Recursos/White Papers

Tecnologia

Slack adiciona gerenciamento de chaves corporativas para usuários do Enterprise Grid

Essas chaves são usadas para criptografar e descriptografar dados confidenciais armazenados no aplicativo

Matthew Finnegan *

Publicada em 13 de setembro de 2018 às 14h13

O Slack revelou novos recursos destinados a atrair um público mais amplo de clientes corporativos, incluindo controles aprimorados de segurança, conformidade e administração.

O serviço vem cortejando grandes empresas desde o lançamento de sua versão Enterprise Grid, no ano passado. E durante seu segundo evento anual, realizado em San Francisco na semana passada, destacou vários anúncios para o público corporativo, incluindo a aquisição da Missions.ai, sua nova parceria com a Atlassian e um vislumbre de seu roadmap de liberação de novos recursos.

Entre primeiros a chegar está o gerenciamento de chaves corporativas (EKM), que dará aos clientes da Enterprise Grid a propriedade de chaves usadas para criptografar e descriptografar dados confidenciais armazenados no Slack, "incluindo mensagens, arquivos e comentários", disse Ilan Frank, chefe de produto corporativo do Slack, em entrevista por telefone à Computerworld .

Em essência, a EKM oferece a segurança de uma solução local com os benefícios de uma ferramenta em nuvem, disse a empresa.

O Slack ainda precisa confirmar uma data de lançamento, mas os clientes do Enterprise Grid devem esperar já começar a usar o recurso ainda este ano.

"A EKM deve agradar a um bom número de organizações que ainda não adotaram a colaboração na nuvem devido a restrições de segurança e privacidade", disse Raul Castanon Martinez , analista sênior da 451 Research.

O recurso deve ajudar a expandir o apelo do Slack em mercados e regiões verticais regulamentados, acrescentou ele - áreas nas quais a empresa normalmente não está presente.

Também pode atrair empresas que têm sido cautelosas em adotar ferramentas de bate-papo na nuvem. "Isso deve atrair clientes em potencial que, no passado, hesitaram em adotar ferramentas de colaboração baseadas na nuvem, incluindo, por exemplo, alguns clientes do Hipchat Data Center e do Hipchat Server", disse Castanon Martinez.

Alan Lepofksy, vice-presidente e analista de princípios da Constellation Research, considerou as capacidades da EKM “muito importantes” em um mercado altamente competitivo.

"Como o Slack continua a lutar contra a Microsoft, o Google e a Cisco, esses concorrentes precisarão permanecer vigilantes para adicionar recursos  de segurança, escalabilidade, retenção de dados, governança e conformidade para clientes corporativos.", disse ele. "A Slack está bem ciente disso e seu roteiro inclui muitos desses recursos."

A empresa também divulgou atualizações para outros recursos, incluindo controles aprimorados de gerenciamento de aplicativos, canais somente para anúncios e formatação de mensagens.

O Enterprise Grid oferece gerenciamento centralizado do aplicativo de bate-papo e suporta até 500 mil usuários.

Mais de um  ano após seu lançamento, o Enterprise Grid foi implantado por 150 empresas em todo o mundo. A maior implantação é na IBM, que tem mais de 110 mil usuários ativos diariamente, embora vários outros clientes do Enterprise Grid tenham entre 50 mil e 100 mil usuários diários, incluindo a Capital One, a Target e a Conde Nast.

Em maio, o Slack tinha 8 milhões de usuários ativos/dia.

O Slack verá seus números de usuários continuarem a crescer à medida que os clientes das ferramentas de colaboração da Atlassian, HipChat e Stride, começarem a migrar. Isso segue uma parceria estratégica entre as duas empresas que resultou na descontinuidade dos dois produtos da Atlassian, com a migração para o Slack.

Como parte da parceria, anunciada no final de julho, haverá maior integração entre os produtos das duas empresas; no início desta semana, inclusive, a Atlassian revelou um novo aplicativo, o Confluence Cloud para o Slack.

"Isso é algo que é muito emocionante para nós, nossa nova parceria com a Atlassian", disse Frank. “O que vai continuar acontecendo além dessa migração é que agora ambas as empresas estão livres para realmente investir em sua área de foco e também investir em integrações muito mais profundas.

slack



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui