transforme pontos de dados em insights valiosos e de valor prático. Se os profissionais de TI, principalmente os administradores de rede, tiverem de acessar várias plataformas para gerenciamento, eles correrão o risco de perder a continuidade.

2 · Qualidade de serviço (QoS) e experiência de usuário final são fundamentais. Para garantir a qualidade da experiência, uma métrica importante para um departamento de TI, os profissionais de TI precisam ser capazes de rastrear como os usuários finais estão realmente usando qualquer um dos aplicativos e ver a qualidade do serviço em primeira mão. As métricas principais devem ser identificadas e monitoradas rapidamente a fim de gerar melhor visibilidade. O monitoramento deve incluir insight prático, como detalhes sobre utilização, saturação e erros, que são essenciais para velocidade, colaboração e QoS.

3 · Lembre-se que os fornecedores de nuvem não são o inimigo.Os administradores de rede e outros profissionais de TI muitas vezes têm dificuldade em confiar seus dados a provedores de nuvem porque eles trafegam por redes que não são de sua propriedade. Para combater o nervosismo na migração para nuvem, os administradores de rede devem ter uma compreensão fundamental de cada fornecedor e de seus serviços. Muitos serviços fornecem informações e relatórios que podem ser integrados aos próprios aplicativos de um departamento de TI para criar uma abordagem mais abrangente do monitoramento e do gerenciamento de redes no local e da nuvem.

gestãoderede

No data center de TI híbrido de hoje, simplificar o gerenciamento de redes de nuvem tornou-se, em última análise, um pré-requisito para a computação em nuvem com a simplicidade prometida inicialmente. Com o monitoramento e o gerenciamento de rede modernos e as práticas recomendadas descritas aqui, os gerentes de rede podem aproveitar a maior visibilidade para substituir o jogo de adivinhação sobre as causas de falhas de serviço de nuvem pelos fatos e garantir o desempenho em caminhos complexos da rede da TI híbrida.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail