Home > Carreira

11 maneiras de liderar a TI e prosperar nos próximos anos

IA, Cloud e Shadow IT podem tornar os gestores de TI menos essenciais do que imaginamos. Veja como se ajustar e permanecer relevante

Paul Heltzel, CIO/EUA

15/01/2019 às 19h00

Foto: Shutterstock

Algumas novas pesquisas sugerem que os gerentes de TI já não são tão à prova de demissões quanto antes. Um relatório da IDC prevê que, até 2023, mais da metade dos CIOs (70%) que “não conseguirem gerenciar governança, estratégia e operações de TI, incluindo aí acomputação de ponta dominada por LOB e a tecnologia operacional de TI, falharão profissionalmente”.

Joseph Pucciarelli, vice-presidente e consultor executivo do grupo IDC, diz que surgiram novos desafios, já que a tecnologia é freqüentemente selecionada por vários departamentos com diferentes interesses, e não apenas pelo departamento de TI. "Historicamente, usamos o termo Shadow IT para caracterizar a tecnologia contratada sem o conhecimento da TI", diz Pucciarelli. "EApesar dos alertas, esta realidade piorou."

Além disso, a ascensão da Inteligência Artificial ​​e as mudanças contínuas nos serviços em nuvem podem ter um impacto maior na cadeia de comando do que imaginamos.

Lynne Williams, professora da Escola de Negócios e Tecnologia da Informação da Purdue University Global, vê uma ameaça potencial para os gerentes de TI se a infraestrutura de TI auto corretiva puder ser desenvolvida de forma comercialmente viável, permitindo que a IA identifique, preveja e corrija problemas com  software, serviços e sistemas sem a necessidade de pessoal ou, potencialmente, de departamentos inteiros.

“Se esta iniciativa baseada em IA se generalizar, haverá menos necessidade de administradores de sistemas da velha guarda e talvez até de CTOs”, diz ela.

Para sobreviver a essas e outras mudanças, os líderes de TI precisam se adaptar rapidamente. Aqueles que não o fizerem poderão ser menos necessários para o negócio do que imaginam.

Veja como especialistas e profissionais enxergam a evolução das responsabilidades dos líderes de TI - e como você pode se manter relevante nos próximos anos.

1 - Ajustar a TI para a chegada da Inteligência Artificial
A adoção da IA forçará os gerentes de TI a evoluir, se quiserem permanecer relevantes, criando uma estratégia eficaz de uso da tecnologia, diz Turkmen Deniz, sócio da OC & C Strategy Consultants.

“Desenvolver uma estratégia eficaz de IA exige que os não-técnicos aprendam e usem a tecnologia, enquanto os técnicos aprendem mais sobre governança, operações, relatórios e gerenciamento organizacional - redefinindo o papel dos gestores de TI”, diz Deniz. “É uma questão de os dois lados se aproximarem. E, embora isso exija que toda a gerência sênior aprenda e use a IA, certamente exigirá também que os gerentes de TI ampliem seu talento e influência dentro de suas organizações. ”

2 - Entrar no mundo dos negócios
Líderes de TI que enxergam a TI como parte dos negócios estão em alta demanda, e eles são algo próximo à prova de demissões, diz Charles Gerhards, diretor executivo do Instituto de Tecnologia do Governo da Universidade de Ciência e Tecnologia de Harrisburg. Aqueles que priorizam a tecnologia em detrimento das estratégias do negócio, não muito.

Parece óbvio que os gerentes de TI que entendem os objetivos de negócios e podem efetivamente arquitetar soluções técnicas e inovadoras para alcançar esses objetivos serão inestimáveis ​​para as organizações daqui para frente. Mas nem todos conseguem passar do discurso à prática.

Pratyush Rai, CIO da Kaplan Higher Education, ecoa isso, ao encarar o popular ditado “Toda empresa é uma empresa de tecnologia” como um pouco impreciso em termos do verdadeiro papel da TI. "É ainda melhor dizer que" todo departamento de tecnologia é parte dos negócios ", diz Rai.

liderenca_189927245.jpg

3 - Ficar de olho nos gastos
Álvaro Oliveira, vice-presidente de operações de talentos do site freelancer Toptal, prevê que as equipes de TI encolherão à medida que surjam novos serviços tecnológicos, mas, o que é importante é lembrar que esses serviços ainda exigirão gerentes experientes em lidar com fornecedores.

“Você definitivamente não quer ter fornecedores terceirizados trabalhando diretamente com aqueles que não estão preparados para retroceder e entender o que faz ou o que não faz sentido”, diz Oliveira. “Você acaba com um enorme aumento no custo, e os gestores de TI são os que estão posicionados para manter isso sob controle.

4 - Assumir riscos
Os gerentes de TI precisam cultivar uma mistura de estabilidade e inovação, diz Tim James, diretor de serviços globais da empresa de colaboração baseada em nuvem TetraVX.

"Os gerentes que são completamente avessos ao risco são os mais ameçados", diz James. “A análise de dados e a inteligência artificial estão ajudando os gerentes a extrair dados importantes para tomar decisões mais rápidas e mais instruídas. Aqueles que ficam estagnados e não podem aproveitar as ferramentas e tecnologias que os ajudarão a amadurecer ficarão para trás em uma geração de ciclos de vida de tecnologia. ”

5 - Encontrar o equilíbrio
Existem duas áreas em que os gestores de TI precisam se destacar para proteger seus papéis, argumenta James, da TetraVX. "As empresas querem se concentrar em suas competências essenciais e encontrar maneiras de melhorar processos e implementar conjuntos de ferramentas que as ajudarão a melhorar - e não dificultar - a capacidade de seus funcionários de realizar o trabalho", diz ele. “Elas também esperam estabilidade das soluções tecnológicas disponíveis. Um gestor de TI precisa ser capaz de fornecer a ponte entre a necessidade de manter as luzes acesas e o avanço tecnológico. Se não puder encontrar uma maneira de encontrar esse equilíbrio, lutarão junto com o negócio para se manterem competitivos em seu setor ”.

6 - Desenvolver as tais soft skills
Cloud e Inteligência Artificial tornaram as funções dos gestores de TI mais complexas e desafiadoras - com uma ênfase crescente no know-how não técnico.

"Há uma demanda maior para aprender novas tecnologias e habilidades", diz Greever. A pesquisa recente de sua empresa com líderes de tecnologia e engenharia sugere que as habilidades não técnicas estão ficando mais difíceis de encontrar. “À medida que as habilidades técnicas evoluem e se intensificam para acompanhar o ritmo da tecnologia, os gerentes de sucesso também terão que aprimorar suas soft skills para se manterem competitivas.”

7 - Nunca parar de aprender
Embora seja difícil acompanhar o ritmo acelerado das mudanças, segundo Greever, os profissionais de TI que mantiverem seu foco muito estreito terão dificuldades em permanecer relevantes.

“Líderes de TI eficazes reconhecem o perigo de desenvolver um escopo limitado e ignorar as mudanças”, diz Greever. “À luz dos recentes avanços em IA e Machine Learning,RPA e IoT, é importante focar na educação continuada e em melhorar a qualificação dos funcionários e gerentes para acompanhar a crescente demanda em habilidades tecnológicas.”

Aqueles que não conseguirem olhar para frente ficarão para trás, diz Williams, da Purdue.

"Depende um pouco dos próprios gerentes de TI", diz ela. “Assim como os especialistas da Novell Netware não estão mais na demanda, se o gerente estiver prestando atenção à prática atual e olhando para frente, eles continuarão sendo desejados. Aqueles indivíduos que não atualizarem seus conjuntos de habilidades e pontos de vista estarão mais vulneráveis ​​a demissões. ”

8- Mergulhar nos dados
O Analytics está rapidamente se tornando o principal diferencial para empresas e gerentes de TI. Aqueles que se tornam adeptos dos dados estão destinados a prosperar. E não é só nas startups de tecnologia ou nas empresas voltadas para o consumidor, onde os dados desempenham um papel sabidamente determinante. As funções do CIO também mudarão à medida que a Internet das Coisas (IoT) acelerar a integração entre TI e tecnologia operacional, diz Williams.

Gol Paulo Palaia

“O equipamento OT é cada vez mais capaz de se comunicar diretamente com a infraestrutura de TI”, diz ela, “o que torna mais simples acompanhar o status, a eficiência do fluxo de trabalho e muitas outras atividades do OT que funcionavam quase independentemente da TI. O futuro não é muito brilhante para os gestores de TI que não estão aproveitando ativamente a crescente quantidade de dados gerados pela OT através da IoT para apoiar os objetivos de negócios. ”

9 - Priorizar a segurança
A segurança é outra área de crescente ênfase, com a necessidade de considerar questões relacionadas à segurança como parte integrante de cada estágio do desenvolvimento, onde quer que a tecnologia seja encontrada. Sumir Karayi, CEO da empresa de software e serviços de TI 1E, pede que os líderes de TI trabalhem mais de perto com seus colegas de segurança, à medida que IoT, automação e AI encontram seu caminho para as tecnologias operacionais. Security by design e Privacy by design são agora abordagens regulatórias!

“No cenário atual de alto risco, a TI, a segurança e as operações precisam estar trabalhando de mãos dadas”, afirma Karayi. “Por meio da colaboração, essas entidades podem obter um melhor controle sobre os ativos da organização, juntamente com o perfil de risco associado a cada uma delas, e desenvolver uma estratégia coesiva para atender às necessidades de conformidade e segurança da organização. Sem essa cooperação, os gestores de TI - e toda a organização - continuarão a desperdiçar tempo, dinheiro e esforços para apagar incêndios, enquanto a concorrência segue à frente ”.

10 - Abraçar o novo
Dwight Specht, vice-presidente de Dados e Análise / Tecnologia da North Highland Worldwide Consulting, diz que a pesquisa de sua empresa mostra que os executivos e seus gerentes não estão respondendo rápido o suficiente para tirar vantagem da nova tecnologia.

"Não acreditamos que devam implementá-las sem consideração, mas não vemos nenhuma atenção para um processo consistente de avaliação de novas tecnologias", diz Specht. “Veja os últimos 30 anos de história do CIO - em todos os casos em que ele pôde se tornar um líder transformador, delegou para  sua equipe o suporte, a manutenção  e os velhos modelos de implementação. O futuro reserva mais do mesmo, a menos que a TI mude fundamentalmente para ser uma equipe transformadora em vez de uma equipe de suporte. Enquanto a TI, como função, não ajudar a promover a Transformação Digital, ela será um centro de custo e estará sujeita a demissões, terceirização e automação de tarefas, assim como qualquer centro de custo. ”

Ainda assim, mesmo no impulso de experimentar, o valor comercial deve ser mantido em mente. Rai, da Kaplan, diz que os gerentes de TI estão enfrentando novas tendências tecnológicas quase a cada trimestre. "O ritmo acelerado de mudança está colocando todos sob pressão", diz. “No entanto, é importante que os líderes de TI considerem o ciclo de novas tecnologias e compreendam o valor comercial que determinada tecnologia oferece. O princípio de mantê-la simples aplica-se independentemente da tecnologia. ”

11 - Manter a mente nivelada
Sue Bergamo, CIO e CSO da empresa de software Episerver, não vê os gestores de TI em risco por causa da ascensão de tecnologias como a Inteligência Artificial e a nuvem. Em vez disso, ela vê essas tecnologias como oportunidade para criar valor ao simplificar rapidamente o dimensionamento e as operações de dados.

“As necessidades organizacionais se tornaram mais complexas, e é aí que entra o valor da TI”, diz ela. “Embora a computação em nuvem possa ajudar a resolver a maior parte dessas complexidades, há limitações, e a engenhosidade humana ainda é essencial para criar processos que funcionem e administrem a manutenção para garantir a eficiência operacional.”

Aqui, proteger os dados da organização contra ameaças também é um papel importante do gerenciamento da TI.

"Na era digital de hoje, há muita informação por aí que as pessoas querem", diz Bergamo. “E independentemente do tipo de dados - endereços de e-mail, conteúdo de marketing, etc. - as empresas se tornaram o principal alvo de spammers e hackers. Com isso em mente, é mais importante do que nunca que as organizações priorizem o gerenciamento da TI. "

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail